CRÉDITO: LIMA JÚNIOR

Deu Pará na categoria masculina do Maresia Apresenta: CBSurf Pro Tour, a 2ª etapa do Circuito Brasileiro de Surf Profissional, encerrada nesta sexta-feira (27), na Praia da Taíba, município de São Gonçalo do Amarante, no Ceará.

Nayson Costa garantiu a vitória inédita em uma virada eletrizante nos instantes finais da bateria virando o resultado sobre Ian Gouveia, que representa SC, que liderou boa parte da disputa. O paulista Wesley Dantas foi o terceiro e o paraibano Samuel Igo o quarto.

A bateria decisiva, com boas ondas e alto nível técnico, teve a participação das quatro regiões costeiras do Brasil – Norte, Sul, Sudeste e Nordeste – representadas, demonstrando a força e abrangência do Campeonato.

No final todos vibraram muito com a vitória do carismático surfista paraense, que conquistou pela primeira vez na história do surfe brasileiro uma vitória no circuito profissional, tanto para o estado do Pará, quanto para a Região Norte. 

No ranking, o paulista Marcos Corrêa, vencedor da etapa inicial, em Ubatuba, manteve a ponta do circuito e o potiguar Israel Júnior assumiu o segundo lugar.

UM DIA PRA FICAR NA HISTÓRIA

O terceiro e último dia do Maresia Apresenta: CBSurf Pro Tour contou com todos os ingredientes necessários para se construir uma grande história. Nesse caso mais especificamente, uma grande vitória.

Nas oitavas de final o surfista paraense precisou mostrar poder de reação para avançar em uma bateria onde o pernambucano Alan Donato abriu com duas notas boas e liderou boa parte do tempo. Com calma e paciência, Nayson soube escolher bem as ondas que surfou para avançar em segundo, com Wesley Dantas vencendo a bateria.

Nas quartas de final o paraense teve de superar o cearense, atual Campeão Brasileiro Profissional, Artur Silva, que vinha embalado pela vitória na fase anterior, para novamente avançar à fase seguinte na segunda colocação, com o paraibano Elivelton Santos vencendo a bateria anotando o maior somatório de toda competição, 17 pontos de vinte possíveis.

Nas semifinais o funil já estava bem estreito e as baterias mais pareciam duas finais. Na primeira o catarinense Ian Gouveia avançou junto com o paulista Wesley Dantas, despachando Elivelton, que mesmo tendo anotado os maiores somatórios em todos os três dias de competição, não se encontrou na bateria e acabou sendo derrotado junto com o potiguar, natural de Baía Formosa, Israel Júnior.

Na segunda semifinal o surfista paraense voltou a mostrar todo o potencial de seu surfe para vencer a bateria contabilizando um dos maiores somatórios do evento, 15 pontos, somando uma nota 8.0 e um 7.0, para garantir uma das duas vagas restantes para a grande final, trazendo consigo o paraibano Samuel Igo, que conseguiu a vaga nos segundos finais da bateria em uma virada incrível, completando assim o “quarteto fantástico” que iria para a mais importante bateria do dia disputar o cobiçado troféu da 2ª Etapa do CBSurf Pro Tour 2020.

Na Final, como era de se esperar, os favoritos ao título, Ian Gouveia-SC e Wesley Dantas-SP, travaram um duelo particular com direito a disputa de prioridade e tudo mais, com Ian liderando praticamente toda bateria.

O paraibano Samuel Igo ainda chegou a ameaçar a liderança do catarinense, enquanto Nayson precisava uma combinação de notas para vencer. Parecia que Nayson havia desistido da disputa e se conformado com o resultado, que já seria o melhor que um paraense já havia conquistado na história do surfe profissional brasileiro.

Foi quando, nos instantes finais da bateria, os deuses do surfe decidiram dar mais uma chance àquele que havia enfrentado enormes dificuldades para chegar até ali, incluindo até mesmo a falta de equipamento (sim, Nayson chegou ao Ceará sem equipamento algum e surfou o evento inteiro com uma prancha emprestada). Era tudo o que ele precisava para mostrar ao país do surfe todo o seu talento e ousadia.

