A carioca e o paranaense derrotaram a catarinense Kiany Hyakutake e o paulista Pedro Dib nas finais da manhã do domingo na Praia do Borete

A carioca Julia Duarte, 20 anos, e o paranaense Edson de Pra, 23, conquistaram os títulos do CBSurf Taça Brasil Maresia Pro Porto de Galinhas na manhã deste domingo em Ipojuca, no litoral sul de Pernambuco. As finais da etapa que abriu os rankings de acesso para a elite nacional do Dream Tour 2024, foram contra a catarinense Kiany Hyakutake, 18 anos, e o paulista Pedro Dib, 23. A primeira etapa da Taça Brasil 2023 da Confederação Brasileira de Surf, terminou no domingo em Pernambuco e na segunda-feira às 8h00, já começa a segunda em Baía Formosa, no Rio Grande do Norte, ao vivo pelo canal CBSurfPLAY no YouTube.

“Eu estou muito feliz por ter ganhado esse campeonato. Eu queria muito vencer, até porque eu tinha ficado em segundo no Dream Tour (em Xangri-lá-RS)”, disse Julia Duarte, no pódio. “As meninas estão surfando muito bem, fiz a final aqui com uma amiga minha (Kiany Hyakutake), ela surfa demais e eu estou muito feliz. Quero mandar um beijo para os meus pais, minha família, meus amigos que estavam assistindo e agradecer ao Hennek, por fazer minhas pranchas”.

 A carioca Julia Duarte foi vice-campeã no ranking final da primeira Taça Brasil no ano passado e vinha de um vice-campeonato na decisão da etapa de abertura do Dream Tour 2023, vencida pela hexacampeã brasileira Silvana Lima em Xangri-lá, no Rio Grande do Sul. Ela já tinha vitórias na Taça Brasil e também na Divisão Principal da CBSurf. Já o paranaense Edson de Pra, chegou em sua quarta final no Circuito Brasileiro e só agora conseguiu a primeira vitória, quebrando o tabu no CBSurf Taça Brasil Maresia Pro Porto de Galinhas em Ipojuca.

“Primeiramente, quero agradecer a Deus, por tudo que Ele tem feito em minha vida”, foram as primeiras palavras de Edson de Pra no pódio. “Eu sou lá do Pico de Matinhos (PR), treino todo dia nas direitas e gosto mais dos aéreos mesmo. Estou amarradão pela minha primeira vitória no Circuito Brasileiro e vamos com tudo para os próximos campeonatos”.

Foi usando as manobras aéreas nas direitas e esquerdas da Praia do Borete, que Edson de Pra liquidou seus adversários na manhã chuvosa do domingo em Ipojuca. Ele primeiro derrotou o atual campeão brasileiro, o potiguar de Baía Formosa, Israel Junior. O paranaense já largou na frente com notas 5,37 e 7,00 em duas ondas seguidas. Depois, acertou um aéreo que valeu 7,67, para selar a vitória sobre Israel Junior por 14,67 a 10,17 pontos.

Na decisão do último título do CBSurf Taça Brasil Maresia Pro Porto de Galinhas, Edson de Pra continuou acertando os aéreos e não deu qualquer chance ao paulista Pedro Dib, que tinha derrotado o paraibano Samuel Igo nas semifinais, com uma virada fulminante nos últimos minutos da bateria. Apesar de ser criado nas direitas de Matinhos, Edson de Pra conquistou a sua primeira vitória nas esquerdas da Praia do Borete. Ele já começou a bateria mandando um aéreo rodando de frontside e foi aumentando a vantagem a cada onda surfada.

Quando o surfista da Praia de Camburi, em São Sebastião, conseguiu sua maior nota, 6,67, o paranaense deu o troco fazendo os recordes do dia. Há 6 minutos do fim, Edson de Pra pega uma esquerda e começa com um rasgadão invertendo a rabeta e já emenda um aéreo na finalização. Ele vibra bastante e recebe 7,93. Na onda seguinte, outra esquerda boa, voa muito alto, faz o giro no ar, aterrissa e ganha 8,50, sacramentando a vitória por 16,43 a 11,20 pontos.

