Em Pernambuco, surfistas paulistas garantem nova vitória por
equipes no CBSurf Rip Curl Grom Search, apresentado por GoPro
2ª ETAPA DO RANKING TEVE A PARTICIPAÇÃO DE 232 ATLETAS DE 14 ESTADOS

Equipe São Paulo | CBSurf Rip Curl Grom Search | Foto: Claudio Damangar

Com quatro vitórias em oito categorias, os paulistas voltaram a garantir a vitória por equipes na 2ª etapa do CBSurf Rip Curl Grom Search, apresentado por GoPro, encerrada neste domingo (7), na Praia do Cupe, em Porto de Galinhas, município de Ipojuca, em Pernambuco. A competição reuniu 232 atletas de 14 estados e o time vencedor levou a melhor com Carol Bastides e Vini Palma, na sub12, Ryan Kainalo, na sub16, e Guilherme Fernandes, na sub18. Dos quatro, Carol e Ryan repetiram as vitórias comemoradas na etapa inicial, em Vila Velha/ES.

Outros dois atletas também garantiram 100% de aproveitamento no ranking: o paranaense Anuar Chiah, na sub14, e a catarinense Kiane Hyakutake, na sub18. O time de Santa Catarina ainda comemorou mais uma conquista, com Luiza Teixeira, na sub14 feminina, e o Rio Grande do Sul levou na sub16 feminina, com Alexia Monteiro.

Outro grande destaque da etapa foi Luara Mandelli, do Paraná, chegando em três finais e ficando em segundo lugar em todas. Também merece atenção o paraibano Yuri Barros, vice da sub18 e que teve a maior nota, um 9,17, e a melhor somatória, 16,67, de 20 possíveis, na semifinal.

O Circuito define os campeões brasileiros de surf de base com limite de 18 anos e também vale vagas para a seleção que disputará o ISA World Junior Championship, o mundial da categoria, na sub18 e sub16. A grande final está confirmada para os dias 22 a 25 de setembro, em mais um pico icônico do surf, o Píer de Atlântida, em Xangri-lá, no Rio Grande do Sul.

“Mais uma etapa de grande sucesso. Tivemos os componentes essenciais para um campeonato de surf ser especial, com boas ondas e sol nos quatro dias. Também conseguimos ver o alto nível técnico dos competidores, com os melhores do Brasil surfando muito e conseguimos, mais uma vez, entregar o objetivo, que é entregar muito mais do que um campeonato de surf, com várias ativações bacanas na praia, brincadeiras, muita ação na água e a gente espera conseguir finalizar o Circuito nessas mesmas condições”, comemorou o gerente de marketing da Rip Curl, Fernando Gonzalez.

As finais foram abertas com os caçulas da sub12. Carol Bastides levou a melhor novamente. Lanay Thompson vinha muito bem, mas cometeu interferência e ficou só com uma nota, facilitando a vitória da paulista. Entre os meninos, Vini Palma abriu com uma nota 8 e se manteve na ponta até o final. Na sub14 feminina, Carol Bastides voltou para o mar, Luara Mandelli fez a primeira das três finais e apostava em sua faixa etária, mas quem começou na ponta e se manteve foi Luiza Teixeira, vencendo por uma diferença mínima – 8,64 a 8,50.

Na sub14 masculina, Anuar Chiah foi o que surfou mais ondas e garantiu a vitória justamente nas duas últimas performances, para virar sobre Kalani Robles, de São Paulo, e Yuri Gabriel, do Rio de Janeiro. “Hoje foi mais um dia incrível para a minha vida. Agora, vamos para o Rio Grande do Sul e, se Deus quiser, levar mais uma taça para o Paraná”, disse Anuar.

“Peguei ondas muito boas. Consegui me achar. Queria ter ganhado também na sub14, mas estou bem feliz. Gostei bastante desse lugar, muito lindo e fui muito bem recebida aquia. Essa vitória foi muito especial, porque foi presente de aniversario para o meu pai e também, porque o meu avô é pernambucano. Então, Pernambuco está no meu sangue”, festejou Carol Bastides.

Luara Mandelli também disse ter ficado feliz com seu desempenho em Pernambuco. “Foi um dia intenso demais. Seis baterias praticamente seguidas. Sei a importância do título brasileiro e da vaga para o ISA, por isso dei o meu melhor para poder conseguir um bom resultado e para representar o meu estado. Foi muito puxado três categorias, mas tenho certeza de que lá no futuro vai fazer a diferença na minha formação como atleta”, avaliou Luara.

Na sub16 feminina, Alexia Monteiro abriu com uma boa onda e ficou na frente. Luara, mesmo com a melhor nota da bateria, não conseguiu virar o placar. Já no masculino, Ryan Kainalo manteve a hegemonia, assegurando a nova vitória com um 7,5 pontos.

Na sub18 feminina, Kiane também foi superior, inclusive com a maior nota da disputa, um 6,83, vendo Luara repetir o segundo lugar pela terceira vez. Já na última apresentação do evento, uma disputa acirradíssima. Yuri vinha de grande atuação na semi, o pernambucano Luan Ferreyra defendia a liderança, Ryan Kainalo tinha acabado de vencer na sub16 e tentava assumir a ponta também na categoria acima, mas quem brilhou foi Guilherme Fernandes.

