Domingo na Capital Brasileira do Surfe também definiu representantes para o ISA World SUP and Paddleboard Championship 2022

Aline Adisaka | CBSurf Aloha Spirit Saquarema | Foto: Fabio Mota

Da praia à lagoa, o domingo de Aloha Spirit em Saquarema foi um dia para coroar campeões e definir representantes brasileiros para o ISA World SUP and Paddleboard Championship 2022.


Começando pelas ondas da Praia de Itaúna, vitórias na terceira etapa do Circuito Brasileiro de Longboard para Carlos Bahia e Chloé Calmon, que foram literalmente jogados ao ar pelos torcedores durante a comemoração. Nas finais, Carlos Bahia fez 13.43 pontos e terminou à frente de Jeferson Silva (12.67), Anderson Silva (9.50) e Jefson Silva (7.47), enquanto Chloé Calmon deu um verdadeiro show e conseguiu a melhor pontuação do dia entre as mulheres com 13.16, superando Atalanta Batista (9.90), Kaylane Souza (5.36) e Ayllar Cinti (4.23).

Instantes após sair da água e visivelmente empolgada, Chloé destacou a estreia do Longboard no Aloha Spirit: “Acho incrível toda e qualquer celebração de estar no mar, em contato com a natureza. O Aloha Spirit é um festival gigante e eu fico muito feliz de terem incluído a gente do Longboard neste ano. Tenho vários amigos que participam do Aloha no SUP Race, e foi bem legal estar no mesmo evento que eles. No sábado mesmo eu fui lá na Arena Lagoa ver um pouco da ação”.

Hora de falar sobre as seletivas para o ISA World SUP and Paddleboard Championship 2022. No SUP Wave, Gabriela Sztamfater e Luiz Diniz vão ao Mundial com o 2º lugar que alcançaram em Saquarema devido à pontuação do ranking nacional da CBSurf. Os campeões do domingo foram Aline Adisaka (15.66) e Wellington Reis (14.60), que era só elogios à estrutura do Aloha Spirit após seu triunfo: “Em termos de organização o evento foi animal! Um evento que a gente nunca teve igual no Brasil”. 

Da praia para a lagoa, o ambiente não se mostrou diferente, muito pelo contrário. Na Arena Lagoa, o público experimentou uma mistura de curiosidade e fascínio com os competidores da Apneia Estática (principalmente com o grande vencedor, Ricardo Bahia, com o tempo de 6 minutos e 27 segundos), incentivou as canoas polinésias quando estas passavam por perto, e aplaudiu o esforço dos triatletas do Waterman. Porém, o que levou o público da Lagoa ao delírio foram as provas técnicas de SUP e Paddleboard (5Km) seletivas para o Campeonato Mundial da ISA, como destacou Lena Guimarães, vitoriosa no SUP com o tempo de 35:02: “O Aloha Spirit é sempre um evento muito especial e aqui, em Saquarema, mais ainda. Dizem que a praia em Saquarema é o Maracanã do Surfe, e hoje a lagoa virou o Maracanã do Remo. A galera bem perto, vibrando, e isso é muito especial para o atleta”. 

Na prova técnica do Mundial da ISA, Lena Guimarães terá a companhia de Jessika Matos, 2ª colocada na seletiva (35:04). No masculino, vitória e vaga para David Leão (32:09): “É sempre bom competir em eventos que têm o Espírito Aloha, com várias modalidades e que reúne todas as tribos. Mas quando envolve a disputa de uma vaga para um Campeonato Mundial, para representar a bandeira do Brasil, a energia fica diferente”, contou o sorridente baiano de Itacaré, que se junta a Luiz Carlos Guida para representar a seleção brasileira no SUP Técnico no Mundial da ISA. Já no Paddleboard técnico, Catarina Winkler (39:24) e Jader Andrade (37:25) confirmaram as vagas, assim como haviam feito no sábado, nas provas de longa distância.

