Delegações, atletas e colaboradores celebram evento durante encerramento

Cerimônia de Premiação 02 Dez Seleçao Brasileira ISA Junior RJ Foto @pablonz
O Brasil venceu na principal categoria, a Sub 18 masculino, com Ryan Kainalo, além de ter se sagrado campeão por equipes 02 Dez Seleçao Brasileira ISA Junior RJ Foto @pablonz

Após oito dias nos quais o espírito de equipe, as bandeiras e claro o surfe, tomaram conta da Praia da Macumba, foi finalizado neste sábado (2/12) o ISA World Junior Surfing Championship 2023, evento que contou com 46 delegações, 365 atletas, além de organizadores, produtores, imprensa e outros. O Brasil venceu na principal categoria, a Sub 18 masculino, com Ryan Kainalo, além de ter se sagrado campeão por equipes.

Neste sábado (2) foram realizadas as cerimônias de entrega de medalhas por equipes, individuais e Aloha Cup (Tag Team), categoria na qual o Japão foi o vencedor. O Brasil parou nas semifinais da Aloha Cup.

A cerimônia contou a presença de diversas autoridades que representaram o Comitê Olímpico Brasileiro (COB); o Governo do Estado do Rio Janeiro, a  Prefeitura do Rio, além dos membros da diretoria da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf),  representada pelo seu presidente, Flavio Teco Padaratz, à frente da instituição há cerca de dois anos. 

Cerimônia de Premiaçao 02 Dez Seleçao Brasileira ISA Junior RJ Foto @pablonz

“Essa medalha significa que tudo que a gente está fazendo, às vezes até no escuro tem dado certo. Tudo que fizemos tem um propósito. O resultado vem automaticamente quando a gente se foca no processo de fazer um bom trabalho, cobrir todas as lacunas . Nossa ideia é realmente cuidar do futuro criando uma base sólida para que as próximas gerações do surfe brasileiro encontrem um cenário melhor”, disse emocionado Teco. 

Padaratz também afirmou que a medalha, além de ter sido uma conquista da CBSurf, tem um sabor especial em sua carreira, que se iniciou como surfista profissional; e desencadeou em uma função de liderança à frente da maior entidade do surfe brasileiro. 

Cerimônia de Premiaçao 02 Dez Seleçao Brasileira ISA Junior RJ Foto @pablonz

“Eu estava brincando com o Guilherme Pollastri (diretor executivo do ISA World Junior Surfing Championship 2023) sobre isso. Disse a ele que a gente tomou uma série de oito ondas em Nazaré, pegamos a prancha, fomos para o fundo e dropamos uma bomba de 30 pés com uma prancha 5’11”, descontraiu Teco.

Para Brigitte Mayer, vice-presidente da CBSurf, o comprometimento da equipe fez a diferença:

Cerimônia de Premiaçao 02 Dez Seleçao Brasileira ISA Junior RJ Foto @pablonz

“Acho essa gestão está muito comprometida com o desenvolvimento e a evolução dessa nova geração. Os títulos que vieram agora é fruto de um trabalho que tem pouco tempo.  Ao longo desses meses estamos conquistando apoio dos vários órgãos, como COB, Ministério dos Esportes , Secretarias de Alto Rendimento e Paradesporto. Todos estão observando a seriedade do nosso trabalho, só temos que agradecer a entidades e todos os nossos parceiros.” 

Com relação a vitória da seleção Brigite, emocionada, disse: 

“É um sentimento de orgulho… No que tange ao meu pilar, que é o surfe feminino. Estamos no caminho certo para desenvolver essa nova geração.”

Karina Abras, coordenadora da categoria feminina e chefe de operações das equipes internacionais, falou sobre o trabalho da confederação e o resultado obtido pela equipe brasileira.

“O resultado que a gente fez aqui no Rio foi a cereja do bolo. Começamos esse trabalho em fevereiro de 2023, fizemos dois surf camps de treinamentos em Floripa, conhecemos muito bem os atletas até a parte familiar. Todo o trabalho e nossos objetivos foram alcançados 100%. Fiquei muito feliz porque era uma equipe muito boa, focada, e nosso ano na CBSurf foi muito bom, a equipe toda está de parabéns”, analisou Karina.

Cerimônia de Premiaçao 02 Dez Seleçao Brasileira ISA Junior RJ Foto @pablonz 23

Resultado Aloha Cup – Tag Team

  1. – Japão  –  32,50
  2. – Havaí – 32,23
  3. – Espanha – 31,43
  4. -15,07

Resultado por Categoria:

Masculino Sub 18:

Ryan Kainalo (BRA) – 15,37 pontos

Francisco Ordonhas (POR) – 14,87

Kai Odriozola (ESP) – 14,24 pontos

Tenshi Iwami (JAP) – 5,46

Feminino Sub 18:

Anon Matsuoka (JAP) – 11,86 pontos

Kohai Fierro (TAH) – 9,86

Candelaria Resano (ESP) – 9,67 pontos

Zoe Chait (EUA) – 8,10

Masculino Sub 16:

Hans Odriozola (ESP) – 16,23 pontos

Lukas Skinner (ING) – 16,17

Guilheme Lemos (BRA) – 12,93

Ryan Coelho (JAP) – 9,07

Feminino Sub 16:

Sierra Kerr (AUS) – 14,60

Lanea Mons (EUA) – 11,00

Eden Walla (EUA) – 9,67

Clémence Schorsch (FRA) – 7,83

O evento contou com 46 delegações e 365 atletas, divididos por equipes nas categorias: Masculino Sub 18; Masculino Sub 16; Feminino Sub 18 e Feminino Sub 16. 

A formação da equipe brasileira foi determinada a partir do ranking do Circuito Brasileiro Amador de 2022, competição promovida pela CBSurf.

Como critério de seleção, foram escolhidos os três primeiros colocados do ranking para compor o time.

Esta é a 19ª edição do evento e a segunda a ser realizada no Brasil; a primeira ocorreu em 2006 na Praia de Maresias, São Paulo. 

Mais informações no site da CBSurf –  https://cbsurf.org.br/ ISA:  https://isasurf.org/

Serviço Isa World Junior Championship:
Quando: 24 de novembro a 03 de dezembro de 2023.
Onde: Praia da Macumba, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro. Confira as equipes da seleção brasileira Sub 18:

Esse acontecimento histórico só foi possível graças ao comprometimento dos seguintes parceiros: Comitê Olímpico Brasileiro, Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes da cidade do Rio de Janeiro, Ministério do Esporte, M2 Eventos, 4BTS, Galápagos Outdoor, Fu Wax.

Confira as equipes da seleção brasileira 2023:

Masculino Sub 18

Ryan Kainalo (SP)

Samuel Joquinha (RN)

Luan Ferreyra (PE)

Masculino Sub 16

Guilherme Lemos (RJ)

Ryan Coelho (PR)

Anuar Chiah (PR)

Feminino Sub 18

Kiany Hyakutake(SC)

Aysha Ratto (RJ)

Sophia Gonçalves (SP)

Feminino Sub 16:

Luara Mandelli (PR)

Gabriely Vasque (PR)

Alexia Monteiro (RS)

Informações à imprensa: José Roberto Annibal: 21 9 8188-9932 – [email protected] | Gerson Filho: 21 9 8187-3601- [email protected]

Ryan Kainalo vence na Sub 18 principal categoria do evento e Brasil é campeão por equipe

Final day 01 Dez Ryan Kainalo ISA Junior RJ Foto @pablonz

O surfista brasileiro Ryan Kainalo, de 17 anos, conquistou a Medalha de Ouro na categoria Sub 18, a principal do ISA World Junior Surfing Championship 2023, realizado na Praia da Macumba e concluído nesta sexta-feira, 1 de dezembro. Além da vitória de Ryan, o Brasil também marcou presença nas finais da Sub 16 com Guilherme Lemos e Ryan Coelho, que conquistaram o terceiro e quarto lugares, respectivamente. A equipe brasileira ainda triunfou na competição por equipes, acumulando 6.125 pontos, à frente dos Estados Unidos (5.850 pts); Austrália (5.848), e Espanha com (5.708).