O placar final mostrou bem o show nas ondas – Guilherme, 14,83, Yuri, 14,17, Ryan, 13,46.  “Eu não estou acreditando até agora. Foi irado, ainda mais com esse nível técnico altíssimo. Estou muito feliz”, falou Guilherme.

Vale lembrar que os atletas contaram com uma grande estrutura na praia e dentro do mar, um esquema forte de segurança com moto aquática sempre próxima para qualquer eventualidade. Fora do mar, os atletas se divertiram com várias brincadeiras e todas as baterias foram transmitidas ao vivo pelo hotsite da CBSurf , o cbsurf.org.br/surfdebase2022. Os resultados completos da etapa podem ser acompanhados no link surfcore.com.br/system/2022/cbs_base/index.php?etapa=2&tab=2.

O Circuito CBSurf Rip Curl Grom Search é apresentado pela GoPro, com patrocínios da Surfland Brasil, FuWax, Silverbay, Brazinco, DNTBras e blocos Teccel. Apoio da Prefeitura do Ipojuca, Federação Pernambucana de Surf, Maré Comida com Vida, pranchas Realce Nordeste e Maresia Unique com divulgação da FMA Notícias.

RESULTADOS DA 2ª ETAPA

SUB12 FEMININA

1 Carol Bastides – SP

2 Lanay Thompson – RJ

3 Ana Dagostini – ES

4 Marina Suguimoto – SP

LÍDER – Carol Bastides – SP

SUB12 MASCULINA

1 Vini Palma – SP

2 Arthur Vilar – RN

3 Calebe Simões – SP

4 Michel Demétrio – SC

LÍDER – Arthur Vilar – RN

SUB14 FEMININA

1 Luiza Teixeira – SC

2 Luara Mandelli – PR

3 Carol Bastides – SP

4 Maria Beatriz – SP

LÍDER – Luara Mandelli – PR

SUB14 MASCULINA

1 Anuar Chiah – PR

2 Kalani Robles – SP

3 Yuri Gabriel – SC

4 Caio Okamoto – SP

LÍDER – Anuar Chiah – PR

SUB16 FEMININA

1 Alexia Monteiro – RS

2 Luara Mandelli – PR

3 Giovana Donato – SP

4 Maria Eduarda – BA

LÍDER – Alexia Monteiro – RS

SUB16 MASCULINA

1 Ryan Kainalo – SP

2 Luan Ferreyra – PE

3 Ryan Coelho – PR

4 Guilherme Lemos – RJ

LÍDER – Ryan Kainalo – SP

SUB18 FEMININA

1 Kiane Hyakutake – SC

2 Luara Mandelli – PR

3 Alexia Monteiro – RS

4 Gabriely Vasque – PR

LÍDER – Kiane Hyakutake – SC

SUB18 MASCULINA

1 Guilherme Fernandes – SP

2 Yuri Barros – PB

3 Ryan Kainalo – SP

4 Luan Ferreyra – PE

LÍDER – Luan Ferreyra – PE

EQUIPES

1 São Paulo

2 Paraná

3 Santa Catarina

4 Rio de Janeiro

LÍDER – São Paulo

==============================

Por: Fábio Maradei | Rip Curl

==============================

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial

Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

– Aberto oficialmente o PASA Games 2022 hoje, com a Cerimônia das areias;
– Países de todas as Américas estão prontos para disputar novamente o título de Campeões do Continente;
– Equipe brasileira se prepara para as competições.

Com a presença de autoridades da Pan American Surf Association PASA e das delegações dos países, foi aberto oficialmente hoje o PASA Games Panamá 2022 em Playa Venao.

Hoje foi realizado a abertura oficial do PASA Games 2022 em Playa Venao no Panamá, com a tradicional cerimônia das areias. As competições dos XV Jogos Panamericanos de Surf iniciarão amanhã, dia 8 de agosto e seguirão até dia 13 do mesmo mês. Acompanhe ao vivo pelo site oficial da Pan American Surf Association PASA em pasasurf.org.

Cerimônia de Abertura | PASA Games Panamá 2022 | Foto: Pasasurf

Mais de 200 atletas de 17 nações estão confirmados ´para participar do evento, que podem ter equipes de até 14 integrantes. As categorias serão compostas por Open pranchinha, Longboard, SUP Wave e SUP Race, tanto para homens quanto para mulheres. Os países confirmados até agora são Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, El Salvador, Guatemala, Jamaica, México, Nicarágua, Panamá, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.

A última edição dos Jogos PASA foi realizada em Lima, Peru, nas ondas de Punta Rocas, e o atual campeão é o Peru, que volta este ano com uma equipe carregada de talento em busca de manter o título.

