Cearenses dominam as categorias amadoras com 3 vitórias em 4 categorias

Taça Brasil começa nesta quarta (13)

Encerrou-se nesta terça-feira (12) a terceira e última etapa do CBSurf Longboard 2023, o Circuito Brasileiro de Longboard, evento integrante do Pena Paracuru Surf Festival, nas famosas direitas da praia do Ronco do Mar, município cearense de Paracuru.

Carioca Rodrigo Sphaier é Campeão Brasileiro de Longboard Profissional 2023

E os grandes campeões da principal categoria do evento, a Profissional, foram o carioca Rodrigo Sphaier e a pernambucana Atalanta Batista, que chegaram ao Paracuru na ponta do circuito e garantiram os títulos em baterias muito disputadas e eletrizantes!

Atalanta Batista Campeã Brasileira de Longboard Profissional 2023

Entre as mulheres Atalanta Batista já poderia ter comemorado o título de Campeã Brasileira assim que avançou para as semifinais já que nenhuma das três adversárias concorrentes diretas ao título poderia superar a sua pontuação, mesmo vencendo o evento. Contudo, ela estava tão focada em vencer a terceira e última etapa que parecia nem ter feito as contas para constatar que já era a Campeã Brasileira, mesmo que perdesse a sua semifinal. E foi com essa determinação que ela avançou para a grande final com a paulista Kate Brandi, que vendeu caro a derrota lançando mão de todas as suas armas na tentativa de conquistar o lugar mais alto do pódio. Mas, Atalanta mais uma vez mostrou porque é uma das principais longboarders brasileiras da atualidade terminando o ano com mais título de Campeã Brasileira de Longboard Profissional em uma campanha perfeita, vencendo as três etapas do circuito. Com o resultado Atalanta se tornou Tricampeã Brasileira de Longboard Profissional, com Kate Brandi-SP finalizando a etapa na segunda colocação, e Luana Soares-SP e Jasmim Avelino-RJ terminando na terceira colocação.

Campeoes Brasileiros PENA PARACURU SURF FESTIVAL FOTO LIMA JR 19

“Estou muito feliz de ter vencido as três etapas do circuito. Consegui achar boas ondas, mas essa conquista é fruto de muita dedicação e trabalho, não só meu, mas de todos que estão ao meu redor, nutricionista, ao Lufi (shaper/pranchas), meu filho, minha mãe e minhas amigas que estão na praia, torcendo e vibrando por mim, meus apoiadores… Então é isso, com dedicação, confiança, foco e muito treino tinha que dar certo… e graças a Deus consegui mais um título”, declarou a campeã Atalanta Batista.

Entre os homens o grande campeão da etapa e do Circuito foi Rodrigo Sphaier-RJ, em uma disputa recheada de emoção e adrenalina na grande final contra Carlos Bahia-SP. Diferentemente das mulheres, na masculino apenas 130 pontos separavam os líderes do circuito e como ambos se enfrentaram na grande final, quem terminasse na frente comemoraria a conquista do principal título nacional dos pranchões. A final começou com muita ação e Carlos Bahia comandando as ações. Muito ativo, ele logo assumiu a liderança da bateria com uma pequena vantagem sobre o carioca. Contudo, na melhor oportunidade que surgiu para Rodrigo, ele pegou uma das melhores ondas que quebraram no Ronco do Mar durante todo o dia e desfilou um demorado hangten, seguido de um ótimo trabalho de footwork, para finalizar a onda com uma batida na junção que ele comemorou fazendo o símbolo do shaka com as duas mãos. Naquele momento ele sabia que havia feito não somente a nota que precisava, mas que havia surfado uma onda excelente. E após mostrar tudo o que os árbitros querem ver ele foi contemplado com uma nota 9.0 que praticamente assegurou sua vitória e o título de Campeão Brasileiro de Longboard Profissional 2023. Mesmo com a difícil missão de fazer uma onda superior a nove pontos, Carlos Bahia não desistiu em um só instante e buscou sua melhor onda até o último segundo. Contudo, a missão não era das mais fáceis e no final ele reconheceu a vitória de seu oponente dando os parabéns pela performance e pela conquista. Completando o pódio na terceira colocação tivemos os não menos talentosos Alexandre Escobar-ES e o potiguar da nova geração Miguel Carbonell, que surfaram muito e deram trabalho, chegando a liderar as semifinais e ameaçar os líderes que disputavam o título nacional.

“Essa vitória foi especial porque eu e o Carlos, a gente já vem ‘brigando’ o ano inteiro, tivemos outras baterias difíceis… Então, consegui fazer o meu trabalho esse ano, encerrei bem, vencendo duas etapas e um segundo lugar (perdendo para o Carlos Bahia)… tinha obrigação de manter e chegar na final, então estou feliz… Quero agradecer a minha família e a todos que me apoiam… ao Lufi, que faz umas pranchas mágicas, não é à toa que os dois campeões estão usando Lufi, então fica claro a superioridade do material, e agradecer a todo mundo, essa galera aqui que está aqui e torce por mim, ao Saulo SW Longs, que vem dando todo o suporte… se não fossem eles eu não teria conseguido. É isso!”, comemorou o campeão Sphaier.