Final day 01 Dez Ryan Kainalo ISA Junior RJ Foto @pablonz

As boas previsões se confirmaram, e as ondas na Praia da Macumba atingiram um metro durante as finais. O paulista Ryan Kainalo, que fez uma campanha consistente ao longo do evento, destacou-se especialmente nas manobras aéreas, executando-as com maestria. Usando uma prancha round pin 6′ pés, o campeão somou 15,37 pontos, seguido pelo português Francisco Ordonhas com 14,87, Kai Odriozola da Espanha com 14,24 e Tenshi Iwami do Japão com 5,46.

Emocionado e ovacionado pela torcida na praia, Ryan K ressaltou a importância do título para a carreira, fechando sua fase como amador de maneira brilhante:

“Essa vitória fica no Brasil, a medalha de ouro é nossa. Encerrar meu último ano como amador com uma medalha de ouro é a realização de um ciclo incrível. A equipe fez toda a diferença, foram muitos treinos que nos trouxeram até aqui para mostrar que o surfe brasileiro é de alto nível. Não havia maneira melhor de concluir minha fase amadora”, analisou o agora campeão mundial Sub 18 pela ISA (International Surfing Association).

O presidente da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), Flavio Teco Padaratz, destacou o resultado como uma chancela ao trabalho da Confederação:

Final day 01 Dez Teco Padaratz e Paulo Moura comemorando a vitória do time do Brasil no ISA Junior RJ Foto @pablonz

“Essa Medalha de Ouro faz a gente pensar que valeu a pena, e eu faria tudo de novo. É o resultado de muito investimento de tempo e dinheiro de uma equipe dedicada para alcançar o máximo. A carreira amadora do Kainalo está feita, agora é focar no profissionalismo. Parabéns aos treinadores Paulo Moura e Guga Arruda, considerados os melhores do mundo, e à equipe que se esforçou para alcançar esse excelente resultado, com o Brasil vencendo por equipes e diversos atletas nas finais”, comemorou comovido Teco.

O trabalho em equipe foi um dos diferenciais da seleção brasileira, contando com profissionais de diversas áreas, incluindo os ex-surfistas profissionais Guga Arruda (técnico) e Paulo Moura (vice-presidente e diretor de esporte), que estavam emocionados com as conquistas. Guga esteve na sala de imprensa e explicou um pouco sobre esses bons resultados alcançados:

“A Confederação Brasileira fez história esse ano, desde janeiro nós viemos realizando um trabalho com essa equipe, com videochamadas, vídeo análise de desempenho, nas quais eles enviavam as imagens de performance surfando e, nós fazíamos as correções de aprimoramento. Fizemos três surf camps presenciais de treinamento em Floripa, onde reunimos o time em competições  simuladas , até chegar aqui e conquistar esse primeiro lugar no mundial Júnior pela segunda vez na história desse país” (primeiro foi em 2003). 

Para Ricardo Bocão, diretor de comunicação da CBSurf, a realização desse mega evento e a vitória do Brasil, mostrou que estamos no caminho certo para manter essa base do surfe forte e colher frutos nas próximas gerações.

 “Nada mais emblemático de que a gente colocar um evento de enorme complexidade de pé. Fizemos esse evento com menos de dois anos de gestão e ainda conseguimos a vitória por equipe e individual na Sub 18. Realizamos algumas viagens internacionais com grande ajuda do COB, não só financeiramente mas com todo profissionalismo e dedicação do comitê. Parabéns a todo time”, disse Bocão. No sábado (2), a organização vai realizar o Tag Team, competição de equipe e em seguida ocorrerá a  cerimônia de encerramento e entrega das medalhas.   

Resultado por Categoria:

Masculino Sub 18:

Ryan Kainalo (BRA) – 15,37 pontos

Francisco Ordonhas (POR) – 14,87

Kai Odriozola (ESP) – 14,24 pontos

Tenshi Iwami (JAP) – 5,46

Feminino Sub 18:

Anon Matsuoka (JAP) – 11,86 pontos

Kohai Fierro (TAH) – 9,86

Candelaria Resano (ESP) – 9,67 pontos

Zoe Chait (EUA) – 8,10

Masculino Sub 16:

Hans Odriozola (ESP) – 16,23 pontos

Lukas Skinner (ING) – 16,17

Guilheme Lemos (BRA) – 12,93

Ryan Coelho (JAP) – 9,07

Feminino Sub 16:

Sierra Kerr (AUS) – 14,60

Lanea Mons (EUA) – 11,00

Eden Walla (EUA) – 9,67

Clémence Schorsch (FRA) – 7,83

Lembrando que foram 45 delegações divididas por equipes nas categorias: Masculino Sub 18; Masculino Sub 16; Feminino Sub 18 e Feminino Sub 16. A formação da equipe brasileira foi determinada a partir do ranking do Circuito Brasileiro Amador de 2022, competição promovida pela CBSurf.

Como critério de seleção, foram escolhidos os três primeiros colocados do ranking para compor o time.

Esta é a 19ª edição do evento e a segunda a ser realizada no Brasil; a primeira ocorreu em 2006 na Praia de Maresias, São Paulo. 

Mais informações no site da CBSurf –  https://cbsurf.org.br/ ISA:  https://isasurf.org/

Serviço Isa World Junior Championship:

Quando: 24 de novembro a 03 de dezembro de 2023.

Onde: Praia da Macumba, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro. Confira as equipes da seleção brasileira Sub 18:

Esse acontecimento histórico só foi possível graças ao comprometimento dos seguintes parceiros: Comitê Olímpico Brasileiro, Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes da cidade do Rio de Janeiro, Ministério do Esporte, M2 Eventos, 4BTS, Galápagos Outdoor, Fu Wax.

Confira as equipes da seleção brasileira Sub 18:

Masculino Sub 18

Ryan Kainalo (SP)

Samuel Joquinha (RN) Luan Ferreyra (PE)

Masculino Sub 16

Guilherme Lemos (RJ)

Ryan Coelho (PR)Anuar Chiah (PR)

Feminino Sub 18

Kiany Hyakutake(SC)

Aysha Ratto (RJ)

Sophia Gonçalves (SP)

Feminino Sub 16:

Luara Mandelli (PR)

Gabriely Vasque (PR)

Alexia Monteiro (RS)

Informações à imprensa: José Roberto Annibal: 21 9 8188-9932

[email protected] | Gerson Filho: 21 9 81873601- [email protected]

Nesta quinta-feira (30) foram disputadas as baterias da quarta fase do Isa World Junior Surfing Championship 2023. Contrariando as previsões o mar deu uma pequena reagida, suficiente para que a organização do evento optasse por colocar as baterias na água.