Foto: Arquivo Pasasurf

A sede

Playa Venao tem uma poderosa onda de fundo de areia, que, dependendo da maré, oferece ondas que quebram à direita e à esquerda com excelentes paredes para manobrar ou tubos perfeitos de tamanho variável. Esta praia está localizada na província de Los Santos, e a área oferece uma grande variedade de opções de hotéis, restaurantes e muitas outras comodidades para todos os visitantes, em harmonia com a magia natural da região.

Playa Venao | Foto: Arquivo Pasasurf

O Time Brasileiro

O Time Brasileiro de Surf está no Panamá com a supervisão da Equipe Técnica de alto nível, composta pelo Vice-Presidente da CBSurf Paulo Moura, a Diretora de Surf Feminino Karina Abras e por Américo Pinheiro e Guga Arruda. Confira os atletas brasileiro que estarão competindo:

SURF PROFISSIONAL PRANCHINHA
– MASCULINO: João Chumbinho, Deivid Silva, Messias Félix, Mateus Sena;
– FEMININO: Tainá Hinckel, Mariana Areno, Laura Raupp, Sophia Medina; 

LONGBOARD PRO 
– MASCULINO: Rodrigo Sphaier, Jefson Silva;
– FEMININO : Chloé Calmon, Atalanta Batista;

SUP WAVE
-MASCULINO: Leo Gimenes, Luiz Diniz;
-FEMININO: Aline Adisaka, Gabriela Sztamfater;

SUP RACE TÉCNICO 
-MASCULINO: David Leão, Luiz Guida;
– FEMININO: Lena Guimarães, Aline Adisaka;

COMISSÃO TÉCNICA 
Paulo Moura, Karina Abras, Guga Arruda, Americo Pinheiro.

Equipe Brasileira | PASA Games Panamá 2022

@panamericansurf @atp_panama @visitpanama @pandeportes @surf_aps

==============================

Por: Rodrigo Bareja| CBSurf

==============================

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial

Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

Domingo é dia de finais no CBSurf Rip Curl Grom Search, em Pernambuco

BATERIAS DECISIVAS DAS 11H30 ÀS 14H30 TERÃO TRANSMISSÃO AO VIVO PELA INTERNET

CBSurf Rip Curl Grom Search – PE | Foto: Claudio Damangar

O domingo (7) será de finais na 2ª etapa do CBSurf Rip Curl Grom Search, apresentado por GoPro, que está sendo realizado na Praia do Cupe, em Ipojuca, Pernambuco. A principal competição de surf de base do País começou quinta-feira com atletas de 14 estados e a expectativa é de grandes apresentações nesse último dia de disputas, com as baterias decisivas realizadas das 11h30 às 14h30, com transmissão ao vivo pelo hotsite da CBSurf, o  cbsurf.org.br/surfdebase2022

No total, o Circuito terá três etapas, definindo os campeões brasileiros em oito categorias, sendo que entre os mais velhos da sub18 e sub16, também estão em jogo vagas para o ISA World Junior Championship, o mundial da categoria, em 2023. Neste sábado, um dos destaques foi Bernardo Brizola, do Rio Grande do Norte, somando 15 pontos entre os caçulas da sub12.

Já no outro extremo, a sub18, surfando “em casa”, o vencedor da etapa inicial do Circuito, Luan Ferreyra, surfou bem na segunda fase, mas acabou parando na disputa seguinte. Já o paulista Ryan Kainalo, marcou 14,73 no round 2 e já está na semifinal. O paraibano Yuri Barros voltou a surfar bem como no dia anterior, assim como o potiguar Samuel Joquinha.

Na feminina sub18, a gaúcha Alexia Monteiro, com 13,10 foi a melhor do dia, com a catarinense Kiane Hyakutake, atual líder, vindo na sequência, com 12. Já na sub14 masculina, o potiguar Arthur Villar, o paranaense Anuar Chiah, o paulista Kalani Robles e o catarinense Ryan Martins fizeram bonito.

Também dentro do mar, destaque para o sistema de salvamento na etapa, usando moto aquática para um eventual resgate. Na areia, a diversão corre solta com várias atrações enquanto os atletas não competem, como ping pong e futmesa.

O Circuito CBSurf Rip Curl Grom Search é apresentado pela GoPro, com patrocínios da Surfland Brasil, FuWax, Silverbay, Brazinco, DNTBras e blocos Teccel. Apoio da Prefeitura do Ipojuca, Federação Pernambucana de Surf, Maré Comida com Vida, pranchas Realce Nordeste e Maresia Unique com divulgação da FMA Notícias.

==============================

Por: Fábio Maradei | Rip Curl

==============================

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial

Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

Os XV Jogos Panamericanos de Surf PASA Games será realizado na Praia Venao, no Pacífico do Panamá de 7 a 13 de agosto de 2022 (confira matéria anterior https://cbsurf.org.br/a-associacao-panamericana-de-surf-anuncia-o-pasa-games-em-praia-venao-no-panama/).

A equipe da CBSurf já está em terras panamenhas para participar no PASA com seus atletas e mostrar que a nova era do surf brasileiro tem e terá sempre um grande foco, que é a valorização e o trabalho aos atletas.