FINAL FEMININA – Na final feminina, assim como Pedro Dib, Kiany Hyakutake não achou muitas ondas para surfar e viu Julia Duarte ir ampliando a vantagem a cada apresentação. A carioca conquistou o primeiro título do CBSurf Taça Brasil Maresia Pro Porto de Galinhas com seu ataque de backside nas direitas da Praia do Borete. As suas maiores notas foram conseguidas com uma combinação de duas manobras fortes, que ganharam notas 6,83 e 6,00.

A melhor onda da catarinense valeu 4,83 e Julia Duarte faturou a mesma premiação de 20.000 Reais do Edson de Pra, por uma tranquila diferença de 12,83 a 8,96 pontos. Pelo vice-campeonato, Kiany Hyakutake e Pedro Dib receberam 10.000 Reais. Julia e Pedro já fazem parte da elite nacional da CBSurf, enquanto Edson larga na frente na busca por vaga para o Dream Tour 2024 e Kiany começa em segundo lugar no ranking da Taça Brasil 2023.

VAGAS NO DREAM TOUR – Nas semifinais, Julia Duarte derrotou a jovem paranaense Gabriely Vasque de apenas 16 anos de idade e Kiany Hyakutake passou pela paulista Kemily Sampaio, 18. As duas dividiram o terceiro lugar em Ipojuca, assim como Israel Junior e Samuel Igo, que já disputam o Dream Tour esse ano. O ranking da Taça Brasil vai classificar 22 homens e 7 mulheres para completar a elite nacional de 2024, formada por 62 surfistas na categoria masculina e 23 na feminina.

O CBSurf Taça Brasil Maresia Pro Porto de Galinhas foi realizado com patrocínio da Maresia e da Prefeitura do Ipojuca, contando também com o apoio do Bar do Marcão, Fu-Wax, Surfland, Pousada Maresia e da Federação Pernambucana de Surf na realização do evento junto com a Confederação Brasileira de Surf. A competição foi transmitida ao vivo desde segunda-feira até as finais no domingo pelo canal CBSurfPLAY no YouTube.

CIDADE DO SURFE – Este foi o segundo campeonato seguido da Confederação Brasileira de Surf realizado nas mesmas ondas da Praia do Borete, em Ipojuca. A cidade que mais apoia o surfe na Região Nordeste do país, já havia sediado na semana passada, a etapa de abertura do Circuito Brasileiro das categorias de base, definindo os primeiros campeões de 2023 nas divisões Sub-18, Sub-16, Sub-14 e Sub-12. Agora, deu a largada na Taça Brasil da CBSurf, com os surfistas profissionais iniciando a busca por classificação para o Dream Tour de 2024.

“Foram duas semanas de muito surfe aqui em Porto de Galinhas e foi uma grande satisfação receber esses dois grandes eventos de nível nacional aqui na nossa cidade”, disse o Secretário de Esportes de Ipojuca, Danilo Lins. “A nossa prefeita, Célia Sales, sempre diz que quer que Ipojuca seja um exemplo com suas políticas públicas em todas as áreas, e no esporte não pode ser diferente. Estamos resgatando a cidade de Ipojuca como referência do surfe aqui no Nordeste, então contem com a gente e estaremos sempre ao lado da CBSurf. É um prazer ter essa parceria e que ela prospere por muitos anos”.

CIDADÃO DE IPOJUCA – No pódio do CBSurf Taça Brasil Maresia Pro Porto de Galinhas, o organizador dos dois eventos, o Diretor Institucional da Confederação Brasileira de Surf, Geraldo Cavalcante, recebeu das mãos do presidente da entidade, Teco Padaratz, o título honorífico de Cidadão de Ipojuca concedido pela Câmara Municipal de Ipojuca, pelos relevantes serviços prestados ao município, como grande incentivador e disseminador do surfe na região, realizando eventos voltados ao esporte e também eventos culturais na cidade.