E enquanto Ian e Wesley duelavam pela liderança no canto esquerdo do palanque, Nayson remou sozinho, no mesmo local onde ele pegou as suas melhores ondas durante todo o evento, para mandar um aéreo muito bem executado e cravar a maior nota da bateria, 8.0, escrevendo assim seu nome na história do surfe brasileiro como o primeiro paraense a vencer uma etapa do Circuito Brasileiro de Surfe Profissional!

Depois foi só esperar o toque da buzina para que a torcida enlouquecida iniciasse uma das comemorações mais emocionantes já vistas nos mais de 30 anos de existência do surfe competitivo cearense.

“Essa vitória vai para o Pará, para todos que sempre acreditaram em mim e continuam acreditando. O foco continua o mesmo… Obrigado Noélio Sobrinho e Adalvo Argolo. Se não fosse por vocês eu não estaria aqui. Obrigado meu Deus e a todos que me ajudaram a chegar até aqui. Esse é o dia mais feliz da minha vida!”, declarou o campeão. 

Com o resultado Nayson saltou da 89ª colocação direto para a 5ª posição do ranking, se credenciando como mais um postulante ao título de Campeão Brasileiro de Surfe Profissional 2020 pela Confederação Brasileira de Surfe.

Agora, todos os olhares se voltam para a Bahia, estado que receberá a terceira e última etapa do CBSurf Pro Tour 2020, entre os dias 18 e 20 de dezembro, em Salvador, onde serão definidos os campeões brasileiros profissionais nas categorias masculino e feminino. A competição que vai definir os novos campeões brasileiros promete muita emoção.

RECORDES DO EVENTO

Segundo o Diretor de Prova Marcos Bukão, a etapa cearense do Circuito Brasileiro de Surf Profissional 2020 quebrou todos os recordes antes estabelecidos e a expectativa é que na última etapa, que será realizada na Bahia, esses números aumentem ainda mais.

“No ano de estreia desse circuito, em 2018, tivemos a participação de 141 atletas. Em 2019 esse número subiu para 151. Aqui no Ceará atingimos nada menos que 218 atletas e a expectativa é que na Bahia os atletas locais, que não participaram de nenhuma das duas etapas, aumentem ainda mais esses números, porque devido a boa premiação, R$ 80 mil dividido igualmente entre homens e mulheres, muita gente vai querer disputar uma fatia desse ‘bolo’”, explicou Bukão.

RESPONSABILIDADE AMBIENTAL

Novamente, a etapa do CBSurf Tour foi marcada pela valorização às ações em prol da sustentabilidade e respeito ao meio ambiente, com as camisas de competição – usadas para identificar os atletas no mar – feitas com tecido desenvolvido a partir da reciclagem de garrafas pet, que são reduzidas a fios para a produção do tecido. A iniciativa é da Silverbay, em parceria com a Coltex, com o objetivo de minimizar o impacto ambiental gerado por seus produtos, usando matérias primas mais conscientes para o planeta.

PROTOCOLOS DE SAÚDE, SEGURANÇA E MEDIDAS DE PREVENÇÃO

O Maresia Apresenta: CBSurf Pro Tour 2020 seguiu rigorosamente todos os protocolos preconizados pelas autoridades sanitárias e de saúde. Assim como ocorreu na etapa inicial, em Ubatuba-SP, o evento foi realizado em dias de semana, para evitar aglomerações na praia, devido à pandemia do coronavírus.

Medidas de prevenção foram adotadas, com um protocolo de segurança cumprido por todos os surfistas, técnicos, acompanhantes e membros do staff técnico. Até mesmo as lycras de competição foram sanitizadas a cada bateria, além da exigência do uso de máscaras por todos que estivessem em qualquer uma das partes das estruturas do evento.

RANKING

O ranking atualizado do CBSurf Pro Tour 2020 pode ser conferido no link: https://cbsurf.org.br/ranking-2020-masculino-cbsurf-pro-tour/

O Maresia apresenta CBSurf Pro Tour 2020 contou com o patrocínio do Governo do Estado do Ceará. Apoios: Governo de São Gonçalo do Amarante, Revista Beach Show, Orbe Telecom, Pousada Taíba Inn, Pousada da Taíba e Pousada Arco Mundial. Realização: Federação de Surf do Estado do Ceará, Top 16 Marketing Esportivo e CBSurf.