Confira a lista de atletas e equipe técnica que estarão participando da competição.

Surf Profissional Masculino Pranchinha

Surf Profissional Feminino Pranchinha

Longboard Pro

SUP Wave

SUP Race Técnico

Comissão Técnica

Mais informações em www.pasasurf.org

#CBSurf l #COB #NovaEra #NovosVentos #surf #Brasil #PASA #PASASurf

================================================

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial

Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

Cartaz Oficial | CBSurf Big Wave Mormaii 2022

A equipe da Diretoria de Ondas Grandes da Confederação Brasileira de Surf (CBSURF) está sempre atenta aos gráficos de previsão de ondas, principalmente durante o período de espera da primeira competição de Ondas Grandes da história da instituição.

            Durante a semana apareceu nos gráficos uma forte ondulação que atingirá a costa catarinense no dia 11 de agosto. Ao ser publicada a imagem do gráfico da previsão no grupo de What’sApp que está tratando dos encaminhamentos do evento, o Presidente da CBSURF Teco Padaratz escreveu: “Woooowww que frio na barriga”. A postagem foi respondida pelo Rômulo Camilo, Secretário de Comunicação da Prefeitura de Laguna: “Já bateu a tremedeira aqui, e eu nem vou entrar na água kkkk”.

            A cada atualização de gráfico a equipe de monitoramento de previsão trocava mensagens e realizava reuniões. Os celulares de todos os envolvidos com a competição não paravam de receber mensagens de pessoas perguntando se seria chamada a competição. A decisão foi postergada até o limite do prazo, chegando a ultrapassar os 7 dias de antecedência para o Sinal AMARELO, pois a ondulação possui um grande potencial e a CBSURF não queria desperdiça-la.

            Em uma reunião recente relacionada aos eventos de Surf de Ondas Grandes da Confederação, Paulo Moura e Ricardo Bocão deixaram clara a intenção de somente chamar os eventos de big surf em dias realmente extremos, com ondas realmente grandes e condições adequadas, e Thiago ‘Jacaré’, o Diretor da pasta, concordou.

            A decisão sobre a chamada do evento foi emitida hoje, dia 05 de agosto, pelo Thiago ‘Jacaré’: “infelizmente é um swell com período que não se enquadra de forma suficiente para a chamada do evento, além disso, o quadrante do vento (sul) não está favorável para encaixar as ondas na praia do Cardoso. O swell tem tamanho, ta grande, vai dar onda pro big surf, pode ser que dê  animal, mas é meio arriscado chamar o campeonato sem ter  100% de certeza”.

COMO FUNCIONA O SISTEMA DE CHAMADA DO EVENTO?

            O CBSurf Big Wave Mormaii 2022, apresentado pela Big Waves Brasil (BWB), será realizado em um único dia, dentro de uma ‘Janela de Espera’ de três meses, que se iniciou no dia 15 de julho e se encerra no dia 15 de outubro. A previsão continuará sendo analisada pela equipe de monitoramento, que utilizará o sistema de sinais para uma possível chamada da competição.

            “O Sinal AMARELO, gerado com aproximadamente 7 dias de antecedência, serve para deixar todos os atletas, staff, prestadores de serviço, órgãos públicos e expectadores em sobreaviso sobre uma possível realização da competição, e os Sinais VERDE ou VERMELHO servem para confirmar ou cancelar os deslocamentos de todos até o local da competição”, diz Reinaldo Jaeger, Gestor de Projetos da Big Waves Brasil e auxiliar de Thiago ‘Jacaré’ na Diretoria de Ondas Grandes da CBSURF.

SHOW DE SURF COM TRANSMISSÃO AO VIVO

Foram selecionados pela CBSURF 20 dos melhores atletas de Ondas Grandes da atualidade, que se somaram à 4 atletas regionais convidados. São renomados big riders brasileiros, que foram escolhidos pelo desempenho em competições brasileiras e mundiais anteriores, além do reconhecimento da atual performance deles. Eles disputarão o título de 1º Campeão Brasileiro de Ondas Grandes da CBSURF.

A organização do evento promete uma transmissão ao vivo de primeira qualidade, com diversas câmeras de ação, comentaristas web de peso e repórteres de beira de praia. Tudo isso para as pessoas acompanharem toda a ação nos mínimos detalhes, onde quer que estejam. Além da competição, haverá também a clássica Conferência Técnica dos eventos de Ondas Grandes da BWB, e dessa vez com a parceria da ‘Caravana do Surf’ da CBSurf’. A Conferência também terá transmissão ao vivo, assim como a cerimônia de premiação ao final da competição. A transmissão ao vivo será realizada pelo site da CBSurf: https://cbsurf.org.br

LAGUNA, A SEDE DO EVENTO

            Laguna, além de suas belezas naturais, possui mais de 20 praias em seu território, todas elas propícias para a prática do surf. A costa do município oferece aos surfistas ondas dos mais variados tipos: tubular, cheia, direita, esquerda e, inclusive, ondas grandes, uma das maiores do Brasil!

