No sábado foram definidas as semifinais das duas categorias na Praia do Borete e a nova geração feminina se destacou ganhando as quatro vagas para o último dia

Depois de seis dias intensos de show de surfe nas ondas da Praia do Borete, o CBSurf Maresia Pro Porto de Galinhas vai decidir os primeiros títulos da Taça Brasil 2023 na manhã deste domingo em Ipojuca, no litoral sul de Pernambuco. O sábado foi mais um dia de boas ondas, com recordes sendo batidos na disputa pelas vagas nas semifinais das duas categorias. Na feminina, a nova geração se destacou conquistando as quatro vagas contra as surfistas mais experientes e até campeãs brasileiras. Na masculina, o confronto de gerações vai prosseguir nas semifinais, que começam as 9h00 do domingo, ao vivo pelo canal CBSurfPLAY no YouTube.

A primeira batalha por vaga nas finais do CBSurf Taça Brasil Maresia Pro Porto de Galinhas, será entre duas surfistas de 18 anos de idade, a catarinense Kiany Hyakutake e a paulista Kemily Sampaio. Na segunda bateria, a carioca Julia Duarte de 20 anos, enfrenta a mais jovem das finalistas, a paranaense Gabriely Vasque de 16 anos, que na semana passada fez duas finais na abertura do Circuito Surf de Base da Confederação Brasileira de Surf, nas mesmas ondas do Borete em Ipojuca, a cidade que mais apoia o surfe na Região Nordeste do país.

Na categoria masculina, um confronto de gerações vai decidir o primeiro finalista, entre o paraibano Samuel Igo de 30 anos e o paulista Pedro Dib de 23. Já a segunda semifinal será disputada entre dois surfistas com idades parecidas, o potiguar de Baía Formosa que é o atual campeão brasileiro, Israel Junior, com 25 anos e o paranaense Edson de Pra, de 23. Para este duelo, o espaço aéreo da Praia do Borete terá que ser fechado mais uma vez.

          No sábado, isso já precisou ser decretado pela Prefeitura Municipal do Ipojuca, durante a maioria das baterias masculinas. Foi com um aéreo nota 8,33, que Samuel Igo sacramentou a vitória no confronto de gerações com o pernambucano Luan Ferreyra, de apenas 16 anos de idade. O paraibano já tinha conseguido 7,33 com seu surfe de borda e conquistou a primeira vaga para as semifinais por uma ampla vantagem de 15,66 a 11,64 pontos.

Na segunda quarta de final, a nova geração triunfou, com o paulista Pedro Dib, 23 anos, já destruindo uma direita com uma série de batidas e rasgadas, que valeram nota 7,00. O experiente cearense Glauciano Rodrigues, de 36 anos, só conseguiu reagir no final, quando mostrou a potência do seu surfe para arrancar nota 7,07. Porém, não deu tempo para achar outra onda boa e a bateria terminou em 12,00 a 10,20 pontos para Pedro Dib.

NOVO RECORDE – Na disputa seguinte, o campeão brasileiro Israel Junior enfrentou o surfista que tinha feito um novo recorde de 17,90 pontos no CBSurf Taça Brasil Maresia Pro Porto de Galinhas, José Francisco. O Fininho, como o paraibano é conhecido, fez uma apresentação impressionante na oitava de final com o pernambucano local de Ipojuca, Luel Felipe. Ele completou aéreos incríveis de frontside nas esquerdas do Borete e mostrou a potência do seu surfe de borda, atacando as direitas com batidas e rasgadas explosivas de backside.

Fininho somou notas 9,50 e 8,40 e jogou fora um 8,17 e um 7,50. Israel Junior também tinha passado bem pelo ex-top da elite mundial da WSL, Alex Ribeiro. Então, o potiguar de Baía Formosa já mandou um aéreo logo na primeira onda, voou muito alto, fez o giro completo no ar e aterrissou com perfeição, largando na frente com nota 8,00. Fininho respondeu com suas pancadas de backside nas direitas, mas Israel foi aumentando a vantagem a cada aéreo que acertava nas esquerdas. Ele trocou uma nota 6,33 por 7,17, depois mostrou seu surfe de borda também para ganhar 7,60, que confirmou a vitória por 15,60 a 11,33 pontos.