Em ondas com cerca de meio metro, séries maiores, dos 12 atletas da equipe brasileira que iniciaram a competição, o Brasil segue com cinco competidores que estão na luta por medalhas: Ryan Kainalo (sub 18 masculino), Guilherme Lemos, Anuar Chiah e Ryan Coelho (sub 16 masculino) e Alexia Monteiro (sub 16 feminino).

Dia 6 30 Nov Ryan Coelho ISA Junior RJ Foto @pablonz

Ryan com seu bom repertorio de manobras, avançou na primeira bateria do quarto round somando 13,03 contra 12,00 do segundo colocado, o português Francisco Mittermayer. Os dois se classificaram para as quartas-de final. O havaiano Davi Stella, e o holandês Oliver Zietz foram eliminados. 

“Estou muito feliz, bateria muito importante. Agora não tem mais repescagem, cada round que você avança é uma a menos. Estou focando na final pra conseguir pegar uma medalha e ainda tem muito mais trabalho pela frente”, disse.

Mas o dia não foi só de alegria para o Brasil. Na sétima bateria do quarto round o pernambucano Luan Ferreyra não conseguiu achar boas ondas e acabou sendo eliminado do evento. Em uma disputa com poucas ondas, Luan marcou apenas 6,86 . O espanhol Afonso Suarez (9,63) liderou, seguido por Harley Walters com 8,73.

“Dessa vez não deu, mas bateria é assim mesmo. São quinze minutos e com o mar inconstante como hoje é difícil de achar boas ondas. Agora vou continuar torcendo pela equipe brasileira”, disse.

O local do Recreio Guilherme Lemos segue mostrando o caminho na Sub 16. Com uma ótima escolha de ondas, ele soube dominar a segunda bateria do  round 4 do início ao fim. Lemos marcou 14,00 pontos, deixando o espanhol Hans Odriozola em segundo com 11,73. 

Dia 6 30 Nov Guilherme Lemos ISA Junior RJ Foto @pablonz

“Bateria foi a mais difícil pra mim, os moleques surfam muito! O espanhol surfa pra caramba, o francês também. O australiano está ficando no mesmo hotel que eu e estamos treinando praticamente juntos”, afirmou. 

Sobre aéreo que executou de backside e que lhe valeu 7,5 diz ele:

“Hoje de manhã eu vi a previsão do vento e já pensei que se esse ventinho entrasse seria ideal para a dar os aéreos de backside e, funcionou. Estou muito amarradão”.

Dia 6 30 Nov Ryan Coelho ISA Junior RJ Foto @pablonz

Disputando a sétima bateria da quarta fase Ryan Coelho (Sub 16) entrou em sintonia com as séries marcando 11 pontos, suficientes para obter a classificação na segunda posição. A bateria foi vencida pelo peruano Alejandro Bernales com 11,44.

Dia 6 30 Nov Anuar Chiah ISA Junior RJ Foto @pablonz

Anuar Chiah (Sub 16)  disputou a última bateria do round 4. O surfista paranaense achou duas ondas regulares em um momento no qual o mar já havia começado a perder pressão por conta da maré cheia. Ele somou 10,86,  para garantir a segunda colocação, na bateria vencida pelo australiano Fletcher Kelleher, que marcou a excelente média de 14,26. 

Entre as meninas da Sub 18 o Brasil perdeu duas atletas na mesma bateria com Sophia Gonçalves (6,23) terminando em terceiro e Aysha Ratto em quarto (4,84). Tiara Van Der Huls venceu (8,77) seguida por Coco Cairns (6,80) em segundo. Com o resultado o Brasil não tem mais chance de medalhas na Sub 18.

Já na Sub 16 feminina o Brasil segue firme com Alexia Monteiro, agora única mulher do time brasileiro que permanece viva na competição. Alexia fez uma bateria bem disputada e avançou na segunda colocação com 7,53 pontos, duelo vencido pela canadense Ocea Green que somou 9,40.

“Essa foi muito tensa, não consegui pegar uma onda boa. Fiz notas baixas, mas que foram suficientes para passar. É uma maratona de baterias, o Rio está muito quente, estamos nos hidratando, nos alimentando bem e tá dando certo” .

Outra esperança do Brasil que saiu do evento foi Luara Mandelli (5,83), com um mar quase sem ondas e medias bem baixas, acabou sendo eliminada da Sub 16. Sua bateria foi vencida pela americana Eden Walla (7,60) seguida pela peruana Catalina Zariquey (5,94).

Na sexta-feira (1/12) a competição segue com a primeira chamada prevista para às 6h. 

Próximas baterias com a participação de brasileiros:

Sub 18 Masculino
Ryan Kainalo (BRA)
Keoni Lasa (VEN)
Rylan Beavers (HAV)
Ikko Watanabe (JAP)

Sub 16 Masculino
Bateria 2:
Gulherme Lemos (BRA)
Tomas Pathenay (CRC)
Matias Canhoto (POR)
Alvaro De La Fuente (ESP)

A Seleção Brasileira de Surfe Sub 18 segue tendo um ótimo desempenho no Isa World Junior Surfing Championship 2023. Nesta quarta-feira, (20), conforme a previsão apontava, as ondas começaram a perder força dificultando bastante o trabalho dos surfistas. 

O Brasil segue com nove atletas que avançaram para o round seguinte. Por conta da falta de ondas, a organização foi obrigada a cancelar a repescagem, que acontecia no palanque 2. Os terceiros e quartos colocados nas baterias dessa fase foram eliminados definitivamente da competição.

Na categoria Sub 18, Ryan Kainalo e Luan Ferreyra, souberam aproveitar as ondas que surfaram e continuam vivos na competição. Já o potiguar Samuel Joquinha não se encontrou na água em uma bateria na qual vieram poucas ondas.”Foi uma bateria até difícil de engolir…o mar olhando de fora estava de um jeito, mas quando chegou lá dentro não consegui ler direito. Mas é isso, agora vamos levar energia pro time e vamos seguir com tudo”, lamentou Samuel.

Dia5 29 NOV Guilherme Lemos ISA Junior RJ Foto @pablonz

Já na Sub 16 masculino, nossa seleção segue com 100% de aproveitamento, destaque para o surfista local Guilherme Lemos, que marcou 14.13 para avançar sua bateria em primeiro. O surfista do Recreio achou uma esquerda salvadora na qual desferiu ótimas batidas de backside, carimbando seu passaporte para a próxima fase. “Foi uma bateria tensa! O backside estava bem encaixado e acabei fazendo a melhor onda da bateria. Estava de olho nessas esquerdas desde as disputas anteriores e ela veio na minha bateria. Estou muito feliz e vamos com tudo”, disparou Lemos. Além de Guilherme, Ryan Coelho e Anuar Chiah seguem na competição.

Dia5 29 NOV Aysha Ratto ISA Junior RJ Foto @pablonz

Na Sub 18 feminina o saldo brasileiro também foi positivo, apesar de a catarinense Kiany Hyakutake ter sido eliminada, Aysha Ratto, de Búzios, e Sophia Gonçalves, local de Maresias, seguem firmes na competição. “Estou muito focada e está dando tudo certo. Venho entrando com muita confiança em minhas baterias e vou com tudo para a próxima fase”, afirmou Gonçalves.

Dia5 29 NOV Alexia Monteiro ISA Junior RJ Foto @pablonz

A Sub 16 feminino duas brasileiras entraram na água. Alexia Monteiro pegou ondas regulares que foram suficientes para passar à fase seguinte. “A bateria foi irada, consegui abrir com uma nota muito boa, depois fui trocando e também fiquei preocupada em fazer o jogo, graças a Deus deu certo. Eu apostei na marcação pra ver se com a prioridade eu poderia segurar elas numa possível onda boa. Bateria de 15 minutos não tem margem pra erro, é bem difícil e fazer tudo certinho em todas as ondas que você dropa”, disse ela sobre sua tática na disputa.