            A praia do Cardoso, situada na comunidade do Farol de Santa Marta, é um dos principais destinos brasileiros para os praticantes do Surf de Ondas Grandes, uma modalidade esportiva originária do surf tradicional, porém com metodologia de competição, critérios de julgamento, equipamentos e atletas próprios, diferentes do surf tradicional (shoartboard).

OS RESPONSÁVEIS POR ESTE EVENTO, QUE VAI FICAR NA HISTÓRIA

            A BWB apresenta o CBSurf Big Wave Mormaii 2022, realizado em parceria com a Prefeitura Municipal de Laguna, por meio da Secretaria Municipal de Turismo e Lazer. A Agência Dream Factory é a grande parceira da CBSurf no evento. A competição é homologada pela Federação Catarinense de Surf (FECASURF) e pela Associação de Surf e Tow-in do Farol de Santa Marta (ASTFSM).

            Apoiam a realização do evento: Silverbay; Fu Wax; Surfland Brasil; Index Krown; Satto Surfboards; Cardoso Surf Camping e Pousada; Restaurante Praia Grill; Big Rider’s House; SunTech Protetor Solar; Session Store; Nob Multiesportes; Campo de Surf da Cigana; Cigana’s House; Restaurante San Duarte; TAC TeleCom; Náutica Sul; Swell Eventos; Alaia Surf Shop; Farol Sul Imóveis; Auto Posto Farol; Corpo de Bombeiros Militar de SC.

            A competição está sendo realizada dentro de uma Unidade de Conservação Federal, denominada ‘Área de Preservação Ambiental da Baleia Franca’. O fato de estar inserido no território da APA exige um maior controle dos possíveis impactos ambientais relacionados ao evento e a autorização do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO). A APA da Baleia Franca é parceira e autoriza este evento. A Marinha do Brasil também deverá liberar e acompanhar a competição.

            Foi elaborado um Plano de Gestão Ambiental para o evento, com o objetivo de reduzir e até eliminar impactos socioambientais negativos e potencializar os impactos positivos. O CBSurf Big Wave Mormaii 2022 também aderiu ao Programa CarbonOk®, que atesta tecnicamente pela neutralização dos gases de efeito estufa gerados diretamente pelo evento.

Por: Big Waves Brasil

================================================

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial

Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

Yuri Barros| CBSurf Rip Curl Grom Search – PE | Claudio Damangar

Os nordestinos comandaram o show na fase inicial da categoria sub18 masculina, neste segundo dia da segunda etapa do CBSurf Rip Curl Grom Search, apresentado por GoPro, em Pernambuco. Nesta sexta-feira (5), os atletas mais velhos foram para o mar e as maiores somatórias foram de representantes do Nordeste, com o paraibano Yuri Barros tendo a melhor média, 13,80 pontos, seguido do potiguar Samuel Joquinha, com 13,24, e do cearense Ytalo Oliveira, com 13,10.

“Peguei as melhores ondas, graças a Deus foi tudo certo. Estou muito feliz com esse resultado. O campeonato está de alto nível, a galera quebrando e espero seguir bem até o final”, vibrou Yuri.

Já na sub16, o paulista Ryan Kainalo, vitorioso na etapa inicial, no Espírito Santo, garantiu a melhor performance, com 12,67. Ele também figurou entre os melhores da categoria acima, onde foi o vice nas ondas capixabas. Quem também foi se classificou nas duas categorias foi o pernambucano Luan Ferreyra, que faturou a etapa inicial em Vila Velha na sub18.

Outro campeão da primeira etapa, o paranaense Anuar Chiah, também avançou tanto na sua faixa etária, a sub14, quanto na sub16. Também competiram nesta sexta-feira as meninas da sub14 e quem teve a melhor apresentação foi a paulista Carol Bastides, atual líder da sub12, com a baiana Maria Eduarda logo atrás, com 11,10. A paranaense Luara Mandelli, que está na frente no ranking nessa faixa etária, também se classificou com boa atuação.

A competição segue neste sábado, a partir das 7h. No domingo, recomeça 7h30, com as finais das 11h30 às 14h30. Todas as baterias são transmitidas ao vivo pelo hotsite da CBSurf, o cbsurf.org.br/surfdebase2022, com imagens, locução e as notas. Fora do mar, o evento conta com muitas atrações para os atletas, como futmesa e ping pong, além de massagista, garantindo o slogan “Muito mais do que um Campeonato de Surf”, já uma tradição nas 22 edições do Rip Curl Grom Search.

O Circuito CBSurf Rip Curl Grom Search é apresentado pela GoPro, com patrocínios da Surfland Brasil, FuWax, Silverbay, Brazinco, DNTBras e blocos Teccel. Apoio da Prefeitura do Ipojuca, Federação Pernambucana de Surf, Maré Comida com Vida, pranchas Realce Nordeste e Maresia Unique com divulgação da FMA Notícias.

==============================

Por: Fábio Maradei | Rip Curl

==============================

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial

Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

SURF – Com talento local liderando ranking, CBSurf Rip Curl Grom Search, o principal circuito de surf de base do País, tem segunda etapa a partir de quinta-feira no litoral pernambucano.