CEARENSES DÃO SHOW NAS CATEGORIAS AMADORAS

Entre os amadores, a primeira categoria a definir os nomes de seus campeões foi a Sub 18 Masculino. Liderando a bateria do início ao fim, o cearense Robson Silva aproveitou o conhecimento local e a pressão da torcida para dominar a bateria e faturar o título da etapa. Representante da nova geração do longboard cearense, o surfista mostrou todo o seu talento dominando com maestria a grande final contra o pernambucano Daniel Batista, mais um representante da nova safra de atletas nordestinos dos pranchões. Os potiguares Antônio Robles e Miguel Carbonell completando o pódio na terceira e quarta colocações, respectivamente. Mas, aqui vale destacar o talento dos potiguares que fizeram excelentes apresentações durante todo o evento, mostrando que em muito breve uma nova leva de atletas chegará com tudo para acirrar as disputas da categoria profissional.

Entre as mulheres mais um domínio cearense com Jamile Araújo, assim como no masculino, liderando a bateria final do início ao fim. Em segundo ficou a revelação do longboard brasileiro feminino de 2023, Sol Tostes. Campeã cearense de 2023, a surfista local da praia do Icaraí se utilizou muito bem da prioridade para ainda no meio da bateria final cavar uma interferência das adversárias e assumir a segunda colocação da bateria até o toque final da buzina. Ambas as atletas são mais um exemplo de como a modalidade tem crescido no estado, que aos poucos vem se tornando um celeiro de excelentes atletas nos pranchões. Na terceira colocação ficou a paulista Manuela Rebouças, com a carioca Júlia Viana finalizando o evento na quarta colocação, outras duas atletas que merecem destaque e que em muito breve estarão dando trabalho às profissionais.

Entre os Masters da 35+ o show foi marcado pelo duelo entre o paulista Fábio Alves e o sergipano Robson Fraga, que disputaram onda a onda até o último segundo da bateria. No final, melhor para o paulista, que comemorou muito a conquista do título da etapa. Em terceiro ficou Jonas Lima, de São Paulo, com Leidson Araújo, do Rio Grande do Norte, na quarta colocação.

Na Grand Kahuna 50+ outro cearense conquistou o lugar mais alto do pódio. Em uma das finais mais disputadas do evento, Paulo Pacheco veio construindo seu resultado pouco a pouco até assumir a liderança da bateria faltando apenas alguns minutos para o término. Pacheco foi mais um surfista local que contou com o apoio e incentivo da torcida cearense e mostrou todo o seu talento para superar alguns dos principais nomes do longboard nacional. Na segunda colocação ficou o paranaense Márcio Costa, com o legend da Paraíba Johnson Jacques terminando em terceiro e o paulista Daniks Fisher completando o pódio na quarta colocação.

Para Marcelo Bibita, Vice-Presidente da Federação de Surf do Estado do Ceará e idealizador do Festival de Longboard, ver o esporte crescer é a realização de um grande sonho:

“Pra mim ver essa festa aqui é motivo de grande alegria. Não pensem que é fácil! Só quem organiza eventos sabe os desafios que precisamos enfrentar, as montanhas e desertos que atravessamos pra ver isso aqui, a coroação dos grandes campeões. Eu me sinto responsável pelo longboard cearense e nunca deixaria que essa etapa, que já é considerada como o tradicional encerramento do circuito, não acontecesse aqui. Gostaria de agradecer à CBSurf por ter acolhido o nosso pedido e abraçado a etapa cearense do Brasileiro de Longboard. É sempre uma honra receber os principais astros e estrelas do long aqui na “minha casa” e promover esse intercâmbio de cultura, experiência e evolução. Foi isso que vi quando tive a oportunidade de competir na Austrália, e esse evento é a realização do meu sonho, que é ver o longboard cearense e brasileiro chegar aos mais altos patamares do esporte mundial”, declarou emocionado Bibita.

PREMIAÇÃO DO CBSURF LONGBOARD

A premiação da 3ª e última etapa do CBSurf Longboard 2023 foi de R$ 60 mil distribuídos igual e proporcionalmente entre homens e mulheres da seguinte forma:

MASCULINO

1o Lugar R$ 8.500,00

2o Lugar R$ 6.000,00

3o Lugar R$ 4.500 (x2)

5o Lugar R$ 3.800,00 (x2)

7o Lugar R$ 2.700,00 (x2)

FEMININO

1o Lugar R$ 8.500,00

2o Lugar R$ 6.000,00

3o Lugar R$ 4.500 (x2)

TRANSMISSÃO

Você pode conferir tudo que rolou nos dois dias da terceira e última etapa do CBSurf Longboard no canal CBSurfPLAY ou em cbsurf.org.br além do ranking atualizado, resultados e todas as emoções do Pena Paracuru Surf Festival em entrevistas, bastidores, curiosidades, replay, além de claro, um show de imagens de todas as baterias disputadas e muito mais.