Outros atletas também tiveram muito a festejar no último dia do Aloha Spirit de Saquarema, como os campeões Daniel Silva (Longboard Sub-18), Pedro Veiga (SUP Wave Sub-18), Robson Fraga (35+), Jonas Lima (SUP Wave 35+) e Marcio Costa (Longboard 50+). E, por fim, como se tudo que ocorreu no SUP Wave e no Longboard já não tivesse sido o bastante, a Praia de Itaúna ainda recebeu a alegria contagiante das canoas do OC4 Surf.

A edição de Saquarema do Aloha Spirit é uma produção da Ecooutdoor Sports Business e tem o patrocínio da Prefeitura Municipal de Saquarema.

Créditos: Fábio Mota

=====================

Assessoria de Imprensa do Aloha Spirit
Camila Coimbra – [email protected] 
Diano Massarani – [email protected]

=====================

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial
Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

Sábado definiu os representantes brasileiros para o Mundial da ISA nas provas de Longa Distância de SUP e Paddleboard, além de promover competições de Natação e Canoa Polinésia

SUP Race Pro | CBSurf Aloha Spirit Saquarema | Foto: Fabio Mota

Reconhecida por ser a Capital Brasileira do Surfe, Saquarema adquiriu um novo status neste sábado, 20 de agosto: tornou-se a Capital dos Esportes Aquáticos. O motivo? A realização do Aloha Spirit Festival, que ao longo do dia recebeu centenas de participantes na Arena Lagoa para provas (nas classes Amador, Pró, Kid’s, Masters e PCD) de Canoa Polinésia, Surfski, Maratona Aquática, SUP e Paddleboard.

São inúmeros os destaques esportivos que o sábado de Aloha Spirit em Saquarema tem para celebrar, e entre os mais especiais estão as provas de Longa Distância (12Km) que definiram os representantes brasileiros para o ISA World SUP and Paddleboard Championship 2022. No SUP, se classificaram Luiz Carlos Guida (com o tempo de 1:19:24), David Leão (1:19:25), Lena Guimarães (1:25:17) e Roseli Novloski (1:25:44).

Conhecido por todos como “Animal”, Luiz Carlos Guida comentou sobre o sabor diferente de alcançar uma conquista tão relevante dentro de um ambiente que lhe é tão familiar: “Eu participo do Aloha Spirit desde que o festival surgiu, e até hoje só deixei de ir a apenas uma etapa. Por isso, é muito legal poder disputar uma seletiva para o Mundial dentro do Aloha Spirit, que sempre me acolheu muito bem e onde tenho tantos amigos”.

Por sua vez, Jader Andrade, vencedor no Paddleboard com 1:30:05, está começando não só sua trajetória internacional como sua história no Aloha Spirit, tendo participado do evento pela terceira vez: “Conquistar essa vaga é inexplicável. Estou não só alegre como emocionado. Acho que fiz por merecer. Segui com muita disciplina os treinos e a alimentação”, contou sorridente, após se garantir no Mundial da ISA junto com Catarina Winkler, que venceu a prova feminina com 1:37:49.

Das pranchas para as embarcações, a Arena Lagoa também coroou campeões no Surfski e em diversas provas de Canoa Polinésia, como Carla Ferreira dos Santos, que foi a primeira a terminar os 10 Km no OC1 feminino, com 1:02:59. E, sem exagerar, pode-se dizer que o Aloha Spirit mudou os rumos das remadas de Carla: “Eu só remava de OC6 e comecei a remar de canoa pequena no Aloha Spirit de Cabo Frio, em 2019. Fiz um resultado bom, comecei a me dedicar mais e hoje estou vencendo pela primeira vez uma prova de OC1 do Aloha. É um sentimento muito legal, pois relembro de toda trajetória e esforço até chegar aqui”.

Os resultados completos das provas de SUP, Paddleboard, Canoa Polinésia, Surfski e Natação, em todas as categorias, estarão disponíveis em www.alohaspirit.com.br. O evento chega ao fim neste domingo, 21, prometendo ainda mais emoção, com as definições dos representantes no Mundial da ISA no SUP Wave e nas provas técnicas de SUP e Paddleboard, além das finais do Longboard e de competições de Canoa Polinésia, Apneia e Triathlon Waterman.