TEXTO George Noronha

FOTOS Lima Júnior

FOTOS – LIMA JR.

A 3ª e decisiva etapa do CBSurf Pro Tour 2020, que será realizada na Bahia, abre inscrições nesta sexta-feira (27) A competição será realizada na Praia de Ipitanga, em Lauro de Freitas, município da Região Metropolitana de Salvador, nos dias 18 a 20 de dezembro, reunindo as categorias masculina e feminina, com R$ 80 mil de premiação, dividida igualmente entre os gêneros.

A inscrição é feita de forma on-line, pelo novo sistema de gestão desportiva da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), e tem vagas limitadas. A taxa é de R$ 300,00 e o período de inscrições vai até o dia 11 de dezembro, às 18 horas, podendo ser encerrado antes, caso o limite de atletas seja alcançado.

Para quem já participou de, pelo menos, uma das duas etapas e está cadastrado, o processo para garantir participação é o mesmo, acessando o link cbsurf.bigmidia.com. Já os atletas que competirão pela primeira vez, é preciso realizar antes o seu cadastro no cbsurf.bigmidia.com/cadastroExterno/atleta e com seu login definido, efetuar sua inscrição. O passo a passo para se cadastrar é demonstrado no vídeo www.youtube.com/watch?v=ehJ8MRRAoYY.

O pagamento poderá ser feito via boleto bancário – com validade de um dia assim que gerado – ou cartão de crédito à vista (com custos adicionais referentes a taxas financeiras). A inscrição estará confirmada após o atleta receber um e-mail do sistema, sendo que no boleto o prazo é de até dois dias após a efetivação do pagamento e no cartão a confirmação é no mesmo dia.

Caso não receba o e-mail, favor entrar em contato pelo ícone do chat no rodapé direito da página, ou pelo telefone (31) 37892322 ou e-mail suporte@bigmidia.com. Qualquer outra forma de tentativa de inscrição, incluindo os e-mails de organizadores, patrocinadores, Federação local e da própria CBSurf, não será válida. Solicitação por telefone, WhatsApp, Messenger ou qualquer mídia social também não será considerada.

Mais uma vez a CBSurf adotará medidas de prevenção ao contágio por Coronavírus, com um rigoroso protocolo de segurança, que deverá ser cumprido por todos os surfistas, técnicos, acompanhantes e membros do staff técnico. Todo atleta inscrito estará concordando, de maneira irrestrita com todos os pontos exigidos e deve estar ciente que o não cumprimento, ou recusa em cumprir os itens descritos, assim como eventuais exigências adicionais feitas por autoridades sanitárias locais, implicará em desclassificação imediata, sem direito a ressarcimento de inscrição.

O segundo dia do Maresia apresenta CBSurf Pro Tour, a 2ª Etapa do Circuito Brasileiro de Surf Profissional, começou eletrizante com a categoria feminina definindo os nomes das finalistas na Praia da Taíba, em São Gonçalo do Amarante, no Ceará.

A cearense Ariane Gomes abriu os trabalhos do dia com uma onda 6.50, seguida por um 5.0 para vencer a primeira semifinal, mais uma vez com as notas das suas duas primeiras ondas surfadas na bateria, a exemplo do que ela fez no primeiro dia da competição, garantindo uma das vagas na Final.

Yanca Costa, cearense radicada no Rio de Janeiro, mostrou que está com o surfe afiado e também garantiu vaga na grande Final, confirmando o favoritismo e a ponta do campeonato ao avançar junto com a conterrânea.

As cariocas Taís Almeida e Karol Ribeiro acabaram não se encontrando na bateria e com scores muito baixos, acabaram se despedindo da competição na 5ª e 7ª colocações, respectivamente.

Na segunda bateria das semifinais Feminino a catarinense Tainá Hinckel e a carioca Júlia Duarte garantiram as vagas restantes para a grande final. Juliana dos Santos (CE) e a paulista Isabela Saldanha acabaram eliminadas e deram adeus à competição na 5ª e 7ª colocações, respectivamente.