Já Gabriely Vasque, que surfou em um momento em que o mar estava praticamente sem ondas, teve sua somatória de apenas 0,43 e foi eliminada. Na sequência a bateria de Luara Mandelli, que já se preparava para entrar na água, foi postergada por falta de condições.

As previsões não são animadoras para a quinta-feira (30) e é bem provável que o evento sofra a primeira paralisação por falta de ondas. Entretanto, o cronograma já está bastante adiantado. 

Lembrando que são 45 delegações divididas por equipes nas categorias: Masculino Sub 18; Masculino Sub 16; Feminino Sub 18 e Feminino Sub 16. A formação da equipe brasileira foi determinada a partir do ranking do Circuito Brasileiro Amador de 2022, competição promovida pela CBSurf.

Como critério de seleção, foram escolhidos os três primeiros colocados do ranking para compor o time.

A transmissão ao vivo pode ser acompanhada através do CBSurfPLAY

Acesse o hotsite https://cbsurf.org.br/isa-junior-brasil/ ou pelo site da ISA:  https://isasurf.org/
Serviço Isa World Junior Championship:
Quando: 24 de novembro a 03 de dezembro de 2023.
Onde: Praia da Macumba, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro.

Esse acontecimento histórico só foi possível graças ao profundo comprometimento dos seguintes parceiros: Comitê Olímpico Brasileiro, Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes da cidade do Rio de Janeiro, Ministério do Esporte, M2 Eventos, 4BTS, Galápagos Outdoor, Fu Wax. 

Confira as equipes da seleção brasileira:

Masculino Sub 18
Ryan Kainalo (SP)
Samuel Joquinha (RN)
Luan Ferreyra (PE)

Masculino Sub 16
Guilherme Lemos (RJ)
Ryan Coelho (PR)
Anuar Chiah (PR)

Feminino Sub 18
Kiany Hyakutake (SC)
Aysha Ratto (RJ)
Sophia Gonçalves (SP)

Feminino Sub 16:
Luara Mandelli (PR)
Gabriely Vasque (PR)
Alexia Monteiro (RS)

Programação dos dias:
Sexta-feira, 24 de novembro
15h30 – Cerimônia de abertura
Sábado 25 de novembro
7h às 18h – Competição
Domingo 26 de novembro
7h às 18h – Competição
Segunda-feira 27 de novembro
7h às 18h – Competição
Terça-feira 28 de novembro
7h às 18h – Competição
Quarta-feira 29 de novembro
7h às 18h – Competição
Quinta-feira 30  de novembro
7h às 18h – Competição
Sexta-feira 1 de dezembro.
7h às 18h – Competição
Sábado  2 de dezembro
7h às 18h – Competição
Domingo 2 de dezembro
7h às 18h – Competição
Cerimônia de encerramento 20 minutos após última bateria.

Informações à imprensa: José Roberto Annibal: 21 9 8188-9932 – [email protected] | Gerson Filho: 21 9 8187-3601- [email protected]

Equipe brasileira se recupera e volta com 100% de força total.

O quarto dia de competição no Isa World Junior Surfing Championship 2023 terça-feira (28), foi todo dedicado à repescagem com os brasileiros garantindo bons resultados. O sol voltou a brilhar, sem vento e com boas ondas, a nova geração do surfe mundial deu um show para o público presente. 

Diferente de outros campeonatos, quando o surfista perde e é eliminado da competição, neste evento os atletas que perderam tiveram mais uma chance na repescagem. Os atletas que conseguiram avançar hoje voltaram ao evento principal.

Dia4 Kiany Hiakutake ISA Junior RJ Foto @pablonz

A primeira brasileira a entrar na água foi a catarinense Kiany Hyakutake (Sub 18), que conseguiu sua classificação sem muitos problemas. Em uma bateria com poucas ondas, ela soube administrar bem a vantagem sobre suas adversárias e garantiu seu lugar na próxima fase. “Eu demorei para pegar as primeiras ondas, foi uma bateria bastante apertada, não foi do jeito que eu quis, mas passei a bateria e voltei para o evento principal”. Sobre a onda da Praia da Macumba, ela afirma que já está adaptada às condições: “Essa onda é um pouco difícil, mas eu treino bastante na Praia Mole, que apesar de não ter o mesmo volume que a Macumba, é uma onda bastante balançada. Agora é descansar, me concentrar e jogar o jogo”, planejou Kiany. 

Dia4 28 NOV Alexia Monteiro ISA Junior RJ Foto @pablonz

Na sequência foi a vez da gaúcha Alexia Monteiro mostrar a que veio. Surfando com bastante estratégia e bem orientada pelos técnicos da equipe brasileira ela soube aproveitar muito bem as condições.“Estamos de volta no ‘game’, estou muito feliz de ter avançado para o evento principal. Surgiram algumas dúvidas sobre posicionamento, pois o mar na Macumba muda praticamente a cada 15 minutos. Mas Deus clareou minha cabeça, consegui pegar as ondas boas e me posicionar com a ajuda da equipe que sinalizou para mim na areia. Agora vamos pra cima, bora time Brasil!”.

Dia 4 28 NOV Samuel Joquinha ISA Junior RJ Foto @pablonz
Dia 4 28 NOV Luara Mandelli ISAJuniorRJ Foto @pablonz

As duas últimas disputas envolvendo brasileiros na repescagem foram travadas por Samuel Joquinha e Luara Mandelli. Ambos avançaram com Joquinha dando um show à parte. Samuel conseguiu emplacar duas ótimas direitas, jogou muita água e comemorou bastante a vitória. “Foi sensacional, Deus abençoou com as ondas ali, o Brasil está de volta ao evento 100%. Essa vala aqui na Macumba tá no meu coração, achei até que eu estava em Jeffrey’s Bay”, disse ele. 

Dia4 28 NOV Samuel Joquinha ISA Junior RJ Foto @pablonz

A partir de quarta-feira (29) não haverá repescagem com todos os atletas disputando o evento principal, com os vencedores – primeiros e segundo colocados – avançando e os dois últimos sendo eliminados da competição. 

Lembrando que são 45 delegações divididas por equipes nas categorias: Masculino Sub 18; Masculino Sub 16; Feminino Sub 18 e Feminino Sub 16. A formação da equipe brasileira foi determinada a partir do ranking do Circuito Brasileiro Amador de 2022, competição promovida pela CBSurf. Como critério de seleção, foram escolhidos os três primeiros colocados do ranking para compor o time. 

Esta é a 19ª edição do evento e a segunda a ser realizada no Brasil; a primeira ocorreu em 2006 na Praia de Maresias, São Paulo.

A transmissão ao vivo pode ser acompanhada através do CBSurfPLAY


Acesse o hotsite https://cbsurf.org.br/isa-junior-brasil/ ou pelo site da ISA:  https://isasurf.org/
Serviço Isa World Junior Championship:
Quando: 24 de novembro a 03 de dezembro de 2023.
Onde: Praia da Macumba, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro.

Esse acontecimento histórico só foi possível graças ao profundo comprometimento dos seguintes parceiros: Comitê Olímpico Brasileiro, Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes da cidade do Rio de Janeiro, Ministério do Esporte, M2 Eventos, 4BTS, Galápagos Outdoor, Fu Wax. 