A edição de Saquarema do Aloha Spirit é uma produção da Ecooutdoor Sports Business e tem o patrocínio da Prefeitura Municipal de Saquarema. A programação completa do evento pode ser acessada em www.alohaspirit.com.br.

Créditos Fotos: Fábio Mota

=====================

Assessoria de Imprensa do Aloha Spirit
Camila Coimbra – [email protected] 
Diano Massarani – [email protected]

=====================

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial
Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

Ao longo da quinta-feira, 18 de agosto, mais de 20 baterias foram realizadas na Arena Praia, em Itaúna. Neste sábado, 20, começam as atividades na Arena Lagoa

CBSurf Aloha Spirit Saquarema | Foto: Fabio Mota

A 3ª etapa de 2022 do maior evento de esportes aquáticos do mundo começou sobre as ondas da Capital Brasileira do Surfe. Durante esta quinta-feira, 18 de agosto, a Arena Praia do Aloha Spirit, em Saquarema, recebeu 23 baterias pelas fases iniciais das competições de Longboard e SUP Wave válidas pelo Circuito Brasileiro da CBSurf. As provas de SUP Wave na Praia de Itaúna também são seletivas para o ISA World SUP and Paddleboard Championship 2022.

No Longboard masculino Pro, um dos grandes nomes foi Jeferson Silva (RJ), que chegou com tudo após ganhar a medalha pan-americana de ouro nos Jogos da PASA e alcançou a melhor pontuação da quinta-feira, com 15.16. Théo Cabeleira (SP), com 13.86, e Anderson Silva (RJ), com 11.57, também se destacaram. Além deles, avançaram para a 3ª fase Darlan Almeida (BA), Jonas Lima (SP), Pedro França (BA), Miguel Carbonell (RN) e Romoaldo Nascimento (PE).

Já na categoria Sub-18, Antonio Robles (RN) alcançou a maior pontuação, com 11.50, e se classificou para a fase semifinal junto com Ravike Silva (CE), Pedro Bento (RJ), Miguel Carbonell (RN), Daniel Silva (PE) e Miguel Ferro (RN). Por fim, entre as mulheres, na categoria Pro, passaram para a 2ª fase Evelin Neves (RJ), Katellyn Oliveira (SP), Monique Pontes (SP) e Kaylane Souza (SP), esta última com a melhor pontuação, de 6.90.

Do Longboard para o SUP Wave, ninguém brilhou mais na categoria masculina Pro do que Caio Vaz (RJ), com a pontuação de 16.50 na 1ª fase. Deve-se ressaltar ainda a apresentação de Ian Vaz (RJ), que fez 16.43 pontos na 4ª bateria da 2ª fase e terminou à frente do Bicampeão Mundial da ISA e medalhista de ouro nos Jogos da PASA, Luiz Diniz (SP), com 12.67. Também avançaram para a 3ª fase os seguintes atletas: Marcio Grillo (SP), Carlos Chalaça (PE), Bruno Medeiros (PE), Leco Salazar (SP) e Wellington Reis (SP).

As competições de Longaboard e SUP Wave pela categoria Pro do Aloha Spirit de Saquarema seguem neste sábado, 20, na Arena Praia. O fim de semana também será repleto de atividades na Arena na Lagoa, com disputas de Canoa Polinésia, Surfski, Apneia, Maratona Aquática, Waterman, SUP e Paddleboard, divididas nas classes Amador, Pró, Kid’s, Masters e PCD.

A edição de Saquarema do Aloha Spirit é uma produção da Ecooutdoor Sports Business e tem o patrocínio da Prefeitura Municipal de Saquarema. A programação completa do evento pode ser acessada em www.alohaspirit.com.br.