A última quarta de final reuniu mais dois especialistas em aéreos. O paranaense Edson de Pra já havia se destacado quando barrou um dos favoritos ao título nas oitavas de final, o potiguar da equipe Maresia, Mateus Sena, que na sexta-feira aumentou para 17,33 o recorde de pontos do campeonato do seu patrocinador. E o cearense Guilherme Lemos, de 16 anos apenas, vinha acertando aéreos incríveis, mas o paranaense de 23 anos dominou esta bateria, completando seus voos de frontside nas esquerdas, para vencer por 14,67 a 11,90 pontos.

NOVA GERAÇÃO – Nas quartas de final femininas, a nova geração dominou a batalha pelas vagas para o domingo decisivo do CBSurf Taça Brasil Maresia Pro Porto de Galinhas. As duas primeiras vagas foram conquistadas sobre surfistas que já tem títulos de campeã brasileira no currículo. A catarinense Kiany Hyakutake, de 18 anos, tinha feito a melhor apresentação das meninas na sexta-feira e derrotou a paulista Julia Santos, de 27 anos, por 9,83 a 6,70 pontos.

Na segunda bateria, outra paulista, Kemily Sampaio, de 18 anos também, enfrentava a surfista local de Ipojuca, Monik Santos, de 31 anos, que defendia o título de campeã no ranking da primeira Taça Brasil da história em 2022. Mas, Kemily praticamente liquidou a pernambucana nas primeiras ondas que surfou, fazendo os recordes femininos do dia com as notas 7,17 e 7,10. Monik só conseguiu surfar uma boa no final, que ganhou 6,80, mas já era tarde e Kemily Sampaio avançou para enfrentar Kiany Hyakutake por 14,20 a 11,30 pontos.

Na terceira quarta de final, a mais jovem também venceu. A carioca Julia Duarte, de 20 anos, surfou as melhores ondas que entraram na bateria, para derrotar a cearense Juliana dos Santos, 23 anos, por 11,10 a 9,47 pontos. E na última bateria, aconteceu o maior confronto de gerações do dia. A surfista mais nova entre as oito finalistas, a paranaense Gabriely Vasque, de apenas 16 anos, superou a saquaremense Taís Almeida, de 38 anos, por 9,63 a 7,20.

CBSurf Taça Brasil Maresia Pro Porto de Galinhas está sendo realizado com patrocínio da Maresia e da Prefeitura do Ipojuca, contando também com o apoio do Bar do Marcão, Fu-Wax, Surfland, Pousada Maresia e da Federação Pernambucana de Surf na realização do evento junto com a Confederação Brasileira de surf. A competição está sendo transmitida ao vivo desde segunda-feira pelo canal CBSurfPLAY no YouTube.

SEMIFINAIS DO CBSURF TAÇA BRASIL MARESIA PRO PORTO DE GALINHAS

CATEGORIA FEMININA
– 3.o lugar com R$ 7.500 e 6.500 pontos
:

  • 1.a: Kiany Hyakutake (SC) x Kemily Sampaio (SP)
  • 2.a: Julia Duarte (RJ) x Gabriely Vasque (PR)

CATEGORIA MASCULINA
– 3.o lugar com R$ 7.500 e 6.500 pontos
:

  • 1.a: Samuel Igo (PB) x Pedro Dib (SP)
  • 2.a: Israel Junior (RN) x Edson de Pra (PR)

RESULTADOS DO SÁBADO NA PRAIA DO BORETE EM IPOJUCA:

OITAVAS DE FINAL
– 9.o lugar com R$ 4.000 e 3.600 pontos
:

  • 1.a: Luan Ferreyra (PE) 14,43 x 11,60 Artur Silva (CE)
  • 2.a: Samuel Igo (PB) 14,06 x 13,67 Amando Tenorio (AL)
  • 3.a: Pedro Dib (SP) 12,07 x 11,46 Leo Andrade (BA)
  • 4.a: Glauciano Rodrigues (CE) 11,16 x 10,96 Tiago Silva (PE)
  • 5.a: Israel Junior (RN) 14,40 x 13,67 Alex Ribeiro (SP)
  • 6.a: José Francisco (PB) 17,90 x 12,96 Luel Felipe (PE)
  • 7.a: Edson de Pra (PR) 14,43 x 13,17 Mateus Sena (RN)
  • 8.a: Guilherme Lemos (CE) 15,94 x 12,53 Murillo Coura (SP)

QUARTAS DE FINAL
– 5.o lugar com R$ 5.000 e 5.100 pontos
:

  • 1.a: Kiany Hyakutake (SC) 9,83 x 6,70 Julia Santos (SP)
  • 2.a: Kemily Sampaio (SP) 14,20 x 11,30 Monik Santos (PE)
  • 3.a: Julia Duarte (RJ) 11,10 x 9,47 Juliana dos Santos (CE)
  • 4.a: Gabriely Vasque (PR) 9,63 x 7,20 Taís Almeida (RJ)

QUARTAS DE FINAL
– 5.o lugar com R$ 5.000 e 5.100 pontos
:

  • 1.a: Samuel Igo (PB) 15,66 x 11,64 Luan Ferreyra (PE)
  • 2.a: Pedro Dib (SP) 12,00 x 10,20 Glauciano Rodrigues (CE)
  • 3.a: Israel Junior (RN) 15,60 x 11,33 José Francisco (PB)
  • 4.a: Edson de Pra (PR) 14,67 x 11,90 Guilherme Lemos (CE)

Mais informações, notícias, rankings e calendários podem ser acessados no site oficial da Confederação Brasileira de Surf: CBSurf.org.br

———————————————————–

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial
Se inscreva em nosso canal do YouTube: CBSurfPLAY
Siga a gente no Twitter: cbsurf_oficial
Confira o calendário CBSurf 2023 atualizado: CALENDÁRIO

———————————————————–

Assessoria de Imprensa da CBSURF – [email protected]
JBC Notícias e Assessoria – João Carvalho
(48) 999-882-986 – [email protected]

———————————————————–

SOBRE A CBSURF – Reconhecida pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e pela ISA (International Surf Association), a Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) é a entidade nacional de administração do surf e de todas as atividades relacionadas aos esportes com pranchas, como definido no Estatuto da CBSurf. A entidade foi originalmente fundada em 17 de outubro de 1998 e conta com 15 federações estaduais filiadas. A sede atual está situada na cidade de Florianópolis, em Santa Catarina, tendo como presidente Flavio Padaratz e como vice-presidentes Paulo Moura e Brigitte Mayer, eleitos em fevereiro de 2022. A CBSurf tem como missão desenvolver, produzir, chancelar e organizar o Dream Tour e a Taça Brasil, que compõem o Campeonato Brasileiro de Surf, além dos Circuitos Brasileiros do Surf de Base, de Ondas Grandes, do Longboard, da categoria Master, de Stand Up Paddle (Race, Wave, Sprint e Paddleboard) e o Campeonato Brasileiro de Parasurf, todos nas categorias masculina e feminina. Em 2022, a CBSurf iniciou uma nova gestão feita por ex-competidores da elite mundial e pelos melhores profissionais do surf brasileiro, tendo como valor principal o de promover e desenvolver a criação de ídolos nacionais e consolidar as carreiras dos atletas de todas as categorias, inclusive das profissões que gravitam em torno das competições, trazendo dignidade para toda a comunidade do surf brasileiro. Em 2023, o Dream Tour estabelecerá um padrão e patamar inédito e histórico em todo o mundo.

Sede: Rodovia Jornalista Manoel de Menezes, 2001, Praia Mole,
Florianópolis/SC – CEP: 88.0061-700.

logo cbs 99

©2024. Confederação Brasileira de Surf – CBSurf