A Confederação Brasileira de Surfe desenvolveu um protocolo que visa, acima de tudo, orientar e dar segurança para que nossos atletas e demais praticantes do surfe em volta do Brasil tenham uma referência técnica para se protegerem às possíveis consequências nocivas do COVID-19.

CBSurf-COVID-19

A Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), acompanhando as necessárias restrições mundiais de circulação e reunião de pessoas por conta da COVID-19 (Corona Vírus) informa que :

Ficam adiados para datas possiveis a partir de junho, os eventos programados anteriormente executados e/ou homologados pela entidade, a exemplo do VI Jeri longboard Festival que, inclusive, já possui impedimento legal de realização por parte da Prefeitura Municipal de Jijoca de Jericoacoara que publicou decreto neste sentido em 16/03/2020.

Outrossim orientamos o necessário cuidado por partes das entidades do esporte Surfe no tocante a eventos programados e que impliquem em algum risco de contaminação, devendo os mesmos serem adiados.

Atenciosamente

Adalvo Nogueira Argolo
Presidente CBSurf

comunicado-cbsurf-tour-2020

A nova geração do surfe brasileiro tem encontro marcado já nos dias 7 e 8 de Março na Praia da Tiririca, Itacaré, Bahia.


As divisões Sub 14, Sub 16 e Sub 18 terão disputas tanto masculinas quanto femininas.


Contagem regressiva para inscrições que são exclusivamente através da Federação de cada estado entre os dias 07 de fevereiro às 8:00 horas e o dia 22 de fevereiro às 18:00 horas.


O CBSurf Júnior Tour é, com a devida seleção pelos estados, igualmente para surfistas Masculinos e Femininos Sub 18 (Nascidos 2002 ou +), Sub 16 (2004 ou após) e Sub 14 (2006 ou depois), sendo que a categoria Sub 14 passa a ter disputa Feminina como as demais já possuíam. Eventuais vagas remanescentes são liberadas, a partir das 18:00 horas de 23/02, para surfistas avulsos por ordem de chegada de inscrição devidamente comprovada.


Federação Baiana de Surfe com sua filiada Associação de Surf de Itacaré são os anfitriões da abertura do circuito de base da CBSurf, tendo como parceiros nessa primazia a Prefeitura de Itacaré e o Governo da Bahia.


O CBSurf Júnior Tour 2020 também define a seleção campeã da etapa e da temporada que novamente será de quatro etapas.


Patrocínio
Silverbay Brasil
Pena
Pró-Ilha Surfboards
Surfland Brasil

Apoio
Coltex Têxtil
Surf Teccell

Para inscrição

Informe-se com a sua Federação

Ainda comemorando a recente vitória da seleção brasileira mais o ouro de Ítalo Ferreira (RN), prata de Silvana Lima (CE) e o bronze de Gabriel Medina (SP), nos Jogos Mundiais de Surf 2019, a Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) finaliza dias 28 e 29em Intermares, Cabedelo, Paraíba, o CBSurf Junior Tour, o circuito brasileiro de seleções com disputas Sub 16 e Sub 18 Masculinas e Femininas, além do campeonato da categoria Iniciantes, a Sub 14.

Da etapa e 2019 

Cabedelo apresentará nos últimos pódios da temporada não só os melhores da prova, incluindo a seleção estadual primeira na etapa, mas também os campeões da temporada.

A anfitriã quer título inédito na etapa e para isso contará com as estreias de atletas na Sub 16 Feminina e a volta de Nalanda Carvalho na Sub 18, além de nomes fortes como Kauã Hanson (Quarto da Mirim 2018), João Henrique e Reginaldo Guinho entre os reforços.

 Três paraibanos somaram pontos na recente passagem da Confederação por Santa Catarina, um campeão 2016 e hoje vice Sub 14 Yuri Barros, os Sub 18 Felipe Alves (Quarto na Sub 18 ano passado) e Gustavo Henrique, sendo que Yuri corre por fora buscando vaga Sub 16 no Mundial.