Na sequência os homens entraram na água para finalizar o Round 1 do evento, que teve início no dia anterior. Nessa etapa um dos grandes destaques foi o cearense de apenas 15 anos, Ytalo Oliveira, que surfou muito bem e conseguiu avançar de fase junto com seu grande ídolo, o também cearense Heitor Alves, que venceu a bateria.

FINAL FEMININO

A bateria mais importante para a Categoria Feminino, a grande Final, iniciou de maneira eletrizante logo após a conclusão do Round 1 do Masculino, com Yanca e Tainá revezando a liderança.

Ariane optou por se distanciar das demais competidoras e esperar uma boa onda para abrir a bateria. E assim que a onda veio ela mostrou porque é considerada um dos maiores talentos do surfe feminino surgido no Ceará nos últimos anos. Com um estilo polido, finalizações seguras e muita radicalidade, Ariane tomou de assalto a liderança, que naquele momento estava nas mãos da catarinense, para manter-se em primeiro até o término da bateria, levando a torcida local à loucura nas areias da Praia da Taibinha.

Tainá até tentou reagir, mas não conseguiu superar as melhores notas da cearense que compete pela primeira vez no Circuito Brasileiro de Surfe Profissional. Com o resultado Ariane assumiu a vice-liderança do CBSurf Pro Tour 2020.

Yanca, apesar de não ter vencido, também comemorou muito o resultado, pois, confirmou a liderança do circuito totalizando 1.590 pontos nas duas etapas, enquanto Ariane somou 1.380 pontos.

DCIM\100GOPRO\GOPR0859.JPG

 “Estou muito emocionada. Há duas semanas eu completei 19 anos e sentia que Deus de alguma forma iria me presentear. No Cearense eu fiquei em vice, mas aqui eu estava determinada a vencer. Estou tão feliz que não sei nem o que falar além de muito obrigado, meu Deus!”, declarou a campeã.

De fato, Ariane construiu a vitória sobre uma estratégia bem definida. Ela se manteve ativa a bateria inteira, procurando as melhores ondas e se desvencilhando de qualquer possibilidade de marcação para poder apresentar o seu melhor surfe. Remou em toda área de competição, hora à esquerda, hora à direita do palanque. Deu certo e a estreante que ficou conhecida como a “Matadora de Gigantes” presenteou a todos que testemunharam sua vitória com a rara oportunidade de assistir ao nascimento de uma estrela do esporte.

Agora, as meninas voltam a se encontrar na 3a Etapa do CBSurf Tour, que rola em Salvador, na Bahia, entre os dias 18 e 20 de dezembro, onde teremos a definição dos campeões nacionais de Surf Profissional.

RESULTADOS FEMININO PRO

1 – Ariane Gomes – R$ 12.000

2 – Tainá Hinckel – R$ 6.000

3 – Yanca Costa – R$ 4.000

4 – Júlia Duarte – R$ 3.000

MASCULINO

Enquanto a categoria Feminino definia suas campeãs, os homens tratavam de se concentrar para dar início às disputas do Round 2 da competição, que foram repletas de grandes emoções e performances arrasadoras!

Destaque para Artur Silva-CE, que avançou sua bateria na primeira colocação. Artur precisa de um bom resultado se quiser manter as chances de defesa do Título Brasileiro de Surfe Profissional, que atualmente é seu, já que na etapa de abertura ele terminou na 17ª colocação.

Destaque também para Wesley Dantas, que venceu a bateria de número quatro desse round e garantiu a presença da família Dantas no Round 3.

Contudo, quem mais aproveitou o conhecimento das ondas no segundo dia do CBSurf Pro Tour foram os nordestinos, que contabilizaram os maiores scores do dia, como Alan Jhones-RN, que somou 14.25 e Elivelton Santos-PB, que pelo segundo dia consecutivo atingiu o somatório mais alto dentre os homens, 14.65. Ambos avançaram para a fase seguinte vencendo suas baterias.