CBSURF TAÇA BRASIL MARESIA PRO PORTO DE GALINHAS

DECISÃO DO TÍTULO MASCULINO:

  • Campeão: Edson de Pra (PR) por 16,43 pts (8,50+7,93) – R$ 20.000 e 10.000 pts
  • 2.o lugar: Pedro Dib (SP) com 11,20 pts (6,67+4,53) – R$ 10.000 e 8.000 pts

SEMIFINAIS – 3.o lugar com R$ 7.500 e 6.500 pontos:

  • 1.a: Pedro Dib (SP) 14,03 x 11,67 Samuel Igo (PB)
  • 2.a: Edson de Pra (PR) 14,67 x 10,17 Israel Junior (RN)

DECISÃO DO TÍTULO FEMININO:

  • Campeã: Julia Duarte (RJ) por 12,83 pts (6,83+6,00) – R$ 20.000 e 10.000 pts
  • 2.o lugar: Kiany Hyakutake (SC) com 8,96 pts (4,83+4,13) – R$ 10.000 e 8.000 pts

SEMIFINAIS – 3.o lugar com R$ 7.500 e 6.500 pontos:

  • 1.a: Kiany Hyakutake (SC) 10,73 x 4,00 Kemily Sampaio (SP)
  • 2.a: Julia Duarte (RJ) 11,83 x 8,60 Gabriely Vasque (PR)

Mais informações, notícias, rankings e calendários podem ser acessados no site oficial da Confederação Brasileira de Surf: CBSurf.org.br

———————————————————–

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial
Se inscreva em nosso canal do YouTube: CBSurfPLAY
Siga a gente no Twitter: cbsurf_oficial
Confira o calendário CBSurf 2023 atualizado: CALENDÁRIO

———————————————————–

Assessoria de Imprensa da CBSURF – [email protected]
JBC Notícias e Assessoria – João Carvalho
(48) 999-882-986 – [email protected]

———————————————————–

SOBRE A CBSURF – Reconhecida pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e pela ISA (International Surf Association), a Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) é a entidade nacional de administração do surf e de todas as atividades relacionadas aos esportes com pranchas, como definido no Estatuto da CBSurf. A entidade foi originalmente fundada em 17 de outubro de 1998 e conta com 15 federações estaduais filiadas. A sede atual está situada na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina, tendo como presidente Flavio Padaratz e como vice-presidentes Paulo Moura e Brigitte Mayer, eleitos em fevereiro de 2022. A CBSurf tem como missão desenvolver, produzir, chancelar e organizar o Dream Tour e a Taça Brasil, que compõem o Campeonato Brasileiro de Surf, além dos Circuitos Brasileiros do Surf de Base, de Ondas Grandes, do Longboard, da categoria Master, de Stand Up Paddle (Race, Wave, Sprint e Paddleboard) e o Campeonato Brasileiro de Parasurf, todos nas categorias masculina e feminina. Em 2022, a CBSurf iniciou uma nova gestão feita por ex-competidores da elite mundial e pelos melhores profissionais do surf brasileiro, tendo como valor principal o de promover e desenvolver a criação de ídolos nacionais e consolidar as carreiras dos atletas de todas as categorias, inclusive das profissões que gravitam em torno das competições, trazendo dignidade para toda a comunidade do surf brasileiro. Em 2023, o Dream Tour estabelecerá um padrão e patamar inédito e histórico em todo o mundo.

Sede: Rodovia Jornalista Manoel de Menezes, 2001, Praia Mole,
Florianópolis/SC – CEP: 88.0061-700.

logo cbs 99

©2024. Confederação Brasileira de Surf – CBSurf