Líderes e top 3

Júlia Duarte é o Rio de Janeiro no topo do ranking da categoria Sub 18 feminina com 1.730 pontos, Majú Freitas, também fluminense, está logo atrás, com 1.720, enquanto a paulista Sophia Medina, terceira com 1230, hoje não usaria a vaga por estar garantindo ida ao Mundial no trio Sub 16, o que se confirmando em Cabedelo acirra a luta pela vaga número três da Júnior, especialmente entre a catarinense Pamela Mel e a dupla paulista Sophia Gonçalves e Naire Marquez SP.

Cartaz Kayan Medeiros by Fabriciano Júnior

Na Sub 16 delas dobradinha paulista na ponta com Isabela Saldanha tendo 1860 pontos e a prima Sophia Medina 1590, enquanto a terceira vaga está com Mariana Areno, do Rio de Janeiro, que se machucou antes da final Sub 16 em Santa Catarina e mesmo assim tem 1400 pontos e boa margem em relação as que correm mais atrás.

O catarinense Leo Casal subiu  à liderança Sub18 acumulando 1.720 pontos de dois vices, enquanto seu conterrâneo Heitor Mueller saiu de quarto para  segundo lugar com 1.670 pontos, sendo o potiguar e ex líder Lucas VIcente Silva terceiro com 1360 pontos que o baiano Diogo Santos chega próximo com 1340,  colocação que o garante provisoriamente na Califórnia, já que Leo Casal figura hoje no trio da Sub 16 que está garantindo vestir o uniforme verde amarelo em Huntington Beach.

O paulista Caio Costa lidera a Sub 16 com 1.610 pontos, o paranaense Kainan Meira se manteve segundo tendo agora 1.530 pontos, seguido do  catarinense que largara na frente Leo Casal que após duas totaliza 1.500 pontos.

Na Sub 14 Ryan Kaynalo venceu à abertura na Bahia vindo de seu estado, São Paulo, e garantiu nova conquista indo a Santa Catarina direto da Indonésia, o que lhe deixou com folga na busca de confirmar o título iniciante que em 2016 foi de Yuri Barros, representante da anfitriã Cabedelo e que aparece entre ranqueados na Sub 16, na qual já fez final precoce em temporada passada do prestigioso CBSurf Junior Tour.

Paraíba na rota da Califórnia

Os três primeiros da CBSurf na Sub 16 e Sub 18 Masculino e Feminino vão à

Califórnia, Estados Unidos, disputar com despesas pagas o ISA World Junior Surfing Championship, o campeonato mundial junior da Associação de Surf Internacional(ISA), informalmente chamado de “Jogos Mundiais de Surf Júnior”.

Medina e Toledo

 “Em edições distintas o ISA World Júnior foi vencido por dois grandes destaques do surf do Brasil na atualidade: o bicampeão Gabriel Medina conquistou na Sub 18 à edição 2010 do ISA Júnior na Nova Zelândia e o hoje líder do circuito mundial Filipe Toledo faturou o título mundial Sub 16 no Peru em 2010,  competindo na seleção de base do surf brasileiro ostentando o título brasileiro Sub 18 garantido antecipadamente com vitória no mesmo Mar do Macaco, Intermares” ressaltou Adalvo Argolo, presidente da Confederação Brasileira de Surf.

Surfe de base valorizado

 “Desta vez a vinda à bela Paraíba será

com importância maior, sendo etapa final e inclusive a Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) confirma que os três melhores da Sub 16 e Sub 18 de 2019, vão ter despesas de viagem e hospedagem no Mundial Junior pagas através da CBSurf.

 Reforçamos que  todos com chances agilizem os documentos necessários conforme há muito já advertido.” concluiu o dirigente Adalvo Argolo, que recentemente desembarcou do Japão com o primeiro troféu de campeão do Brasil entre seleções absolutas (Sem limite de idade) de surfe nesse milênio, se somando a outro que o Brasil obteve em casa há 19 anos, quando então a Sub 18 era uma de muitas outras categorias inseridas mas apenas no masculino, o que mudou em 2003, ano em que o Brasil contou na seleção com o campeão mundial 2015 Adriano de Souza.