E ainda teve high score no “apagar das luzes”, com o cearense Edvan Silva cravando a maior nota do dia e do campeonato na última bateria. Ele já havia tirado um 9.25 em sua primeira nota no Round 1 e repetiu a façanha, desta vez anotando um 9.50 na primeira onda surfada no Round 2 para liderar a bateria de ponta a ponta. Edvan, que venceu uma etapa do Cearense Pro na Taíba no ano passado, coleciona vários títulos, dentre eles o de Tetracampeão Cearense, Bicampeão Nordestino e um de Campeão Potiguar, todos na categoria Profissional. Com isso o local da Praia da Leste-Oeste se credencia como um dos favoritos à conquista do título da etapa cearense do CBSurf Pro Tour 2020.

BAIXAS

As principais baixas ficaram por conta das eliminações dos três primeiros colocados no Ranking: os paulistas Marcos Corrêa, que chegou na Taíba líder do circuito, Edgard Groggia, que até ontem era o segundo e Wiggolly Dantas, que estava na terceira colocação. Dessa forma o certame nacional se abre para vários atletas que não se deram tão bem na primeira etapa do circuito, o que, por si só, já garante uma dose a mais de adrenalina e emoção para o terceiro e último dia do Maresia Apresenta: CBSurf Pro Tour, programado para encerrar nesta sexta-feira (27). Façam suas apostas!    

RESPONSABILIDADE AMBIENTAL

Novamente, a etapa do CBSurf Tour é marcada pela valorização às ações em prol da sustentabilidade e respeito ao meio ambiente, com as camisas de competição – usadas para identificar os atletas no mar – feitas com tecido desenvolvido a partir da reciclagem de garrafas pet, que são reduzidas a fios para a produção do tecido. A iniciativa é da Silverbay, em parceria com a Coltex, com o objetivo de minimizar o impacto ambiental gerado por seus produtos, usando matérias primas mais conscientes para o planeta.

PROTOCOLOS DE SAÚDE, SEGURANÇA E MEDIDAS DE PREVENÇÃO

O Maresia apresenta CBSurf Pro Tour 2020 está seguindo rigorosamente todos os protocolos preconizados pelas autoridades sanitárias e de saúde. Assim como ocorreu na etapa inicial, em Ubatuba-SP, o evento está sendo realizado em dias de semana, para evitar aglomerações na praia, devido à pandemia do coronavírus. Medidas de prevenção estão sendo adotadas, com um protocolo de segurança, que deverá ser cumprido por todos os surfistas, técnicos, acompanhantes e membros do staff técnico. Até mesmo as lycras de competição estão sendo sanitizadas a cada bateria, além da exigência do uso de máscaras por todos que estejam em qualquer uma das partes das estruturas do evento.

TRANSMISSÃO AO VIVO

Todas as baterias, bem como o cronograma (sujeito a alterações, de acordo com as condições do mar) estão disponíveis no link cbsurf.org.br/baterias-do-cbsurf-pro-tour. Você também pode acompanhar a Transmissão Ao Vivo através do Canal da CBSurf no You Tube e também no link:  http://www.wavedatasystems.com/live/?2020f5c423f5104e80e32cd59a5f3d0401cb .

O Maresia Apresenta: CBSurf Pro Tour 2020 conta com o Patrocínio do Governo do Estado do Ceará. Apoio: Governo de São Gonçalo do Amarante, Revista Beach Show, Orbe Telecom, Pousada Taíba Inn, Pousada da Taíba e Pousada Arco Mundial. Realização: Federação de Surf do Estado do Ceará, Top 16 Marketing Esportivo e CBSurf.

Texto: George Noronha

Fotos: Lima Jr.

Maresia apresenta CBSurf Pro Tour – 25 de novembro de 2020 – Praia da Taíba, em São Gonçalo do Amarante, Ceará

CRÉDITO DAS FOTOS – LIMA JR.

Teve início nesta quarta-feira (25) o Maresia apresenta CBSurf Pro Tour, a 2ª etapa do Circuito Brasileiro de Surf Profissional 2020, que segue até sexta-feira (27) nas ondas da Praia da Taíba, em São Gonçalo do Amarante, no Ceará. Abrindo os trabalhos, o Round 1 da categoria feminina, com destaque para a atuação da cearense Ariane Gomes, que entrou na segunda bateria para computar a maior nota e somatório do dia entre homens e mulheres, 8.25 e 8.0, estreando na competição com o pé direito. Ariane coroou o dia o dia conquistando uma das vagas para as semifinais.