LUAN FERREIRA ESTÁ NA FRENTE NA CATEGORIA SUB18 E AGORA COMPETE EM CASA

Luan Ferreira | CBSurf Rip Curl Grom Search – ES | Foto: Vitor Gozzer

A segunda etapa do CBSurf Rip Curl Grom Search, apresentado por GoPro, terá um talento local como um dos grandes destaques. O principal circuito de surf de base do País tem as disputas a partir desta quinta-feira (4), na Praia do Cupe, em Porto de Galinhas, Ipojuca, no litoral sul de Pernambuco, reunindo 232 atletas de 14 estados, divididos em oito categorias.

A competição, que segue até domingo (7), terá transmissão ao vivo pelo hotsite da CBSurf, o cbsurf.org.br/surfdebase2022, com imagens, locução e as notas. Neste primeiro dia, será realizada a abertura oficial, com as equipes estaduais perfiladas em frente ao palanque às 13h. Na sequência, a partir das 14h, as meninas da sub18 entram no mar. Depois é a vez da sub16 feminina. Na sexta-feira (5), a competição reinicia às 7h com a sub18 masculina. As finais estão previstas para domingo, das 11h30 às 14h30.

Entre os mais velhos, na sub18, Luan Ferreira, compete “em casa”, defendendo a liderança do ranking. Ele venceu na abertura do campeonato, em Vila Velha, e agora demonstra muita animação para se manter na frente na disputa que vale pontos para o título brasileiro e também para a formação da seleção brasileira que disputará o ISA World Junior Championship, o mundial da categoria em 2023.

“Estou muito animado. Competir em casa é muito bom e com altas ondas, melhor ainda. Gosto muito dessa onda, treino sempre”, afirma o atleta, de apenas 15 anos, que na etapa inicial superou atletas mais experientes no Circuito, deixando em segundo lugar o paulista Ryan Kainalo, em terceiro o potiguar Samuel Joquinha e em quarto outro representante de SP, Murilo Coura.

Se Luan tem a vantagem de estar “em casa”, outra líder do ranking, a paranaense Gabriely Vasque, chega pela primeira vez na praia pernambucana. “Minha expectativa para essa etapa é chegar nas finais, se Deus permitir, e me manter viva pra vaga do ISA”, afirma a vencedora da sub16 feminina. Outra vitoriosa e paranaense em Vila Velha, Luara Mandelli, também competirá pela primeira vez, mas conhece bem a praia, por ter acompanhado a mãe, Thiara, em competições do longboard.

“Tenho boas lembranças. Acompanhava a minha mãe quando ela competia aqui no circuito profissional de longboard, mas pela primeira vez estou vindo para surfar e disputar um campeonato. Estou feliz por isso e bem focada para conseguir um bom resultado para mim e para o meu Estado”, ressalta a surfista líder da sub14 feminina.

Os caçulas do ranking também demonstram boas expectativas para disputa. A paulista Carol Bastides e o potiguar Arthur Vilar, fazem parte da equipe formada pelo campeão mundial e olímpico Italo Ferreira, para fomentar a nova geração, e esperam repetir boas atuações. “Minha expectativa é que eu consiga ganhar, dar o meu melhor e me divertir. Estou muito otimista”, afirma Carol, que vem de nova vitória no Paulista e também está surfando na sede do evento pela primeira vez.

Já Arthur conhece bem o pico, treinou várias vezes, mas estreia nas ondas como competidor. “Estou bem feliz pelo fato da etapa ser aqui no Nordeste, em condições que já estou acostumado a treinar. Nunca competi nessa ‘vala’, mas já treinei algumas vezes aqui. Quero me divertir e tentar fazer o meu melhor. O resultado vai ser consequência”, comenta Arthur.

O gerente de marketing da Rip Curl, Fernando Gonzalez, diz que a etapa seguirá à risca o slogan do Rip Curl Grom Search, que completa 23 edições consecutivas esse ano: “Muito mais do que um campeonato de surf”, com várias atrações também fora do mar. “Estamos num local icônico do surf, conhecido por sua qualidade de ondas, um lugar paradisíaco. Só esse cenário já ajuda muito, mas teremos muita diversão para a garotada na areia, além do show de manobras nas disputas”, relata.

“Teremos novas ativações da GoPro, como futmesa e ping pong, distribuição de pipas, uma tradição nos nossos eventos, tudo para os atletas se divertirem enquanto estão fora do mar. Também massagista para antes e depois das baterias. Tudo voltado para ser mais um grande evento e que todos podem acompanhar pela transmissão ao vivo”, complementa Gonzalez.

O Circuito CBSurf Rip Curl Grom Search é apresentado pela GoPro, com patrocínios da Surfland Brasil, FuWax, Silverbay, Brazinco, DNTBras e blocos Teccel. Apoio da Prefeitura do Ipojuca, Federação Pernambucana de Surf, Maré Comida com Vida, pranchas Realce Nordeste e Maresia Unique com divulgação da FMA Notícias.