Sub 18 Masculino

1 Leo Casal SC 2 860 2 860 1720

2 Heitor Mueller SC 4 670 1 1000 1670

3 Lucas Vicente RN 1 1000 25 3601360

4 Diogo Santos BA 5 610 3 730 1340

5 Pedro BianchiniSP 7 555 10 488 1043

Sub 18 Feminino

1 Júlia Duarte RJ 1 1000 3 730 1730

2 Majú Freitas RJ 2 860 2 860 1720

3 Sophia Medina SP 3 730 9 500 1230

4 Pamela Mel SC 5 610 5 610 1220

5 SophiaGonçalvesSP4 670 9 500 1170 5 Naire Marquez SP 9 500 4 670 1170

Sub 16 Masculino

1 Caio Costa SP 5 610 1 1000 1610

2 Kainan Meira PR 2 860 4 670 1530

3 Leo Casal SC 1 1000 9 500 1500

4 Luiz Mendes SC 3 730 3 730 1460

5 Heitor Mueller SC 19 390 2 860 1250

Sub 16 Feminino

1 Isabela Saldanha SP 1 1000 2 860 1860

2 Sophia Medina SP 2 860 3 730 1590

3 Mariana Areno RJ 3 730 4 670 1400

4 Naire Marquez SP 5 610 7 555 1165

5 Kemily Sampaio SP 4 670 13 450 1120

Campeonato de Iniciantes Sub 14

1 Ryan Kainalo SP 1 1000 1 1000 2000

2 Yuri Barros PB 2 860 7 555 1415

3 Guilherme Fernandes SP 3 730 4 670 1400

4 Antonio Vitorino SC 7 555 5 610 1165

5 Rayan Fadul BA 4 670 10 488 1158

Neste sábado, após a tradicional cerimônia das bandeiras, seleções de surfe estadual iniciam a disputa da etapa final do CBSurf Júnior Tour em Intermares, Cabedelo, Paraíba, e serão os atletas abaixo de 16 anos que abrem as disputas às 08:00 horas no chamado “Mar  do Macaco”

Serão cinco títulos individuais e o de melhor selecionado da etapa e de 2019 em jogo, para tanto cada estado depende dos pontos máximos de sete surfistas de sua delegação, sendo a mesma completa quando devidamente uniformizada, portando a bandeira do estado e tendo na disputa uma surfista Sub 16, outra Sub 18, mais uma dupla masculina em ambas, além da Sub 14, a de “entrada” do CBSurf Júnior Tour, e na qual, há 12 anos, o atual defensor do título e líder do mundial Gabriel Medina fez sua estreia nacional.

E a previsão oficial é da categoria para surfistas abaixo de 16 anos, no surf chamada de “Mirim”, abrir as disputas com a primeira bateria tendo o catarinense atual campeão CBSurf Sub 14 Heitor Mueller, o potiguar integrante do Instituto Gabriel Medina Fabrício Rocha e o paraibano Kauã Hanson, quarto melhor da Mirim nacional no ano passado. 

Na segunda bateria Santa Catarina já tem outro representante, Arthur Romão, assim como a anfitriã Paraíba conta com João Henrique, a Bahia estreia com Ismael Silveira e Pernambuco com José Cláudio, enquanto no terceiro dos 10 confrontos iniciais a sigla destes quatro estados se repetem respectivamente com Murilo Brandt (SC), João Paulo Costa (PB), Jerônimo Barros (BA), e Júnior Rocha (PE).

Dividindo a ponta com Santa Catarina, São Paulo estreia na quarta bateria com a dupla Higor Sousa e Ryan Kainalo na disputa Sub 16 em que seu conterrâneo e líder Caio Costa só estreia no oitavo de dez confrontos, sendo que no anterior o Paraná vai ao mar com o vice líder Kainan Meira e o Rio Grande do Sul com Lucas Gasperin, que serão assim os dois últimos estados a estrearem, e o Rio Grande do Norte amplia sua participação na quinta bateria com uma dupla precoce: Juergen Marinho e Adalto Sena, ambos Sub 14 e vindos de seu litoral sul enquanto o potiguar melhor ranqueado Kayan Medeiros está na sexta disputa do Cabedelo apresenta CBSurf Júnior Tour do qual ele é o surfista do cartaz.