“Graças a Deus deu tudo certo. Consegui pegar duas ondas boas logo no começo da bateria. Meu objetivo é chegar na final e representar bem meu Ceará, com foco, força e fé! Vamos em frente com humildade, respeitando todas, mas acreditando que com o apoio da nossa torcida conseguiremos conquistar nossos objetivos”, declarou Ariane.

Mas, ela não foi o único destaque entre as mulheres. Juliana Santos-CE, Tainá Hinckel-SC, Isabela Saldanha-SP e Karol Ribeiro-RJ tiveram de surfar muito e avançar 3 rounds para garantir vaga nas semifinais. E por falar em Karol, a representante feminina do surfe brasileiro nos Jogos Pan-Americanos de Lima foi a única competidora do dia que venceu todas as três baterias que competiu, mostrando que está em grande forma.

Dentre as pré-classificadas que entraram na competição nas quartas-de-final, Yanca Costa venceu sua bateria de estreia, trazendo consigo a carioca, Taís Almeida e de quebra, assumindo a liderança do circuito. Yanca dominou a bateria do início ao fim e mostrou muita determinação para manter a ponta do circuito, conquistada com o vice-campeonato na 1ª Etapa, combinado à ausência de Bianca Macedo, que, até ontem, era a líder do Ranking CBSurf Tour 2020 por ter vencido a etapa de abertura.

Completando as vagas nas semifinais da Feminino Profissional tivemos a carioca Júlia Duarte. Taís Almeida-RJ e Júlia Duarte, respectivamente, 5ª e 7ª colocadas na primeira etapa do CBSurf Tour, seguem na disputa direta com Yanca pela liderança do ranking.

A grande baixa do dia entre as mulheres foi a eliminação precoce da atleta olímpica, Silvana Lima. A cearense iniciou bem a bateria, mas não conseguiu encaixar as manobras e acabou dando adeus prematuramente à competição. Outra baixa foi a da também cearense Larissa dos Santos, que estava na quinta colocação do ranking e também foi eliminada na mesma bateria de Silvana Lima. Com isso as quartas-de-final feminino ficaram assim:

1ª Bateria – Yanca Costa-CE; Ariane Gomes-CE; Karol Ribeiro-RJ e Taís Almeida.

2ª Bateria – Julia Duarte-RJ; Isabela Saldanha-SP; Juliana dos Santos-CE e Taina Hinckel-SC.

MASCULINO

Na sequência foi a vez dos competidores da categoria masculina do CBSurf Pro Tour darem seu show. Destaque para as atuações dos surfistas da casa Fábio Silva e Isaías Silva, do paraense Nayson Costa, do paulista Wesley Dantas, do potiguar Alan Jhones e do paraibano Elivelton Santos, este último mais conhecido como Índio Voador. Elivelton fez valer seu codinome mandando vários aéreos na última bateria do dia para igualar o maior score atingido hoje, conquistado pela cearense Ariane Gomes, 8.25, arrancado nos últimos minutos da bateria.  

CRONOGRAMA DO SEGUNDO DIA (26 /11)

O segundo dia de competição está programado para iniciar as 8h da manhã com as duas baterias das semifinais da Categoria Feminino Profissional. A liderança do circuito já estará sendo disputada nessas duas baterias o que já garantirá uma dose a mais de emoção para as duas baterias iniciais do segundo dia de competição.

 Na sequência rolam as baterias do Masculino Profissional, da 13ª à 24ª bateria. E às 12h40 teremos a grande final da Categoria Feminino. Concluindo os trabalhos do segundo dia teremos as 12 baterias do 2º Round do Masculino.

O líder do Circuito, o paulista Marcos Corrêa, compete na nona bateria do Round 2. Também estão confirmados no segundo dia de competição nomes de peso como Wiggolly Dantas (terceiro colocado na etapa inicial), Alejo Muniz, Ian Gouveia e Heitor Alves, todos ex-CT, Samuel Pupo, o atual Campeão Brasileiro, Artur Silva, que compete em casa e naturalmente, com o grande apoio da torcida e o alagoano Amando Tenório, que chega embalado pela conquista do Circuito Cearense de Surfe Profissional vencido por ele no último dia 23 nessas mesmas ondas da Praia da Taibinha.

