Campeões Longboard & SUP Wave | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar | Artes: Rodrigo Bareja

A primeira etapa do Circuito Brasileiro de Longboard e SUP Wave da CBSurf terminou com muita chuva e emoção. A primeira final do dia foi a da categoria longboard sub 18 onde Daniel Batista reinou absoluto sobre adversários que surfaram muito bem.  Miguel, Antônio Robles e Pedro Bento deram tudo de si para vencer o mar e Daniel que parecia compartilhar da mesma força.  Fluido e agressivo, Daniel venceu se tornando a personificação do estado do mar naquela hora.

Pódio Longboard Sub 18 | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar

Na Longboard 35+, Roseildo venceu sua bateria com folga e estilo. Em sua última onda na bateria, carimbou seu passaporte para o pódio mandando um hang five por um belo percurso com os braços para trás. A praia foi ao delírio. Nascimento Júnior ainda tentou uma reação nos 5 minutos finais mas foi detido pela espuma da praia de Cinelândia.

Gabriel Aguirre e Matheus Ferrari ficaram em terceiro e quarto lugar.

Na Sup 35+, Jonas Lima não deixou pra ninguém. Ele que vinha vencendo baterias nas duas modalidades (Longboard e Sup) terminou o evento como campeão isolado da Sup 35+. Michael Jonas, Luciano Esteves e João Coutinho disputaram entre si o que parecia uma bateria a parte enquanto Jonas Lima surfava sozinho para a vitória.

Na Long 50+, Marcelo Bibita foi outro que dominou o mar arrisco de Aracaju.  Mesmo debaixo de chuva, essa especialista na Pororoca demonstrou estar muito à vontade com a condição storm do pico de Cinelândia, deixando Marcio Costa na segunda colocação, Ewandro Balalai amarradão na terceira posição (Nunca vi um terceiro colocado tão feliz) e Fabiano Malavasi em quarto.

Pódio SUP Wave Pro | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar

Gabriela Sztamfater lançou mão do seu espetacular preparo físico para vencer na Sup Pro Feminino.  A jovem Luana Cruz ainda não tem braço suficiente para remar naquela situação de mar e teve se assistir sua grande amiga vencer mais uma vez.

Briga mesmo foi na categoria Sup Pro Masculino porque Luiz Dinis estava decidido a não deixar o atual Campeão Brasileiro, Léo Gimenes, vencer mais uma vez.  Léo vinha forte para vencer nas duas modalidades do circuito, mas acabou levando a melhor mesmo na Supwave Profissional.  Léo tem um surf agressivo que lembra muito o surf de pranchinha e só não decolou em aéreos porque o mar o segurou.

Como era de se esperar, a disputa entre Chloé Calmon e Atalanta Batista foi dramática. Duas grandes surfistas do longboard mundial surfando no limite de suas capacidades físicas.

Pódio Longboard Pro Feminino | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar

Tanto Chloé quando Atalanta foram muito felizes em suas escolhas de ondas e na execução de suas manobras (levando em consideração as imposições do mar revolto) mas foi na volta para o outside, quando faltavam 10 minutos para o fim da bateria, que Atalanta perdeu.  Ela foi apanhada pela correnteza no inside desperdiçando tempo e energia preciosos.  Ainda assim, depois disso, Atalanta ainda foi capaz pegar duas ondas que quase mudaram o rumo da história desse evento.  Na primeira, Atalanta não completou. Na segunda, Atalanta foi excelente, mas devido à falta de tempo foi uma onda do inside e por isso não deu a nota que ela precisava.

Do outro lado da praia, Chloé teve tinha espaço para mostrar porque é a líder do circuito mundial surfando com classe e calma mesmo tendo se jogado numa onda quase kamikaze por pensar que a última onda de Atalanta tinha sido suficiente para vencer.

Pódio Longboard Pro Masculino | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar

Na Longboard Pro Masculino, Jefson Silva e Carlos Bahia travaram uma batalha de cavalheiros. Um ping pong de belas ondas até que Jefson começou a demonstrar mais intimidade com a tempestade que escureceu a praia. 

Debaixo de chuva torrencial, Jefson tomou a frente da bateria com o tipo de surf que fez a história do longboard.  Ele se divertia com as paredes que se abriram como poucas que vimos hoje quando Carlos Bahia mudou de posição para buscar as esquerdas que mostraram melhor formação.  Foi ai que algo aconteceu.  Bahia passou a deslizar descontrolado rumo a areia acenando para sua equipe. Sua quilha havia se perdido e selado o resultado dessa primeira etapa.  Sem tempo para voltar, Carlos assistiu à vitória de Jefson Silva ali mesmo da areia.

Com esse resultado, o circuito de Longboard e Sup Wave da CBSurf encerra sua primeira etapa seguindo imediatamente para a praia de Cabedelo, na Paraíba para uma segunda etapa com gosto de revanche em diversas categorias.

O Aracaju Sergipe Surf Festival foi uma realização da CBSurf com o patrocínio do Governo do Estado de Sergipe através da sua Secretaria da Educação, dos Esportes e da Cultura. Conta também com o apoio da Prefeitura de Aracaju, Banese, Marata, Açaí na Tigela, Federação Sergipana de Surf, Surfland Brasil, Pisolar, Fu Wax, Monte Claro, Silverbay, Federal Seg, Transamérica, e Sequência Surf Shop.

Assista a transmissão ao vivo dos 3 dias de competições no canal CBSurfPLAY

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial

Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

Claudio Damangar

Assessoria de Imprensa do Aracaju Sergipe Surf Festival 2022

Sede: Avenida das Américas, 3434, Bloco 02, sala 408, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro/RJ – CEP: 22640-102

Subsede: Rodovia Jornalista Manoel de Menezes, 2001, Praia Mole, Florianópolis/SC – CEP: 88.0061-700

Atendimento: de Segunda à Sexta das 09h às 17h  |  Fone: (48) 99971 9599

logo_cbs-99

©2022. Confederação Brasileira de Surf