==============================

Por: Fábio Maradei | Rip Curl

==============================

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial

Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

Depois da participação recorde de inscritos na abertura do CBSurf

Rip Curl Grom Search, apresentado por GoPro, segunda etapa

em Pernambuco terá mais um dia e começa na quinta-feira

Cartaz Oficial | CBSurf Rip Curl Grom Search – Pernambuco

O sucesso de participação de atletas na etapa inicial, no Espírito Santo, fez com que o CBSurf Rip Curl Grom Search, apresentado por GoPro, ganhe mais um dia já na segunda etapa do ranking, que começará na quinta-feira (4), na paradisíaca Praia do Cupe, em Porto de Galinhas, Ipojuca, no litoral sul de Pernambuco. Agora, a etapa passa a contar com quatro dias e o mesmo procedimento será adotado para a grande final do Circuito, no Rio Grande do Sul, que mudou de data e será de 22 a 25 de setembro.

A ampliação no número de dias foi definida para que a programação de baterias ocorra dentro do planejado. Em Vila Velha, houve a necessidade de realização de baterias simultâneas em dois palanques. Foram 240 atletas de 15 estados, um recorde para etapas do Brasileiro de Base. “Demonstra o sucesso que o evento se tornou e rapidamente, ao unirmos dois grandes circuitos, o da CBSurf e o Rip Curl Grom Search, com uma grande demanda de inscritos, e todos ganham com isso”, afirma o gerente de marketing da Rip Curl, Fernando Gonzalez.

“Um dia a mais de etapa, significa um dia a mais de ação, de show de surf. É para comemorarmos mesmo. Um dia a mais de transmissão ao vivo, ativação dos patrocinadores. Isso engrandece o Circuito e confirma ser o principal campeonato do país, com procura de surfistas de 15 estados diferentes”, reforça.

Novamente, a etapa terá transmissão ao vivo de todas as baterias, com notas em tempo real, pelo hotsite da Rip Curl, o ripcurl.com.br/gromsearch22. Na quinta-feira, logo cedo será realizado o tradicional desfile das delegações, com representantes de todas as federações estaduais.

CBSurf Rip Curl Grom Search – ES | Foto: Vitor Gozz
CBSurf Rip Curl Grom Search – ES | Foto: Vitor Gozz

Fora do mar, o evento terá ainda mais atrações, como massagista para os atletas, antes e depois de competirem, além futmesa e e ping pong, oferecidos pela GoPro, entre outras atividades de lazer. “Com certeza será mais uma grande competição, num lugar muito bom, tradicional do surf, que já recebeu etapas internacionais”, complementa Fernando Gonzalez, da Rip Curl.

“Na premiação teremos nessa etapa pranchas Realce Nordeste, para os vencedores da sub18 e sub16 masculino e feminino”, anuncia o diretor de relações institucionais da CBSurf, e organizador da etapa, Geraldo Cavalcanti, agradecendo o apoio da Prefeitura do Ipojuca para a realização do evento. “Grandes parceiros, na pessoa da prefeita Célia Sales e do secretário de esportes, Danilo Lins”, destaca.

Na etapa inicial, realizada na Praia do Buraco, em Vila Velha, dois atletas já conhecidos nas categorias de base foram os destaques. O paulista Ryan Kainalo venceu a sub16 e foi o segundo na categoria acima, a sub18. O mesmo aconteceu com o paranaense Anuar Chiah, primeiro na sub14 e segundo na sub16.

Também venceram na abertura do ranking o pernambucano Luan Ferreira e a catarinense Kiany Hyakutake na sub18; as também paranaenses Gabriely Vasque, na sub16, e Luara Mandelli, na sub14; e os caçulas da sub12, Arthur Vilar, do Rio Grande do Norte, e Carol Bastides, de São Paulo. Por equipes, os paulistas levaram o primeiro lugar, seguidos dos paranaenses e catarinenses.

O Circuito CBSurf Rip Curl Grom Search é apresentado pela GoPro, com patrocínios da Surfland Brasil, FuWax, Silverbay, Brazinco, DNTBras e blocos Teccel. Apoio da Prefeitura do Ipojuca, Federação Pernambucana de Surf, Maré Comida com Vida, pranchas Realce Nordeste e Maresia Unique com divulgação da FMA Notícias.