Yuri Barros reforça Paraíba

A exemplo dos líderes (com 1860 pontos) São Paulo e Santa Catarina, do terceiro Bahia e do quarto Rio Grande do Norte, estados como a Paraíba e o vizinho Pernambuco possuem na Sub 16 representação maior que os máximos dois pontuadores possíveis nela e na Júnior Masculina.

É permitido ter um maior contingente de representantes mas cada estado só pode pontuar com no máximo dois atletas nela e na Sub 18 Masculina, podendo alcançar em ambas 1860 pontos de primeiro e segundo lugar, enquanto nas versões Sub 16 e Sub 18 Feminina apenas uma pontua, assim como na Sub 14, essa na qual o campeão Sub 14 de 2016 Yuri Barros finalmente competirá em um Brasileiro “em casa”, e com a chancela de na abertura do Estadual ter vencido todas as três categorias existentes no Brasileiro em que sua bateria da Mirim é a de número 9 do dia, frente ao igualmente precoce potiguar Felipe Bezerra e ao catarinense Luã Silveira, que também reforçam a busca por seus estados dos pontos máximos com dupla pontuadora Sub 16.

Ryan Kainalo por São Paulo

O campeão 2016 Yuri Barros é o vice-líder na Sub 14 prevista para ser a terceira a estrear e que tem o paulista Ryan Kainalo liderando com máximos 2000 pontos.

 Ryan, único paulista na Iniciante (Sub14), tem seu nome nas três provas masculinas em Cabedelo; na segunda que deve competir, a Júnior Sub 18, largou em terceiro na Bahia e caiu posições com uma eliminação na fase de abertura em Santa Catarina, mas está vivo com sexto lugar na disputa das três vagas que pelo ranking a Confederação Brasileira de Surf garante na Seleção que daqui há um mês representa o Brasil no Mundial Júnior na Califórnia EUA, três vagas que também estão em disputa na Sub 16 masculina e nas versões feminina de ambas, com as paulistas Isabela Saldanha e Sophia Medina sendo na Sub 16 líder e vice, enquanto na Sub 18 são as garotas cariocas Júlia Duarte e Majú Freitas quem ocupam o primeiro e o segundo lugar no ranking antes de Cabedelo, onde Nalanda Carvalho é a paraibana sem pontos da  etapa anterior no Sul mas entre favoritas e querendo superar o vice título da abertura do ano passado, quando a seguir competiu em Maresias, São Sebastião, São Paulo, por vaga no Mundial que de forma consecutiva os Estados Unidos voltam a receber e a Confederação confirma viabilizar despesas mas desde há muito pedindo que fosse agilizado visto pelos atletas com chances de integrar o time Brasil de Surfe Júnior .

CBSurf define seleção Júnior

Paraíba carimba 12° título paulista no CBSurf Júnior em Cabedelo PB

 Confederação Brasileira de Surf  define campeões até 18 anos e seleção no ISA Júnior nos EUA 

São Paulo foi neste domingo a campeã da temporada de seleções de surfe  tendo seu título carimbado pela anfitriã Paraíba na etapa final do CBSurf Júnior Tour em Intermares, Cabedelo, no trecho conhecido como “Mar  do Macaco”.

Foram cinco títulos individuais e o de melhor selecionado da etapa e de 2019 em jogo.

 Para vencer etapa cada um dos 10 estados presentes  dependia dos pontos máximos de até sete competidores, conjunto esse que a Paraíba, foi melhor desde os pontos de Evelyn Oliveira, 12, até a dupla vitória de Yuri Barros na Sub 14 e na Sub 16 (Mirim), resultado de virada que o elevou a terceiro no ranking final e o integrou ao time Brasil no Mundial da Associação Internacional de Surf (ISA) neste outubro na Califórnia EUA.