RESPONSABILIDADE AMBIENTAL

Novamente, a etapa do CBSurf Tour é marcada pela valorização às ações em prol da sustentabilidade e respeito ao meio ambiente, com as camisas de competição – usadas para identificar os atletas no mar – feitas com tecido desenvolvido a partir da reciclagem de garrafas pet, que são reduzidas a fios para a produção do tecido. A iniciativa é da Silverbay, em parceria com a Coltex, com o objetivo de minimizar o impacto ambiental gerado por seus produtos, usando matérias primas mais conscientes para o planeta.

PROTOCOLOS DE SAÚDE, SEGURANÇA E MEDIDAS DE PREVENÇÃO

O Maresia apresenta CBSurf Pro Tour 2020 está seguindo rigorosamente todos os protocolos preconizados pelas autoridades sanitárias e de saúde. Assim como ocorreu na etapa inicial, em Ubatuba-SP, o evento está sendo realizado em dias de semana, para evitar aglomerações na praia, devido à pandemia do coronavírus. Medidas de prevenção estão sendo adotadas, com um protocolo de segurança, que deverá ser cumprido por todos os surfistas, técnicos, acompanhantes e membros do staff técnico. Até mesmo as lycras de competição estão sendo sanitizadas a cada bateria, além da exigência do uso de máscaras por todos que estejam em qualquer uma das partes das estruturas do evento.

TRANSMISSÃO AO VIVO

Todas as baterias, bem como o cronograma (sujeito a alterações, de acordo com as condições do mar) estão disponíveis no link cbsurf.org.br/baterias-do-cbsurf-pro-tour. Você também pode acompanhar a Transmissão Ao Vivo através do Canal da CBSurf no YouTube e também no link:  http://www.wavedatasystems.com/live/?2020f5c423f5104e80e32cd59a5f3d0401cb .

O Maresia apresenta CBSurf Pro Tour 2020 conta com o patrocínio do Governo do Estado do Ceará. Apoio: Governo de São Gonçalo do Amarante, Revista Beach Show, Orbe Telecom, Pousada Taíba Inn, Pousada da Taíba e Pousada Arco Mundial. Realização: Federação de Surf do Estado do Ceará, Top 16 Marketing Esportivo e CBSurf.

Por George Noronha

Fotos Lima Jr.

MULHERES SÃO AS PRIMEIRAS NO MAR PRIMEIRO NO EVENTO NA PRAIA DA TAÍBA

A categoria feminina abre o Maresia apresenta CBSurf Pro Tour, a 2ª etapa do Circuito Brasileiro de Surf Profissional, nesta quarta-feira (25), na Praia da Taíba, em São Gonçalo do Amarante, no Ceará. A competição terá três dias de disputas, com 121 atletas de 12 estados, distribuindo R$ 80 mil de premiação, dividida igualmente entre os gêneros, sendo R$ 12 mil a cada vencedor.

Serão três fases seguidas, com as tops do ranking se apresentando nas quartas-de-final. As baterias entram no mar a partir das 8 horas, com transmissão ao vivo pelo www.fpsurf.com.br/CBSurfProTour. Destaque para a atleta olímpica Silvana Lima, que compete em seu estado de origem. Larissa dos Santos, a primeira campeã do CBSurf Pro Tour em 2018 é outra representante cearense que estreia no round 3.

Também do Ceará, mas morando no Rio de Janeiro, aparece Yanca Costa, terceira na etapa inicial e a favorita a assumir a ponta do ranking, uma vez que as outras três finalistas não participarão. Quem também está nessa fase das tops é a paulista Júlia Santos, atual campeã brasileira.

Já na parte da tarde será a vez da categoria masculina. O segundo dia recomeça com as mulheres e a final da categoria está agendada para 12h40. Na sexta-feira, a bateria decisiva entre homens está planejada para 14 horas. Os primeiros do ranking estão garantidos na etapa cearense.