Créditos das imagens: Fábio Mota

=====================

Assessoria de Imprensa do Aloha Spirit
Camila Coimbra – [email protected] 
Diano Massarani – [email protected]

=====================

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial
Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

Campeões Longboard & SUP Wave | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar | Artes: Rodrigo Bareja

A primeira etapa do Circuito Brasileiro de Longboard e SUP Wave da CBSurf terminou com muita chuva e emoção. A primeira final do dia foi a da categoria longboard sub 18 onde Daniel Batista reinou absoluto sobre adversários que surfaram muito bem.  Miguel, Antônio Robles e Pedro Bento deram tudo de si para vencer o mar e Daniel que parecia compartilhar da mesma força.  Fluido e agressivo, Daniel venceu se tornando a personificação do estado do mar naquela hora.

Pódio Longboard Sub 18 | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar

Na Longboard 35+, Roseildo venceu sua bateria com folga e estilo. Em sua última onda na bateria, carimbou seu passaporte para o pódio mandando um hang five por um belo percurso com os braços para trás. A praia foi ao delírio. Nascimento Júnior ainda tentou uma reação nos 5 minutos finais mas foi detido pela espuma da praia de Cinelândia.

Gabriel Aguirre e Matheus Ferrari ficaram em terceiro e quarto lugar.

Na Sup 35+, Jonas Lima não deixou pra ninguém. Ele que vinha vencendo baterias nas duas modalidades (Longboard e Sup) terminou o evento como campeão isolado da Sup 35+. Michael Jonas, Luciano Esteves e João Coutinho disputaram entre si o que parecia uma bateria a parte enquanto Jonas Lima surfava sozinho para a vitória.

Na Long 50+, Marcelo Bibita foi outro que dominou o mar arrisco de Aracaju.  Mesmo debaixo de chuva, essa especialista na Pororoca demonstrou estar muito à vontade com a condição storm do pico de Cinelândia, deixando Marcio Costa na segunda colocação, Ewandro Balalai amarradão na terceira posição (Nunca vi um terceiro colocado tão feliz) e Fabiano Malavasi em quarto.

Pódio SUP Wave Pro | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar

Gabriela Sztamfater lançou mão do seu espetacular preparo físico para vencer na Sup Pro Feminino.  A jovem Luana Cruz ainda não tem braço suficiente para remar naquela situação de mar e teve se assistir sua grande amiga vencer mais uma vez.

Briga mesmo foi na categoria Sup Pro Masculino porque Luiz Dinis estava decidido a não deixar o atual Campeão Brasileiro, Léo Gimenes, vencer mais uma vez.  Léo vinha forte para vencer nas duas modalidades do circuito, mas acabou levando a melhor mesmo na Supwave Profissional.  Léo tem um surf agressivo que lembra muito o surf de pranchinha e só não decolou em aéreos porque o mar o segurou.

Como era de se esperar, a disputa entre Chloé Calmon e Atalanta Batista foi dramática. Duas grandes surfistas do longboard mundial surfando no limite de suas capacidades físicas.

Pódio Longboard Pro Feminino | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar

Tanto Chloé quando Atalanta foram muito felizes em suas escolhas de ondas e na execução de suas manobras (levando em consideração as imposições do mar revolto) mas foi na volta para o outside, quando faltavam 10 minutos para o fim da bateria, que Atalanta perdeu.  Ela foi apanhada pela correnteza no inside desperdiçando tempo e energia preciosos.  Ainda assim, depois disso, Atalanta ainda foi capaz pegar duas ondas que quase mudaram o rumo da história desse evento.  Na primeira, Atalanta não completou. Na segunda, Atalanta foi excelente, mas devido à falta de tempo foi uma onda do inside e por isso não deu a nota que ela precisava.

Do outro lado da praia, Chloé teve tinha espaço para mostrar porque é a líder do circuito mundial surfando com classe e calma mesmo tendo se jogado numa onda quase kamikaze por pensar que a última onda de Atalanta tinha sido suficiente para vencer.

Pódio Longboard Pro Masculino | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar

Na Longboard Pro Masculino, Jefson Silva e Carlos Bahia travaram uma batalha de cavalheiros. Um ping pong de belas ondas até que Jefson começou a demonstrar mais intimidade com a tempestade que escureceu a praia. 