LINK PARA A TRANSMISSÃO: https://cbsurf.org.br/paracurusurffestival/

CIRCUITO TAÇA BRASIL

E as emoções do Pena Paracuru Surf Festival não encerram por aqui. Agora, todos os holofotes se voltam para a última etapa do Circuito Taça Brasil, a divisão de acesso à Elite do Surf Brasileiro, que tem início nesta quarta-feira 13/12 e vai até o dia 19 de dezembro, fechando mais um circuito nacional definindo os nomes, tanto entre os homens, quanto entre as mulheres, dos surfistas que conquistarão vaga no Dream Tour 2024, a Divisão Principal do surf nacional, sendo 22 na categoria masculino e 7 na categoria feminino.

Entre as mulheres a liderança do circuito está com a surfista carioca Júlia Duarte, que aparece no topo do ranking com uma ampla vantagem sobre suas adversárias diretas, assim como acontece no masculino, liderado pelo catarinense Lucas Vicente. Ambos os atletas aparecem com mais de 7 mil pontos de vantagem sobre o segundo colocado do ranking, indicando que poderemos ter a confirmação do título bem antes da grande final das duas categorias.

PREMIAÇÃO

A premiação da 5ª e última etapa do Taça Brasil de Surf 2023 será de R$ 200 mil distribuídos igual e proporcionalmente entre homens e mulheres da seguinte forma:

MASCULINO

1o Lugar R$ 20.000,00

2o Lugar R$ 10.000,00

3o Lugar R$ 7.500 (x2)

5o Lugar R$ 5.000,00 (x4)

9o Lugar R$ 4.000,00 (x8)

17o Lugar R$ 2.750,00 (x8)

FEMININO

1o Lugar R$ 20.000,00

2o Lugar R$ 10.000,00

3o Lugar R$ 7.500 (x2)

5o Lugar R$ 5.000,00 (x4)

9o Lugar R$ 4.000,00 (x4)

DICAS DE HOSPEDAGEM

Casa na Lagoa (85 987930725);

Vento Brasil (85 999813797);

Rei do Escargot (85 988903303);

Sol e Lua: (85 996203155).

MAIORES INFORMAÇÕES:

Amélio Jr.: 85 99986.8538

RESULTADOS DO CBSURF LONGBOARD 3a ETAPA

LONGBOARD PROFISSIONAL MASCULINO

Masculino Pro PENA PARACURU SURF FESTIVAL FOTO LIMA JR 15

1o Rodrigo Sphaier-RJ

2o Carlos Bahia-SP

3o Miguel Carbonel-RN

3o Alexandre Escobar-ES

CAMPEÂO BRASILEIRO – RODRIGO SPHAIER

LONGBOARD PROFISSIONAL FEMININO

Pro Feminino PENA PARACURU SURF FESTIVAL FOTO LIMA JR 11

1a Atalanta Batista-PE

2a Kate Brandi-SP

3a Luana Soares-SP

3a Jasmim Avelino-RJ

CAMPEÂ BRASILEIRA – ATALANTA BATISTA

LONGBOARD SUB 18 MASCULINO

Sub 18 Masculino PENA PARACURU SURF FESTIVAL FOTO LIMA JR 4

1o Robson Silva-CE

2o Daniel Batista-PE

3o Antônio Robles-RN

4o Miguel Carbonel-RN

LONGBOARD SUB 18 FEMININO

SUB 18 FEMININO PENA PARACURU SURF FESTIVAL FOTO LIMA JR 2

1a Jamille Araújo-CE

2a Sol Tostes-CE

3a Manuela Rebouças-SP

4a Júlia Viana-RJ

LONGBOARD MASTER 35+

35 + PENA PARACURU SURF FESTIVAL FOTO LIMA JR 6

1o Fábio Alves-SP

2o Robson Fraga-SE

3o Jonas Lima-SP

4o Leidson Araújo-RN

LONGBOARD GRAND KAHUNA 50+

50 + PENA PARACURU SURF FESTIVAL FOTO LIMA JR 9

1o Paulo Pacheco-CE

2o Márcio Costa-PR

3o Johnson Jacques-PB

4o Daniks Fisher-SP

Por George Noronha

JP-Mtb.: 2808-CE

O Pena Paracuru Surf Festival conta com os Patrocínios de Pena, Governo do Estado do Ceará através da Sesporte e Prefeitura de Paracuru. Apoio: La Petite Maison, Casa na Lagoa, Vento Brasil, Rei do Escargot, Mahalo Poke, Mix Brasil, Collection Surfboards, D’Cofibras, IPIX, Connect Fibra, Surfland Brasil, Fu Wax, RD Multimarcas, Kionda, IBESF, Revista Beach Show e Cearasurf. Realização: CBSurf e Federação de Surf do Estado do Ceará.

feed paracuru todos web

Sede: Rodovia Jornalista Manoel de Menezes, 2001, Praia Mole,
Florianópolis/SC – CEP: 88.0061-700.

logo cbs 99

©2024. Confederação Brasileira de Surf – CBSurf