O líder do Circuito, o paulista Marcos Corrêa, compete na nona bateria do round 2. Também estão confirmados nomes de peso como Wiggolly Dantas (terceiro na etapa inicial), Alejo Muniz e Ian Gouveia, todos ex-CT, Samuel Pupo e o atual campeão brasileiro, Artur Silva, que compete em seu estado. Todas as baterias, bem como o cronograma (sujeito a alterações, de acordo com as condições do mar) estão disponíveis no link cbsurf.org.br/baterias-do-cbsurf-pro-tour.

Assim como na etapa inicial, em Ubatuba, o evento está sendo realizado em dias de semana, para evitar aglomerações na praia, devido à pandemia do coronavírus. Medidas de prevenção serão adotadas, com um protocolo de segurança, que deverá ser cumprido por todos os surfistas, técnicos, acompanhantes e membros do staff técnico.

O Maresia apresenta CBSurf Pro Tour 2020 tem o patrocínio do Governo do Estado do Ceará, com apoios da Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, Revista Beach Show, Orbetelecom, Pousada Arco Mundial e Pousada da Taíba. Realização: Federação de Surf do Estado do Ceará, Top 16 Marketing Esportivo e CBSurf.

FOTOS: DANIEL SMORIGO

Eder Luciano, tricampeão mundial do ISA Bodyboarding Games, será o representante do bodyboarding na entidade

 O Bodyboarding terá um representante na CBSurf a partir deste mês. O tricampeão mundial do ISA Games, Eder Luciano, de Itapema (SC), foi nomeado para fazer parte da Comissão de Atletas da CBSurf. Responsável pela reestruturação da modalidade no ano de 2017 e fundador do Conselho de Atletas da Confederação Brasileira de Bodyboarding, Eder será a voz do esporte na Confederação Brasileira de Surf.

“Dizem que toda ação tem uma reação. Após ajudar na restruturação do bodyboarding, será uma honra pode representar a nossa modalidade dentro da CBSurf e ser o porta-voz das nossas demandas.” declarou Eder Luciano. O Bodyboarding é representado internacionalmente pela ISA – International Surfing Association, que reconhece no Brasil a CBSurf como entidade oficial por todas as modalidades pertencentes à ISA.
 
Desta forma, a aproximação da CBRASB com a CBSurf é um passo importante para o desenvolvimento da modalidade. Depois da ISA e CBSurf passarem a pertencer ao movimento olímpico, ficou mais claro que as entidades precisam se aproximar da “entidade-mãe” e essa aproximação se tornou realidade através da Diretoria Administrativa e Financeira da CBRASB que promete muito mais novidade em breve.
 
“Nosso pleito foi apresentado em julho para o Presidente da CBSurf e saímos com a promessa de que o tema seria levado ao jurídico e aos atuais membros da Comissão de Atletas para verificarem a viabilidade” comenta Gustavo Morais, Diretor Administrativo e Financeiro da CBRASB. O modelo proposto para a CBSurf é que o representante do Bodyboarding seja o Presidente do Conselho de Atletas da CBRASB formado por 3 homens (Eder Luciano- SC, Uri Valadão – BA, Roberto Bruno – CE) e 3 mulheres (Neymara Carvalho – ES, Isabela Sousa – CE, Nicolle Calheiros – RJ).

Importante salientar que o representante do Bodyboarding também terá direito a voto nas Assembleias da CBsurf e isso faz com que esse momento seja inédito. “Agradecemos ao senhor Adalvo Argolo (Presidente da CBSurf) e aos membros da Comissão de Atletas por atender nosso pedido e dizer que a comunidade do Bodyboarding se sente prestigiada em estar representada na CBSurf.” finaliza Jarbas Soares, Presidente da CBRASB.
 
Fazem parte da Comissão de Atletas: Bruno Galini (Surf), Carlos José Oliveira de Jesus (Longboard), Luiz Phelipe Nobre (Para Surfing), Ivan Tadeu dos Santos (Stand Up Paddle), Nathalie Martins (Surf), Wiggolly Dantas (Surf), Suelen Naraísa (Surf) e Eder Luciano (Bodyboarding).

Texto: Danilo Cabloco, assessoria da CBRASB

Fotos: Pablo Jimenez/ISA