CBSurf Maracaipe Surf Adaptado 2022

CBSurf Maracaipe Surf Adaptado | Cartaz Oficial

A CBSURF promoverá um evento completamente inédito no surf brasileiro, a primeira seletiva de Parasurf da história do Brasil. Esse evento vem para potencializar a categoria e nortear as carreiras dos Paratletas do surf. A CBSURF incluiu a categoria em definitivo no quadro oficial do surf brasileiro, não mais como apresentação e sim como parte integrante da força competitiva do surf nacional. Um fato histórico para esta categoria, pois a partir de 2028 ela pode se tornar esporte Paraolímpico.
Hoje o surf Paraolímpico brasileiro conta com oito campeões mundiais e está
despontando no cenário internacional como maior força do surf paraolímpico do mundo.

O evento em si traz não só a possibilidade dos atletas competirem pela classificação para disputar o mundial da International Surfing Association (ISA) que acontece em dezembro na Califórnia – EUA, mas também será a maior ação de inclusão social já promovida pela Confederação Brasileira de surf. A CBSURF como instituição representativa, tem o papel fundamental de incluir. Isso é mais que um desejo, é uma necessidade. Para tanto, o apoio de nossos patrocinadores tornou-se fundamental.

“Sonho que se sonha só é só um sonho, mas sonho que se sonha junto é realidade”.

Para nós CBSURF e Patrocinadores, fomentar a inclusão é a realização de um grande sonho.

O EVENTO


O evento acontecerá na praia do Pontal de Maracaípe em Ipojuca/PE com uma grande estrutura, grande número de apoiadores e voluntários que estarão à disposição dos atletas, visitantes e turistas.
A realização do evento não só fomentará a carreira dos Paratletas, mas também o turismo. Ipojuca que já tem conceituada gastronomia e rica cena cultural, agora contará com a presença dos mais radicais Paratletas do Brasil. Combinação perfeita para garantir o sucesso do evento e o fomento da economia local.

Um dos principais objetivos da nova diretoria da CBSURF é aumentar o número de etapas da categoria para os próximos anos e também sediar uma etapa mundial de Parasurf aqui no Brasil. Esse evento em Ipojuca será o ponta pé inicial para esse sonho.

AS CATEGORIAS

As inscrições para este evento já foram realizadas e o comitê técnico do Surf Adaptado
já categorizou os atletas elegíveis para disputar a seletiva. Tais atletas serão divididos em 09 categorias no Masculino e 03 categorias no Feminino, são elas:

– Classe Funcional PS – S1 Masculino – Atletas que surfam ondas em pé com uma deficiência na parte superior do corpo ou baixa estatura;


Fidel Teixeira Lopes (SC)
Gabriel Cristiano Silva de Souza (SP)
Otávio Costa Pino Bisneto (PE)
Roberto de Santana Montenegro Pino (PE)
Miguel Menezes Peres da Silva (SC)
Josimar Lourenço da Silva Junior (PE)

– Classe Funcional PS – S2 Masculino – Atletas que surfam ondas em pé com um comprometimento na parte inferior do corpo, abaixo do joelho;


Francisco Rafael da Silva Saraiva (CE)
Rafael Lueders (SC)
Thiago Lima Nunes (RJ)
Wladimir Meireles de Almeida (RS)
Dijackson Passos dos Santos (BA)
Lucas Santos da Cruz (BA)

– Classe Funcional PS – S3 Masculino – Atletas que surfam ondas em pé com um comprometimento na parte inferior do corpo, acima do joelho;


Luciano Mercindo Silveira (SC)
Alcino José da Silva Neto (SP)

– Classe Funcional PS – Knee Masculino – Atletas que surfam de joelhos ou sentado na posição;


Paulo Roberto Curin de Souza (RS)
Francisco das Chagas de Oliveira Sampaio (CE)
Juan Yure Carneiro das Chagas (CE)
José David de Souza Filho (RN)
Telmo de Moraes Rodrigues (SP)
Carlos Vieira Galeno (CE)

– Classe Funcional PS – Sit Masculino – Atletas que surfam ondas sentados sem que precisem de assistência remando e/ou retornando pra prancha;


Thiago Jurgensen Aguiar Dantas (SP)
Fellipe Rodrigues Pereira Lima (SC)
Felipe Augusto Doria Cardoso (SP)
Marçal Leme da Costa (SP)

– Classe Funcional PS – Prone 1 Masculino – Atletas que surfam ondas em decúbito ventral;

Paulo Renato Bottaro Loreto (RS)
Thales Roberto Oliveira Bezerra (SP)


– Classe Funcional PS – Prone 2 Masculino – Atletas que surfam ondas em decúbito ventral e precisam de ajuda para remar nas ondas e enquanto estiverem dentro d’água;


Davi Teixeira Aguiar (RJ)
Genilson Machado Lima (PB)

– Classe Funcional PS – VI 1 Masculino – Atletas com deficiência visual com cegueira total;


Elias Figue Diel (SC)
Derik Rebelo (SC)

– Classe Funcional PS – VI 2 Masculino – Atletas com deficiência visual, com cegueira parcial;


Miguel de Almeida Flavio (SP)
Adriano Pereira Alves (MS)