Confira as equipes da seleção brasileira Sub 18:

Masculino Sub 18
Ryan Kainalo (SP)
Samuel Joquinha (RN)
Luan Ferreyra (PE)

Masculino Sub 16
Guilherme Lemos (RJ)
Ryan Coelho (PR)
Anuar Chiah (PR)

Feminino Sub 18
Kiany Hyakutake (SC)
Aysha Ratto (RJ)
Sophia Gonçalves (SP)

Feminino Sub 16:
Luara Mandelli (PR)
Gabriely Vasque (PR)
Alexia Monteiro (RS)

Programação dos dias:
Sexta-feira, 24 de novembro
15h30 – Cerimônia de abertura
Sábado 25 de novembro
7h às 18h – Competição
Domingo 26 de novembro
7h às 18h – Competição
Segunda-feira 27 de novembro
7h às 18h – Competição
Terça-feira 28 de novembro
7h às 18h – Competição
Quarta-feira 29 de novembro
7h às 18h – Competição
Quinta-feira 30  de novembro
7h às 18h – Competição
Sexta-feira 1 de dezembro.
7h às 18h – Competição
Sábado  2 de dezembro
7h às 18h – Competição
Domingo 2 de dezembro
7h às 18h – Competição
Cerimônia de encerramento 20 minutos após última bateria.

Informações à imprensa: José Roberto Annibal: 21 9 8188-9932 – [email protected] | Gerson Filho: 21 9 8187-3601- [email protected]

Quatro atletas brasileiros caem para a repescagem 

Dia3 Ryan Kainalo ISAJuniorRJ Foto @pablonz

Na segunda-feira (27), as competições do World Junior Surfing Championship 2023 na Praia da Macumba, Rio de Janeiro, iniciaram cedo para o Brasil. Ryan Kainalo (Sub 18) foi o primeiro a entrar na água, mais uma vez demonstrando domínio sobre seus adversários. Logo em seguida, Kiany Hyakutake (SC), atleta da cateogira Sub 18, enfrentou dificuldades em encontrar boas ondas e foi relegada à repescagem do round  2.

Dia3 SophiaGonçalves ISAJuniorRJ Foto @pablonz

Posteriormente, a paulista Sophia Gonçalves (Sub 18) destacou-se com uma leitura excepcional das condições do mar, avançando sem dificuldades. Sophia expressou sua satisfação: “Graças a Deus, estou muito feliz, melhorando a cada dia e me sentindo mais à vontade. Bateria por bateria, dia após dia. Hoje não competirei mais e vou ficar torcendo para meus amigos”, disse.

Dia3 AyshaRatto ISAJuniorRJ Foto @pablonz

Ainda na Sub 18, Aysha Ratto, surfista local de Búzios, escolheu ondas intermediárias que corresponderam às suas expectativas. Com um backside radical, ela administrou bem a bateria para avançar em segundo lugar. Após a confirmação de sua vitória, Aysha mostrou sua alegria: “Passei em primeiro, estou muito feliz. Agradeço à equipe, ao Paulo (Moura); ao Guga (Arruda), Karina (Abras) e meu treinador Rafael. Agradeço também à galera local que está me apoiando. Isso me traz conforto para enfrentar as baterias mais tranquila. Espero seguir avançando”.

Guilherme Lemos (Sub 16), do Rio de Janeiro, passou sua disputa em primeiro, e Samuel Joquinha (Sub 18), do Rio Grande do Norte, ficou em 4º e vai para repescagem.

Dia3 LuanFerreyra ISAJuniorRJ Foto @pablonz

Luan Ferreyra venceu sua bateria com facilidade, mantendo uma forte performance para o segundo round. Alexia Monteiro, competindo na Sub 16, caiu para a repescagem e enfrentará a alemã Nina Smici Klass. Gabriely Vasque não encontrou boas ondas em sua bateria, ficando em quarto lugar. Agora, enfrentará a japonesa Yuuhi Tosaka na repescagem 2 da Sub 16.

Dia3 RyanCoelho ISAJuniorRJ Foto @pablonz

Ryan Coelho, que surfou na Praia da Macumba pela primeira vez, adaptou-se bem às condições do dia, sintonizando-se com as direitas. Para o paranaense, calma e concentração foram fundamentais: “O mar está difícil, foi uma bateria disputada, mas mantive a calma. É a primeira vez que surfo na Macumba, gostei muito dessa onda, é desafiadora, mas vamos com tudo”.

Dia 3 LuaraMandelli ISAJuniorRJ Foto @pablonz

Luara Mandelli, também na repescagem, disputará a vaga na próxima fase com a inglesa Lila Skinner. O paranaense Anuar Chiah, Sub 16,  demonstrou calma para vencer sua bateria em primeiro lugar. Acostumado com as direitas de Matinhos, soube aproveitar a predominância de ondas para a direita na Macumba. Sobre a agitação na praia, ele diz: “Tento focar mais em mim e evitar olhar para a areia. A galera gritou, isso me motivou a remar para fora e pegar a onda. A força da galera é meu combustível”

A equipe técnica da equipe brasileira é composta por Paulo Moura (técnico); Guga Arruda (técnico); Karina Abras (técnica), Johnny Bach (preparador fisico ) e Marcelo Silveira (Fisioterapeuta).

Lembrando que são 45 delegações divididas por equipes nas categorias: Masculino Sub 18; Masculino Sub 16; Feminino Sub 18 e Feminino Sub 16. A formação da equipe brasileira foi determinada a partir do ranking do Circuito Brasileiro Amador de 2022, competição promovida pela CBSurf. Como critério de seleção, foram escolhidos os três primeiros colocados do ranking para compor o time. 

Esta é a 19ª edição do evento e a segunda a ser realizada no Brasil; a primeira ocorreu em 2006 na Praia de Maresias, São Paulo.

A transmissão ao vivo pode ser acompanhada através do CBSurfPLAY

Acesse o hotsite https://cbsurf.org.br/isa-junior-brasil/ ou pelo site da ISA:  https://isasurf.org/

Serviço Isa World Junior Championship:
Quando: 24 de novembro a 03 de dezembro de 2023.
Onde: Praia da Macumba, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro. Confira as equipes da seleção brasileira Sub 18:

Esse acontecimento histórico só foi possível graças ao profundo comprometimento dos seguintes parceiros: Comitê Olímpico Brasileiro, Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes da cidade do Rio de Janeiro, Ministério do Esporte, M2 Eventos, 4BTS, Galápagos Outdoor, Fu Wax. 

Confira as equipes da seleção brasileira Sub 18:

Masculino Sub 18
Ryan Kainalo (SP)
Samuel Joquinha (RN)
Luan Ferreyra (PE)

Masculino Sub 16
Guilherme Lemos (RJ)
Ryan Coelho (PR)
Anuar Chiah (PR)

Feminino Sub 18
Kiany Hyakutake (SC)
Aysha Ratto (RJ)
Sophia Gonçalves (SP)

Feminino Sub 16:
Luara Mandelli (PR)
Gabriely Vasque (PR)
Alexia Monteiro (RS)

Programação dos dias:

Sexta-feira, 24 de novembro
15h30 – Cerimônia de abertura

Sábado 25 de novembro
7h às 18h – Competição

Domingo 26 de novembro
7h às 18h – Competição

Segunda-feira 27 de novembro
7h às 18h – Competição

Terça-feira 28 de novembro
7h às 18h – Competição

Quarta-feira 29 de novembro

7h às 18h – Competição

Quinta-feira 30  de novembro

7h às 18h – Competição

Sexta-feira 1 de dezembro.
7h às 18h – Competição

Sábado  2 de dezembro
7h às 18h – Competição

Domingo 2 de dezembro
7h às 18h – Competição

Cerimônia de encerramento 20 minutos após última bateria.