Medina vence

Quem também vai precocemente ao ISA Mundial é a paulista Sophia Medina, 14, nova campeã brasileira Sub 16, a exemplo do catarinense Heitor Muller,15, na Sub 18 dos garotos.

Sophia chegou na condição de vice líder e soube aproveitar a eliminação precoce da prima Isabela Saldanha, que venceu na abertura e se manteve na ponta sendo vice de Tainá Hinckel em Santa Catarina, ocasião em que Sophia fez interferência na final.

Ryan primeiro

Entre campeões foi o da Sub 14,  Ryan Kainalo, de São Paulo, o primeiro a comemorar título na temporada,  antecipado na última bateria Sub 14 do sábado.

No domingo Kainalo disputou a última das cinco finais do evento na muito acima Sub 18, mas ao repetir o terceiro lugar da abertura na Bahia deixou escapar por pouco a vaga precoce no trio até 18 anos entre 12 nomes  do Brasil no Mundial Júnior em que o catarinense Heitor Mueller competirá como novo campeão brasileiro Sub 18, depois de ter sido o melhor Sub 14 do ano passado.

Na Sub 16 o paulista Caio Costa confirmou o título mesmo não fazendo a final no “Macaco”, em que o paraibano Kauã Hanson liderou mas sofreu virada do conterrâneo Yuri Barros, em uma disputa particular cujos coadjuvantes foram o terceiro e  também paraibano Reginaldo Filho, o “Guinho”, e José Cláudio, pernambucano quarto na sua primeira de duas finais em Cabedelo, sendo que a seguir na Sub 18 vence com virada e bastante comemoração da grande delegação de Pernambuco e dos potiguares que festejaram a classificaçao de Lucas Vicente Silva ao ISA Júnior 2019.

Estreia de campeão

O pernambucano vencedor Sub 18 em Cabedelo José Cláudio já se destacara  também com manobras aéreas e tinha a concorrência na final do surfista que passava os títulos Sub 16 e Sub 18, Mateus Sena, desta vez vice no mesmo Mar do Macaco onde há muitos anos estreou como competidor.

A disputa entre o José Cláudio e Sena,  envolvia disputa por vagas em seleção por outros atletas.

O resultado deles. acabou beneficiando o primeiro líder Lucas Silva, que se manteve terceiro e assegurou a última de 12 vagas da seleção, que no trio Sub 18 terá também o campeão Júnior  2019 Heitor Mueller e o baiano vice Diogo Santos.

O detalhe é que se Yuri não tivesse vencido na Sub 16, seria Mueller quem iria em seu lugar na Sub 16 que os técnicos Balu Schroeder e Gabriel Macedo terão a disposição nos Estados Unidos.

Meninas do Rio

A carioca Júlia Duarte foi a campeã Sub 18 na etapa e temporada que sempre liderou e na qual Claudemir Lima Bibi foi o técnico do Rio de Janeiro, que não contou dessa vez na final com a vice campeã 2019 Majú Freitas, enquanto Pamela Mel foi segunda para ser a terceira melhor do ranking, superando na final a dona dos números do evento Nalanda Carvalho, paraibana que não conseguiu repetir os 17,30 de média e os 9 pontos de melhor nota da fase anterior e foi terceira com Rafaela Teira sendo quarta por São Paulo, na final em a média de ambas foi superada apenas com  a nota 8,5 de Júlia Duarte, que conseguiu aplicar duas manobras fortes em uma onda rápida e bastante cavada, bastante aplaudida.

Medina leva na Paraíba

Na decisão Sub 16 Feminina a primeira vitória de Sophia Medina foi completa pois era o único que lhe garantiria o título inédito e conquistado frente a 

 também paulista Sophia Gonçalves, a potiguar Maria Eduarda Lucena e a Mariana Areno, carioca novamente quarta após se recuperar de contusão e terceira no ranking cuja vice Isabela Saldanha volta aos Estados Unidos para representar o Brasil, assim como também fará sua prima e nova campeã CB Surf Sub 16 Sophia Medina.

Gouveia:  “Parabéns !”