– Classe Funcional PS – S1 Feminino – Atletas que surfam ondas em pé com uma deficiência na parte superior do corpo ou baixa estatura;


Cristiana Dantas Fernandes (PB)

– Classe Funcional PS – S2 Feminino – Atletas que surfam ondas em pé com um comprometimento na parte inferior do corpo, abaixo do joelho;

Malu Faustino Mendes (SP)

– Classe Funcional PS – Prone 2 Feminino – Atletas que surfam ondas em decúbito ventral e precisam de ajuda para remar nas ondas e enquanto estiverem dentro d’água:

Monique Aparecida de Oliveira Silva (SP)

IMPORTANTE: Quatro atletas ainda passarão por um teste para categorização. Esse teste acontecerá no dia 15 de setembro e só após suas categorias serão definidas. São eles:

Pedro Augusto Segalla (RS)
Gilmário Guimarães Rabelo (CE)
Credson da Silva Tenório (PE)
Cláudio Brum Buckowski (RS)

OUTRAS INFORMAÇÕES

Nesta edição da seletiva de Surf Adaptado a inscrição será gratuita, mas o atleta deve estar filiado a CBSURF;


*Todas as baterias terão duração de 20 minutos;
*As baterias serão compostas por três, dois e um atleta. O somatório de cada atleta
será utilizado para definição da classificação no dia;
*As baterias com um atleta deverão ocorrer normalmente para que seja comprovado a aptidão;
*Serão ao todo 40 atletas de 10 diferentes estados do Brasil, inclusive atletas de estado sem mar, como o pantaneiro Mato Grosso do Sul.
*Derek Rabelo, além de competidor é o coordenador das categorias que formam o
Parasurf junto a CBSURF;
*Roberto Pino é uma grande liderança dentro da categoria. Mesmo sem ter havido eleição ainda, ele já se mostra um grande representante dos atletas.

ENTRETENIMENTO

Como forma de entretenimento o evento oferecerá uma série de atividades que irão desafiar pessoas sem qualquer tipo de limitação a vivenciar o cotidiano e experiências de uma pessoa com deficiência ou mobilidade reduzida. O intuito é fazer com que as pessoas enxerguem de maneira diferente as situações que nunca vivenciaram, tendo a real noção da dificuldade de um PCD.
O evento disponibilizará atividades diárias tais como: Vôlei sentado, Voo de paraglider, banho de mar em cadeiras anfíbias, calçada sensorial, clínica de surf, dentre outras atividades sugeridas pela Universidade Uninassau que coordenará todo o trabalho de inclusão social junto com a CBSURF e a ONG “Rodas da Liberdade”.



CRONOGRAMA

DIA 14/09
08:00 – Vistoria do local do evento, equipe técnica, organizadores e staff;
Atletas – Day off.

DIA 15/09
08:00 – Reunião com os atletas, organizadores e técnicos para esclarecimentos e
dúvidas sobre o evento;
10:00 – Clínica de surf e avaliação médica categorizadora;
12:00 – Parada para almoço;
13:00 às 17:00 – Livre

DIA 16/09
09:00 – Abertura oficial do evento;
9:30 às 17:00 – Baterias;
Parasurf Stand 1 (PS-S1)
Parasurf Stand 2 (PS-S2)
Parasurf Stand 3 (PS-S3)
Parasurf de joelho (PS-K)
Parasurf Sentado-Sit (PS-S)
Parasurf Prone 1 (PS-P1)
Parasurf Prone 2 (OS-P2)
Deficiência Visual Parasurf 1 (PS-VI1)
Deficiência Visual Parasurf 2 (PS-VI2)
19:00 – Bate-Papo motivacional com Carlos Burle, Derek Rabelo e Davizinho Radical;
20:00 – Show acústico com Teco Padaratz;

DIA 17/09

8:00 às 17:00 – Baterias
Parasurf Stand 1 (PS-S1)
Parasurf Stand 2 (PS-S2)
Parasurf Stand 3 (PS-S3)
Parasurf de joelho (PS-K)
Parasurf Sentado-sit (PS-S)
Parasurf Prone 1 (PS-P1)
Parasurf Prone 2 (OS-P2)
Deficiência visual Parasurf 1 (PS-VI1)
Deficiência visual Parasurf 2 (PS-VI2)

DIA 18/09
8:00 às 14:00 – Baterias
Parasurf Stand 1 (PS-S1)
Parasurf Stand 2 (PS-S2)
Parasurf Stand 3 (PS-S3)
Parasurf de joelho (PS-K)
Parasurf Sentado-sit (PS-S)
Parasurf Prone 1 (PS-P1)
Parasurf Prone 2 (PS-P2)
Deficiência Visual Parasurf 1 (PS-VI1)
Deficiência Visual Parasurf 2 (PS-VI2)
14:00 – Entrega de Premiações

Confederação Brasileira de Surf – CBSURF

Sede: Avenida das Américas, 3434, Bloco 02, sala 408, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro/RJ – CEP: 22640-102

Subsede: Rodovia Jornalista Manoel de Menezes, 2001, Praia Mole, Florianópolis/SC – CEP: 88.0061-700

Atendimento: de Segunda à Sexta das 09h às 17h  |  Fone: (48) 99971 9599

logo_cbs-99

©2022. Confederação Brasileira de Surf