Informações à imprensa: José Roberto Annibal: 21 9 8188-9932 – [email protected] | Gerson Filho: 21 9 8187-3601- [email protected]

Equipe brasileira avança sem baixas no primeiro round

Um dia de saldo positivo para a seleção brasileira no ISA World Junior Surfing Championship 2023 na Praia da Macumba. O mar reagiu e as maiores ondas atingiram 1,5 metros. O Brasil começou sua participação com o paulista Ryan Kainalo, 17 anos, que demonstrou por que é um dos destaques da equipe ao conquistar 14 pontos de um máximo possível de 20. “Passar a bateria foi incrível, o time está indo muito bem, ninguém foi para a repescagem ainda, e estamos indo com tudo. Minha prancha está ótima, estou usando uma 6’0 round pin e acho que vou continuar com ela até o final do campeonato”, disse o Ryan feliz com sua participação.

Dia2 ISAJuniorRJ Foto @pablonz 30

Sobre as condições o surfista que compete na categoria Sub 18 acrescentou: “As ondas estão incríveis, não ficou tão grande como esperávamos, mas até foi melhor porque espalhou o swell para a semana inteira. Vai ser bem melhor assim, a galera vai ficar na vibe, e é isso, vamos com tudo!”, comemorou o surfista autor segunda maior nota do dia com 8 pontos, atrás apenas do português João Mendonça que emplacou um8.17, maior nota do dia.

Em seguida, o goofy footer paranaense Anuar Chiah fez o suficiente para garantir sua classificação com certa facilidade, marcando 11.66. Anuar avançou para o round 2 da Sub 16, comentando: “A bateria foi boa, mas com poucas ondas. Competir aqui com a Seleção Brasileira Sub 18 está sendo um sonho, e vamos para a próxima.”

Dia2 ISAJuniorRJ Foto @pablonz 15

A surfista catarinense Kiany Hyakutake, de 18 anos, estreou no domingo e mostrou sintonia com as ondas da Praia da Macumba. “As ondas estão incríveis, ontem eu estava doente, cheguei à praia um pouco cansada, mas quando entrei na água, não senti nada. Peguei duas direitinhas boas, e agora vamos para a próxima.”

Samuel Bezerra, conhecido como Joquinha, filho do ex-top do circuito mundial, Joca Junior, entrou na bateria quando o mar estava bem mexido e difícil, mas soube se posicionar no pico para somar 10.07, pontuação suficiente para avançar ao segundo round. Após a bateria, ainda um pouco nervoso, ele falou sobre seu desempenho: “Aquela adrenalina, né? Primeira bateria do mundial, mas eu saí botando tudo pra fora.Olhando o mar da areia parece que está mais fácil, mas quando chega lá dentro, você vê que a coisa é diferente. Graças a Deus consegui achar umas ondas boas que armaram, e eu explorei bem as junções”, disse o surfista potiguar que comemorou muito com a equipe do Brasil na areia.

O saldo final da equipe brasileira foi positivo, com 100% de aproveitamento no primeiro e segundo diade competição. Agora o time brasileiro segue com tudo para as próximas fases. Na segunda-feira (27), o evento tem previsão para iniciar às 7h com as baterias do segundo round, além das repescagens.

Lembrando que são 45 delegações divididas por equipes nas categorias: Masculino Sub 18; Masculino Sub 16; Feminino Sub 18 e Feminino Sub 16. A formação da equipe brasileira foi determinada a partir do ranking do Circuito Brasileiro Amador de 2022, competição promovida pela CBSurf. Como critério de seleção, foram escolhidos os três primeiros colocados do ranking para compor o time.

Esta é a 19ª edição do evento e a segunda a ser realizada no Brasil; a primeira ocorreu em 2006 na Praia de Maresias, São Paulo.

A transmissão ao vivo pode ser acompanhada através do CBSurf PLAY e hotsite https://cbsurf.org.br/isa-junior-brasil/ ou pelosite da ISA: https://isasurf.org/

Serviço Isa World Junior Championship:
Quando: 24 de novembro a 03 de dezembro de 2023.
Onde: Praia da Macumba, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro.

Esse acontecimento histórico só foi possível graças ao profundo comprometimento dos seguintes parceiros: Comitê Olímpico Brasileiro, Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes da cidade do Rio de Janeiro, Ministério do Esporte, M2 Eventos, 4BTS, Galápagos Outdoor, Fu Wax.

Confira as equipes da seleção brasileira Sub 18:

Masculino Sub 18
Ryan Kainalo (SP)
Samuel Joquinha (RN)
Luan Ferreyra (PE)

Masculino Sub 16
Guilherme Lemos (RJ)
Ryan Coelho (PR)
Anuar Chiah (PR)

Feminino Sub 18
Kiany Hyakutake (SC)
Aysha Ratto (RJ)
Sophia Gonçalves (SP)

Feminino Sub 16:
Luara Mandelli (PR)
Gabriely Vasque (PR)
Alexia Monteiro (RS)

Programação dos dias:
Sexta-feira, 24 de novembro
15h30 – Cerimônia de abertura
Sábado 25 de novembro
7h às 18h – Competição
Domingo 26 de novembro
7h às 18h – Competição
Segunda-feira 27 de novembro
7h às 18h – Competição
Terça-feira 28 de novembro
7h às 18h – Competição
Quarta-feira 29 de novembro
7h às 18h – Competição
Quinta-feira 30 de novembro
7h às 18h – Competição
Sexta-feira 1 de dezembro.
7h às 18h – Competição
Sábado 2 de dezembro
7h às 18h – Competição
Domingo 2 de dezembro
7h às 18h – Competição
Cerimônia de encerramento 20 minutos após última bateria.

Informações à imprensa: José Roberto Annibal: 21 9 8188-9932 – [email protected] |
Gerson Filho: 21 9 8187-3601- [email protected]

Equipe brasileira avança sem baixas no primeiro round

As disputas do ISA World Junior Surfing Championship 2023 começaram neste sábado, 25 de novembro, na Praia da Macumba. O dia amanheceu nublado, com ondas em torno de 1 metro, um pouco mexidas pelo vento e boa formação no inside. O primeiro brasileiro a entrar na água foi o local do Recreio Guilherme Lemos, que compete na Sub 16. O brasileiro soube muito bem aproveitar seu conhecimento para escolher as intermediárias, enquanto seus adversários aguardavam as ondas maiores. Em cerca de 10 minutos Lemos fechou a fatura e avançou sem dificuldades.

Dia1 GuilhermeLemos ISAJuniorRJ @pablonz 20

“Estou muito feliz, saí de casa bem confiante, fiz um treino antes de competir e achei que estava super tranquilo. Mas quando vesti a camisa de competição pesou um pouco. Entrei na água, fiz meu papel e aproveitei o conhecimento porque surfo aqui praticamente todos os dias, estou muito feliz em ter avançado para o próximo round”, festejou Lemos que passou a bateria em primeiro deixando o venezuelano Mike Prada em segundo, seguido por Hakon Vigre da Noruega e Ivan Mynenko da Ucrania.