Debaixo de chuva torrencial, Jefson tomou a frente da bateria com o tipo de surf que fez a história do longboard.  Ele se divertia com as paredes que se abriram como poucas que vimos hoje quando Carlos Bahia mudou de posição para buscar as esquerdas que mostraram melhor formação.  Foi ai que algo aconteceu.  Bahia passou a deslizar descontrolado rumo a areia acenando para sua equipe. Sua quilha havia se perdido e selado o resultado dessa primeira etapa.  Sem tempo para voltar, Carlos assistiu à vitória de Jefson Silva ali mesmo da areia.

Com esse resultado, o circuito de Longboard e Sup Wave da CBSurf encerra sua primeira etapa seguindo imediatamente para a praia de Cabedelo, na Paraíba para uma segunda etapa com gosto de revanche em diversas categorias.

O Aracaju Sergipe Surf Festival foi uma realização da CBSurf com o patrocínio do Governo do Estado de Sergipe através da sua Secretaria da Educação, dos Esportes e da Cultura. Conta também com o apoio da Prefeitura de Aracaju, Banese, Marata, Açaí na Tigela, Federação Sergipana de Surf, Surfland Brasil, Pisolar, Fu Wax, Monte Claro, Silverbay, Federal Seg, Transamérica, e Sequência Surf Shop.

Assista a transmissão ao vivo dos 3 dias de competições no canal CBSurfPLAY

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial

Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

Claudio Damangar

Assessoria de Imprensa do Aracaju Sergipe Surf Festival 2022

Longboard & SUP Wave | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar

Num evento de alto nível é normal ver atletas surfando bem serem eliminados ainda nas primeiras fases da competição. Isso foi o que mais vimos hoje no segundo dia do CBSurf Longboard SupWave, evento dentro da programação do Aracaju Sergipe Surf Festival.

O fato é que numa situação com um alto grau técnico onde todos são grandes surfistas, vence quem está mais concentrado e em algumas vezes, quem teve mais sorte. Não é só uma questão de quem surfou mais e sim a soma de vários fatores combinados.

Longboard & SUP Wave | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar
Longboard & SUP Wave CBSurf
Longboard & SUP Wave | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar

Hoje vimos essa roda girar muitas vezes na praia de Cinelândia, um dos mais difíceis mares para competir em todo o circuito. O comportamento do vendo e a lógica (ou falta de lógica) das ondas, testou o limite físico, técnico e estratégico de cada atleta. Na verdade, até os árbitros e equipe técnica passaram por uma prova de fogo, principalmente quando a maré baixava e o outside parecia estar mais perto do horizonte.

Foi necessário permitir que as baterias entrassem no mar 10 minutos antes do término da bateria anterior de forma que os atletas tivessem tempo para chegar no outside com conforto.

Foi rodando no meio de todos esses ingredientes que vimos surfistas como Reginaldo Nascimento, Romualdo Nascimento e Alexandre Escobar serem desclassificados no Round 3. 

Vimos Leco Salazar conter os planos de Leo Gimenes de ser campeão no longboard e no SupWave.

Admiramos Carlos Bahia vencer com elegância Jonas Lima e sua impressionante compreensão daquele mar incompreensível.

Assistimos Jefson Silva neutralizar Yam Wisman e por fim, mais não menos importante, nos emocionamos com a vitória de Gabriel Shallon sobre o ídolo do longboard mundial Rodrigo Sphaier.

Entre as meninas, assistimos a batalha antecipada entre Atalanta Batista e Chloé Calmon já no segundo round. A situação que poderia ter eliminado uma delas da grande final, acabou eliminando Monique Pontes e Ayllar Cinti deixando Luana Soares e Rayanna Amaral com a responsabilidade de impedir uma final dramática entre as duas eternas rivais.  As semifinais amanhã prometem.

