Cabedelo, Paraíba, 19 de Agosto de 2023

O terceiro dia do CBSurf Cabedelo Parasurf elevou as emoções à medida que a competição avançava com a estreia das categorias Síndrome de Down, Surdos e Autista. O CBSurf Cabedelo Parasurf continuou a inspirar atletas e espectadores, demonstrando que o surf adaptado é um verdadeiro testemunho da capacidade
humana e da superação de desafios. A Praia de Intermares é hoje o palco de performances excepcionais e momentos que ficarão marcados na história do esporte.


A manhã começou com uma com fortes chuvas que se intercalaram ao longo do dia com o forte céu azul paraibano, nada que representasse qualquer empecilho para os competidores. As performances dos atletas das categorias Síndrome de Down, Surdos e Autista trouxeram à  tona a luz a certeza de que podemos avançar ainda muito mais no que diz respeito a inclusão no esporte. A energia vibrante dos surfistas e o apoio caloroso do público criaram uma sinfonia de inspiração à beira-mar.

As baterias do dia continuaram a entregar momentos emocionantes, com destaque para as sempre impressionantes performances Alcino “Pirata” e Davizinho “Radical”. Seus movimentos fluidos e arrojados nas ondas mostraram não apenas a evolução técnica constante, mas também a conexão singular com o oceano. A habilidade desses atletas em transcender suas limitações ecoou a mensagem de que o surf é uma linguagem universal.

“O surf nos liberta. Imagine para um cadeirante como eu, estar livre da cadeira de rodas. No mar a gente não precisa dela. – Comentou Cleuson Sorares, atleta paraibano.” “Esse evento é um sonho pra mim como gestor público e como surfista”. – Destacou radiante de alegria o Prefeito de Cabedelo Vitor Hugo.

Hoje também estiveram presentes o Diretor Nacional da Uninassau Rodrigo Xavier, a Reitora da Uninassau João Pessoa Erica Pacheco e o diretor do Grupo Ser Educacional, Sergio Murilo deixando bem claro o quanto o tema da inclusão e da acessibilidade são importantes para essa que é hoje uma das mais destacadas instituições de ensino do Brasil e que hoje tem o respaldo da ONU para fiscalizar a aplicação da Lei Brasileira de Inclusão.

No mar, Marçal da Costa, da categoria PS Prone 1 Masculino, trouxe uma performance extraordinária, somando uma média de 13.00 pontos. Sua dedicação e habilidade faz parecer fácil realizar o impossível.

Monik Oliveira conquistou a melhor onda do evento até agora, alcançando uma pontuação impressionante de 8.55. Figue Diel permaneceu no topo das pontuações gerais com 15.77. Média conquistada ontem contra Derek Rabelo.

O terceiro dia chegou ao fim com uma cena memorável. A equipe se reuniu na praia do Jacaré para assistir ao famoso pôr do sol. O som envolvente do “Bolero de Ravel”, tocado por um talentoso saxofonista, criou a trilha sonora para um momento de união e reflexão.

À medida que o evento se aproxima das emocionantes finais, o terceiro dia do CBSurf
Cabedelo Parasurf reforçou a mensagem de que o surf é mais do que um esporte – é uma expressão de resiliência, paixão e superação que pode dar vida nova as pessoas. Amanhã, as grandes finais determinarão os representantes da equipe brasileira no Mundial ISA de Parasurf, prometendo um dia de competição feroz, emoções à flor da pele e celebração da verdadeira essência do esporte adaptado.

Para acompanhar os desdobramentos do CBSurf Cabedelo Parasurf e as finais emocionantes, acesse o site oficial em www.cbsurf.org.br e siga o Instagram @cbsurfoficial. Você também pode sintonizar as transmissões ao vivo das competições no CBSurf Play no Youtube.

Contato para Imprensa: Nome: Claudio Damangar / Assessoria CBSurf Email:
[email protected] Telefone: (81) 9 97585030

FOTOS 19.08.2023

fotos @damangar e @limajrpena

Sede: Rodovia Jornalista Manoel de Menezes, 2001, Praia Mole,
Florianópolis/SC – CEP: 88.0061-700.

logo cbs 99

©2024. Confederação Brasileira de Surf – CBSurf