Dia1 AlexiaMonteiro ISAJuniorRJ @pablonz 14

Na sequência foi a vez da catarinense Alexia Monteiro estrear na Sub 16 feminina. A brasileira começou a bateria aparentando estar um pouco nervosa, contudo, à medida que a disputa foi se desenvolvendo ela se achou na bateria e garantiu sua vaga para a próxima fase, avançando na segunda colocação. “O inicio não foi o que eu esperava, tentei manter a calma e só pegar uma onda boa. Graças a Deus consegui fazer duas ondas medianas no final e passei a bateria. Agora round 2 é um campeonato novo e vamos com tudo”.

Dia1 ISAJuniorRJ Foto @pablonz 13

Com toda a equipe do Brasil na beira da água torcendo, a paranaense Gabriely Vasque, que compete na Sub 16, soube administrar bem sua bateria e também avançou. “Eu tô me sentindo bem por ter passado minha bateria. Foi difícil, mas no final consegui achar uma onda salvadora. O evento está muito legal, a vibe está muito boa e espero seguir com tudo”, disse a surfista de Matinhos, no Paraná.

Dia1 SeleçaoBras ISAJuniorRJ @pablonz 12

A última atleta brasileira a competir no dia foi a outra paranaense Luara Mandelli, mostrou bastante maturidade ao assegurar duas ondas medianas que foram suficientes para avançar em segundo. A bateria foi um exemplo do espírito de camaradagem que tem sido o ambiente da competição. Ao final, ainda comemorando com os amigos, Luara fez questão de abraçar sua adversária a peruana Catalina Zariquey que ficou em primeiro. “A bateria foi muito emocionante, bateu um pouco de nervosismo e demorei um pouco pra pegar onda. Quero melhorar na próxima fase, mas eu estou bastante feliz. Muito legal a galera tá a toda na areia torcendo, meus pais juntos, então e muito legal competir aqui.”

O saldo final foi positivo com 100% de aproveitamento no primeiro dia, se depender da torcida o time do Brasil vai dar muito trabalho até o último dia de competição.

No domingo, 26 o evento tem previsão para iniciar às 7h com as baterias do segundo round, além das repescagens. Lembrando que são 45 delegações divididas por equipes nas categorias: Masculino Sub 18; Masculino Sub 16; Feminino Sub 18 e Feminino Sub 16. A formação da equipe brasileira foi determinada a partir do ranking do Circuito Brasileiro Amador de 2022, competição promovida pela CBSurf. Como critério de seleção, foram escolhidos os três primeiros colocados do ranking para compor o time.Esta é a 19ª edição do evento e a segunda a ser realizada no Brasil; a primeira ocorreu em 2006 na Praia de Maresias, São Paulo.

Confira as equipes da seleção brasileira Sub 18:

Masculino Sub 18
Ryan Kainalo (SP)
Samuel Joquinha (RN)
Luan Ferreyra (PE)

Masculino Sub 16
Guilherme Lemos (RJ)
Ryan Coelho (PR)
Anuar Chiah (PR)
Feminino Sub 18
Kiany Hyakutake (SC)
Alexia Monteiro (RS)
Sophia Gonçalves (SP)

Feminino Sub 16:
Aysha Ratto (RJ)
Luara Mandelli (PR)
Gabriely Vasque (PR)

Programação dos dias:
Sexta-feira, 24 de novembro
15h30 – Cerimônia de abertura
Sábado 25 de novembro
7h às 18h – Competição
Domingo 26 de novembro
7h às 18h – Competição
Segunda-feira 27 de novembro
7h às 18h – Competição
Terça-feira 28 de novembro
7h às 18h – Competição
Quarta-feira 29 de novembro
7h às 18h – Competição
Quinta-feira 30 de novembro
7h às 18h – Competição
Sexta-feira 1 de dezembro.
7h às 18h – Competição
Sábado 2 de dezembro
7h às 18h – Competição
Domingo 2 de dezembro
7h às 18h – Competição
Cerimônia de encerramento 20 minutos após última bateria

Serviço: ISA World Junior Surfing Championship 2023
Quando: 24 de novembro a 03 de dezembro de 2023.
Onde: Praia da Macumba, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro.
Assista ao vivo no canal CBSurfPLAY, no site cbsurf.org.br. e em isasurf.org

Esse acontecimento histórico só foi possível graças ao profundo comprometimento dos seguintes parceiros: Comitê Olímpico Brasileiro, Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes da cidade do Rio de Janeiro, Ministério do Esporte, M2 Eventos, 4BTS, Galápagos Outdoor, Fu Wax.

Informações à imprensa: José Roberto Annibal: 21 9 8188-9932 – [email protected] |
Gerson Filho: 21 9 8187-3601- [email protected]

Delegações desfilam pela orla do Recreio e fazem a abertura do evento

Abertura ISAJuniorRJ @pablonz 54

Nesta sexta feira, 24 de novembro, foi realizado o desfile de abertura do Isa World Junior Championship 2023. Em um clima de total confraternização as 45 delegações desfilaram pela orla da Praia da Macumba, no Recreio dos Bandeirantes entoando gritos de guerra e empunhando suas bandeiras. Nações sem tradição no surfe, entre elas Trindade e Tobago, Suíça, Holanda, Santo Tomé e Principe, Bélgica, Finlândia, Alemanha, Grécia participam da competição promovida pela International Surfing Association (ISA), entidade que definiu os parâmetros para o surfe olímpico.

Após o desfile foi realizada a cerimônia de abertura, na qual todas as delegações depositaram areia de suas respectivas praias em uma caixa de acrílico, como forma de mostrar que a integração entre os competidores e o espírito de equipe, são os principais fundamentos da competição. A Ucrânia que participa da competição pela primeira vez, foi uma das mais aplaudidas pelo público. Já o time brasileiro chegou com vontade e vibrantes, como afirma Ryan Kainalo, 17 anos, um dos destaques da equipe.

Abertura ISAJuniorRJ @pablonz 095

“Por ser disputado em equipe é mais fácil da gente perder o foco pois, aqui todo mundo é amigo. Mas estamos bem preparados, já fizemos dois surf camps juntos, a vibe está ótima, todo mundo bem reinado e vamos tentar deixar esse Ouro em casa”, afirma Ryan que já disputa as séries classificatórias para a elite mundial, o Challenger Series.

Representante da categoria Sub 16 feminino, Luara Mandelli, 15 anos, afirmou que a energia da equipe está boa e que vem treinando muito para conquistar o ouro. “É muito legal pois a gente vê pessoas de países diferentes de com vários níveis de surfe. Estou muito feliz de ter essa oportunidade de representar o Brasil. A minha ideia é sair daqui com uma medalha, meu surfe está encaixado na Macumba e vamos com tudo”.

Abertura ISAJuniorRJ @pablonz 109

À frente da equipe o técnico Paulo Moura, ex-top do Circuito Mundial de Surfe, falou sobre a
importância do cargo: “O time está muito unido, humilde, pé no chão. Seleção brasileira jogando em casa e a gente vai dar nosso melhor com certeza. A energia da torcida, da família, dos amigos, mas o foco principal é fazer o melhor, mas nunca a pressão de ganhar. Poder ter essa oportunidade de aplicar toda minha experiência e aprender com eles, é muito bacana pra mim”.

Fernando Aguirre, presidente da ISA e um dos maiores fomentadores do surfe olímpico mostrou-se emocionado. “Esse é um evento no qual a camaradagem e a amizade são os principais ingredientes. Fico muito feliz em ver tudo isso acontecendo. Aproveitem o Rio de Janeiro, aproveitem a energia desse evento que é único e que vou me lembrar para o resto da minha vida. Obrigado Brasil, obrigado Rio de Janeiro.”