O sucesso do evento pode ser medido pela mensagem do ícone do surfe brasileiro, o  campeão mundial ISA Games 1988 Fábio Gouveia e um dos primeiros moradores de Intermares “Animal, galera quebrou a vala ! Parabéns !”Fábio Martins Gouveia

O Cabedelo apresenta CBSurf Júnior Tour em Intermares, Cabedelo, Paraíba, foi evento realizado pela FPBSurf e Confederação Brasileira de  Surf, com Prefeitura de Cabedelo, Felipe Souto Shaper, Smolder, Silverbay, Valdi Tartaruga, Pousada Golfinho, entre outros.  

Resultado CBSurf Júnior Tour III Etapa e Circuito 2019

Sub 14

1º Yuri Barros PB 12,70

2º Erick Silva PE 12,10

3º  Adalto Sena RN 9,50

4º Pedro Rian CE 8,05

Sub 16 Feminino

1º Sophia Medina SP 12.50

2º Sophia Gonçalves SP 9,30

3º Maria Eduarda Lucena RN 7,15

4º Mariana Areno RJ 4,75

Sub 16

1 º Yuri Barros PB 16,15

2º Kauã Hanson PB 15,75

3º Reginaldo Guinho F º PB  13,85

4 º José Cláudio PE 10,50

Sub 18 Feminino

1º Júlia Duarte RJ 14,60

2º Pamela Mel SC 9,50

3º Nalanda Carvalho PB 7,50

4º Rafaela Teixeira SP 6,35

Sub 18

1º José Cláudio PE 14,00

2º Mateus Sena RN 13,10

3º Ryan Kainalo  SP 10.30

4º Lucas Bezerra CE 7,70

Etapa

1º PB  5120

2º SP 4640

3º RN 4493

4º PE 4388

5º SC 4165

6º BA 3083

7º RJ 2060

8º CE 1340

9º PR 867

10º RS 860

Seleções 2019 Ranking final

Campeão São Paulo    2720

Vice Santa Catarina 2430

3º Paraíba 2165

4º Bahia 2063

5º RG do Norte 1923

6ºRio de Janeiro 1895

 Sub 16

1 Caio Costa SP 2220 Seleção Brasil no ISA Júnior nos EUA

2 Kainan Meira PR 1943 Seleção Brasil no ISA Júnior nos EUA

3 Yuri Barros PB 1910 Seleção Brasil no ISA Júnior nos EUA

4 Heitor Mueller SC 1860

Sub 16 

 1    Sophia Medina    SP 2590 Seleção Brasil no ISA Júnior nos EUA

2    Isabela Saldanha    SP 2470 Seleção Brasil no ISA Júnior nos EUA

3    Mariana Areno    RJ 2070 Seleção Brasil no ISA Júnior nos EUA

4    Sophia Gonçalves    1860

Campeonato Sub 14                                  

1    Ryan Kainalo    SP 2555

2    Yure Barros    PB 2415

3    Samuel Joquinha    RN 1720

4    Antônio Vitorino    SC 7 1615

Sub 18

1    Heitor Mueller    SC 2280 Seleção Brasil no ISA Júnior nos EUA

2    Diogo Santos     BA 1840 Seleção Brasil no ISA Júnior nos EUA

3    Lucas Vicente    RN 1810 Seleção Brasil no ISA Júnior nos EUA

4º   Ryan Kainalo SP 1760

Sub 18 F

1    Júlia Duarte    RJ 2730 Seleção Brasil no ISA Júnior nos EUA

2    Majú Freitas    RJ 2170 Seleção Brasil no ISA Júnior nos EUA

3    Pamela Mel    SC 2080 Seleção Brasil no ISA Júnior nos EUA

4    Rafaela Teixeira  SP 1835

Pontua  Atl. Cat ESTATISTICAS          

 1°9.00    Nalanda Carvalho S_18 domingo     

 2°8.75    Yuri Barros Sub_14_m sábado     

 2° 8.75 Kauã Hanson Sub_16_ m dom     

 4°8.50    Mateus Sena Sub_18_m sábado     

 4° 8.50 Julia Duarte Sub_18_f domingo