Longboard & SUP Wave | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar

Na Sup Wave Feminino, se desenhou uma final entre duas grandes amigas.  Gabriela Sztamfater e Luana Cruz venceram Ana Barcelos e Quillvia Cardoso respectivamente e agora tem de decidir amanhã quem será a campeã dessa etapa.

Amanhã também teremos as definições das categorias Long sub 18, Long 35+, Long 50+ e Sup 35+ com baterias de quatro competidores além das demais finais que serão homem a homem e mulher a mulher.

Imperdível.

O Aracaju Sergipe Surf Festival foi uma realização da CBSurf com o patrocínio do Governo do Estado de Sergipe através da sua Secretaria da Educação, dos Esportes e da Cultura. Conta também com o apoio da Prefeitura de Aracaju, Banese, Marata, Açaí na Tigela, Federação Sergipana de Surf, Surfland Brasil, Pisolar, Fu Wax, Monte Claro, Silverbay, Federal Seg, Transamérica, e Sequência Surf Shop.

Assista a transmissão ao vivo dos 3 dias de competições no canal CBSurfPLAY

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial

Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

Claudio Damangar

Assessoria de Imprensa do Aracaju Sergipe Surf Festival 2022

Cartaz Oficial – Longboard & SUP Wave | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022

No primeiro dia do CBSurf Longboard SupWave, evento que segue a programação do Aracaju Sergipe Surf Festival, a harmonia entre as duas categorias se confirma.

Leo Gimenes é um exemplo de atleta que compete nas duas modalidades deste evento e que é forte candidato aos dois títulos.

Longboard & SUP Wave | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar

Como era de se esperar, Rodrigo Sphaier mostrou para o que veio já em sua primeira apresentação fazendo as duas melhores médias do dia na categoria longboard pro. Rodrigo sabe que não pode facilitar. Ele tem na sua cola os irmãos pernambucanos Romualdo e Reginaldo Nascimento que fizeram a terceira e a quarta melhores médias da categoria, respectivamente

Na modalidade SUP Pro Masculino, é possível que os atletas jamais tenham competido num mar tão difícil. Chegar no outside já era uma dura missão e talvez por isso Kilregis Cardoso tenha passado mal dentro d’água. Ele foi rapidamente atendido pelo resgate dos bombeiros num episódio que destaca a importância da presença de profissionais deste tipo em eventos esportivos como os da CBSurf.  Mesmo saindo do mar de maneira inesperada, Kilregis se classificou em primeiro lugar deixando a torcida na expectativa por sua melhora e por sua participação no segundo dia do evento.

Entre os mais experientes do LongBoard +50, Marcelo Bibita foi outro que apesar de ter se machucado em sua bateria, passou em primeiro.  Ele que é um dos fomentadores do esporte no Brasil, acabou se encontrando de mal jeito com o seu equipamento e preferiu sair do mar um pouco antes do final.

Longboard & SUP Wave | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar

Entre os destaques do dia, eu não poderia deixar de mencionar Jonas Lima na categoria SUP 35+. Ele foi quem demonstrou mais segurança e domínio no mar difícil da praia de Cinelândia conseguindo executar manobras com força e radicalidade.

As baterias das meninas não foram para o mar hoje, mas a abertura do evento ficou prevista para amanhã às 7 horas com a categoria Pro Feminina.

O Aracaju Sergipe Surf Festival foi uma realização da CBSurf com o patrocínio do Governo do Estado de Sergipe através da sua Secretaria da Educação, dos Esportes e da Cultura. Conta também com o apoio da Prefeitura de Aracaju, Banese, Marata, Açaí na Tigela, Federação Sergipana de Surf, Surfland Brasil, Pisolar, Fu Wax, Monte Claro, Silverbay, Federal Seg, Transamérica e Sequência Surf Shop.

 

Longboard & SUP Wave | Aracaju Sergipe Surf Festival 2022 | Foto: Claudio Damangar

Assista a transmissão ao vivo dos 3 dias de competições no canal CBSurfPLAY

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial

Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

Claudio Damangar

Assessoria de Imprensa do Aracaju Sergipe Surf Festival 2022