As disputas estão previstas para começar neste sábado 25 de novembro às 7h. Lembrando que são 45 delegações divididas por equipes nas categorias: Masculino Sub 18; Masculino Sub 16; Feminino Sub 18 e Feminino Sub 16. A formação da equipe brasileira foi determinada a partir do ranking do Circuito Brasileiro Amador de 2022, competição promovida pela CBSurf. Como critério de seleção, foram escolhidos os três primeiros colocados do ranking para compor o time.Esta é a 19ª edição do evento e a segunda a ser realizada no Brasil; a primeira ocorreu em 2006 na Praia de Maresias, São Paulo.

Confira as equipes da seleção brasileira Sub 18:

Masculino Sub 18
Ryan Kainalo (SP)
Samuel Joquinha (RN)
Luan Ferreyra (PE)

Masculino Sub 16
Guilherme Lemos (RJ)
Ryan Coelho (PR)
Anuar Chiah (PR)

Feminino Sub 18
Kiany Hyakutake (SC)
Alexia Monteiro (RS)
Sophia Gonçalves (SP)

Feminino Sub 16:
Aysha Ratto (RJ)
Luara Mandelli (PR)
Gabriely Vasque (PR)

Programação dos dias:
Sexta-feira, 24 de novembro
15h30 – Cerimônia de abertura
Sábado 25 de novembro
7h às 18h – Competição
Domingo 26 de novembro
7h às 18h – Competição
Segunda-feira 27 de novembro
7h às 18h – Competição
Terça-feira 28 de novembro
7h às 18h – Competição
Quarta-feira 29 de novembro
7h às 18h – Competição
Quinta-feira 30 de novembro
7h às 18h – Competição
Sexta-feira 1 de dezembro.
7h às 18h – Competição
Sábado 2 de dezembro
7h às 18h – Competição
Domingo 2 de dezembro
7h às 18h – Competição
Cerimônia de encerramento 20 minutos após última bateria

Serviço Isa World Junior Championship:
Quando: 24 de novembro a 03 de dezembro de 2023.
Onde: Praia da Macumba, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro.

Esse acontecimento histórico só foi possível graças ao profundo comprometimento dos seguintes parceiros: Comitê Olímpico Brasileiro, Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes da cidade do Rio de Janeiro, Ministério do Esporte, M2 Eventos, 4BTS, Galápagos Outdoor, Fu Wax.

Informações à imprensa: José Roberto Annibal: 21 9 8188-9932 – [email protected] |
Gerson Filho: 21 9 8187-3601- [email protected]

Evento, que será disputado na Praia da Macumba, no Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro, conta com equipes de mais de quarenta países que brigarão por medalhas no Brasil.

A Praia da Macumba, no Rio de Janeiro, sediará o Mundial Junior da International Surfing Association (ISA) de 24 de novembro a 3 de dezembro. O evento contará com os principais surfistas juniores do mundo, divididos nas seguintes categorias: Masculino Sub 18; Masculino Sub 16; Feminino Sub 18 e Feminino Sub 16. A formação da equipe brasileira foi determinada a partir do ranking do Circuito Brasileiro Amador de 2022, competição promovida pela CBSurf.

Como critério de seleção, foram escolhidos os três primeiros colocados do ranking para compor o time.

A equipe brasileira que disputará o Isa World Junior Championship é composta por atletas de São Paulo (2); Rio Grande do Norte (1); Pernambuco (1), Rio de Janeiro (2); Paraná (2), Santa Catarina (1) e Rio Grande do Sul (1), destacando a abrangência dos circuitos promovidos pela Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), que realiza o Mundial Junior em parceria com a International Surfing Association (ISA).

Apesar da juventude dos competidores da seleção brasileira, alguns nomes já despontam no cenário internacional, como o paulista Ryan Kainalo que disputa as séries classificatórias para o a elite mundial do surfe Challenger Series. Para Ricardo Bocão, diretor de comunicação da CBSurf, esta é uma ótima oportunidade para os atletas brasileiros mostrarem seu potencial.

Nos esforçamos para fazer o melhor evento possível. Nosso principal compromisso é com o surfe de base brasileiro. Nós, da CBSurf, em colaboração com a ISA, estamos entusiasmados em trazer este prestigiado campeonato de volta ao Brasil,” afirmou Bocão.

Esta é a 19ª edição do evento e a segunda a ser realizada no Brasil; a primeira ocorreu em 2006 na Praia de Maresias, São Paulo. Teco Padaratz, presidente da CBSurf, também salientou a importância do evento.

A CBSurf está trabalhando incansavelmente em parceria com a ISA para garantir o sucesso deste evento. Contamos com o apoio fundamental do Comitê Olímpico Brasileiro, na pessoa do presidente Paulo Wanderley, da Secretaria de Esportes do Estado do Rio de Janeiro, do secretário Rafael Picciani, da Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, do secretário Gustavo Tutuca, da Secretaria de Esportes da cidade do Rio de Janeiro, do secretário Guilherme Schleder, e do Ministério do Esporte, na pessoa do ministro André Fufuca.”

Além da equipe brasileira, o evento contará com 43 delegações. A competição receberá países consagrados no surfe, como Havaí, Estados Unidos, Austrália (todos com campeões mundiais na elite), além de outros que não têm tanta tradição, mas que podem surpreender nas disputas individuais, entre eles: Alemanha, Holanda, Japão, Itália, Noruega, Espanha, Bélgica e Colômbia.

Serviço Isa World Junior Championship:
Quando: 24 de novembro a 03 de dezembro de 2023.
Onde: Praia da Macumba, Recreio dos Bandeirantes, Rio de Janeiro.

Confira as equipes da seleção brasileira Sub 18:

Masculino Sub 18
Ryan Kainalo (SP)
Samuel Joquinha (RN)
Luan Ferreyra (PE)

Masculino Sub 16
Guilherme Lemos (RJ)
Ryan Coelho (PR)
Anuar Chiah (PR)
Feminino Sub 18
Kiany Hyakutake (SC)
Alexia Monteiro (RS)
Sophia Gonçalves (SP)
Feminino Sub 16:
Aysha Ratto (RJ)
Luara Mandelli (PR)
Gabriely Vasque (PR)

Programação dos dias:

Sexta-feira, 24 de novembro
15h30 – Cerimônia de abertura

Sábado 25 de novembro
7h às 18h – Competição

Domingo 26 de novembro
7h às 18h – Competição

Segunda-feira 27 de novembro
7h às 18h – Competição

Terça-feira 28 de novembro
7h às 18h – Competição

Quarta-feira 29 de novembro
7h às 18h – Competição

Quinta-feira 30 de novembro
7h às 18h – Competição

Sexta-feira 1 de dezembro.
7h às 18h – Competição

Sábado 2 de dezembro
7h às 18h – Competição

Domingo 2 de dezembro
7h às 18h – Competição

Cerimônia de encerramento 20 minutos após última bateria

Esse acontecimento histórico só foi possível graças ao profundo comprometimento dos seguintes parceiros: Comitê Olímpico Brasileiro, Secretaria de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Esportes da cidade do Rio de Janeiro, Ministério do Esporte, M2 Eventos, 4BTS, Galápagos Outdoor, Fu Wax.

Informações à imprensa: José Roberto Annibal: 21 9 8188-9932 – [email protected] |
Gerson Filho: 21 9 8187-3601- [email protected]