RANKING 2022

SUB18 MASCULINA

1 Luan Ferreira – PE

2 Ryan Kainalo – SP

3 Samuel Joquinha – RN

4 Murilo Coura – SP

SUB18 FEMININA

1 Kiany Hyakutake – SC

2 Laura Raupp – SC

3 Nairê Marquez – SP

4 Sophia Gonçalves – SP

SUB16 MASCULINA

1 Ryan Kainalo – SP

2 Anuar Chiah – PR

3 Guilherme Lemos – PR

4 Rayan Fadul – BA

SUB16 FEMININA

1 Gabriely Vasque – PR

2 Aysha Rato – RJ

3 Sophia Gonçalves – SP

4 Laura Raupp – SC

SUB14 MASCULINA

1 Anuar Chiah – PR

2 Yuri Gabriel – SC

3 Kalani Robles – SP

4 Pedro Henrique – SP

SUB14 FEMININA

1 Luara Mandelli – PR

2 Maria Eduarda – BA

3 Maria Beatriz – SP

4 Maria Clara – RN

SUB12 MASCULINA

1 Arthur Vilar – RN

2 Nicolas Silva – CE

3 Michel Demétrio – SC

4 Bernardo Brizola – RN

SUB12 FEMININA

1 Carol Bastides – SP

2 Kyara Antunes – SC

3 Manu Medeiros – SP

4 Paula Stefani – SP

EQUIPES

1 São Paulo

2 Paraná

3 Santa Catarina

4 Rio de Janeiro

==============================

Por: Fábio Maradei | Rip Curl

==============================

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial

Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO

COMUNICADO CBSURF


A Confederação Brasileira de Surf (CBSURF), o órgão máximo do esporte no país, sempre pensando nos atletas pois esta é a finalidade da entidade, vem por meio deste anunciar mais uma etapa em seu circuito de acesso TAÇA BRASIL 2022.


O que era bom agora ficou ainda melhor!
A CBSURF tem o prazer de anunciar a mais valiosa perna de circuito de Surf Profissional da história do surf brasileiro. Serão distribuídos em 04 semanas seguidas um valor total de R$ 780.000,00 em premiação para as categorias masculino e feminino.


O Circuito TAÇA BRASIL 2022 que contava com 07 etapas, acaba de ganhar mais uma etapa PRIME e passa a ter 08 etapas. A nova etapa confirmada em nosso calendário é a etapa de Imbituba-SC que terá R$ 120.000,00 de premiação. A perna de eventos profissionais do sul do país contava com 03 e agora conta com 04 etapas:

Esta nova etapa PRIME conta também como a 4ª etapa do Circuito Profissional Catarinense.

O compromisso da CBSURF é com o atleta e é para os atletas que trabalhamos arduamente dia e noite. O surf brasileiro precisava de NOVOS VENTOS e hoje eles sopram na direção certa.


Atenciosamente,
CBSURF 2022

CbSurf e Feserj – Julia vence em Maricá
A santista Julia Santos é campeã pela primeira vez na carreira entre as profissionais, no Maricá Surf Pro AM 2022. Silvana Lima fica em segundo lugar nas ondas de Ponta Negra.

Julia Santos | Maricá Surf Pro | Foto; Gleyson Silva

Deu São Paulo na categoria feminina do Maricá Surf Pro AM 2022. Julia Santos, de Santos, duas baterias nesta sexta-feira (29) e faturou o título da etapa válida pela Taça Brasil da CBSurf, e pelo Estadual do Rio. A competição distribuiu R$ 100 mil reais em premiação.

As finais femininas foram realizadas em ondas de quase 1 metro nas maiores séries em Ponta Negra, Região dos Lagos (RJ). A primeira semi foi muito disputada e o resultado final só foi decidido bem perto do fim.

Julia Santos arrancou 3.50 e 6.00 pontos e ficou na liderança até perto do final. A saquaremense Taís Almeida, que estava em terceiro lugar, surfou quando restavam pouco mais de um minuto para o fim e acertou uma forte batida de frontside. Com a atuação ela anotou 8.00 pontos e pulou para a primeira posição. Julia ainda teve tempo de surfar e fez duas manobras bem definidas numa esquerda. Ela precisava de 6.84 para reassumir o primeiro lugar e marcou 7.40 para vencer a disputa.

A carioca Julia Duarte, que estava em segundo até sofrer a virada de Taís, terminou na terceira posição na bateria e finalizou sua participação no evento em quinto lugar. A cearense Larissa dos Santos ficou em quarto na disputa e em sétimo no Maricá Surf Pro AM 2022.

Final – A final teve 30 minutos de duração e começou com a cearense Yanca Costa encontrando uma boa onda. Ela fez duas rasgadas, a segunda mais forte, porém errou a terceira manobra, uma batida. Ela recebeu 4.50 pontos pela performance. Aos cinco minutos Julia fez uma batida, um layback e outra pancada numa pequena junção. A nota foi 6.67 pontos.

Silvana Lima deu o troco rapidamente. A cearense pegou uma esquerda, fez uma rasgada bem definida, depois executou outra rasgada e ainda bateu na parte menor da onda. Com a atuação ela recebeu 8.50 pontos e assumiu a liderança.

Dez minutos depois Julia marcou outra nota na casa dos seis pontos. A paulista fez uma única manobra de frontside, uma potente batida na junção. Ela necessitava de 2.44 para assumir a primeira posição e fez 6.50. Um minuto depois Silvana tentou retomar a liderança. Ela foi pra direita, fez uma batida e rasgou forte, porém a prancha derrapou e ela caiu. Ela precisava de 4.67 e fez 3.30. Esse erro custou o título para Silvana, que não conseguiu melhorar seu somatório e terminou como vice-campeã. Yanca terminou em terceiro lugar com duas notas na casa dos quatro pontos, e a saquaremense Tais Almeida terminou na quarta posição.

“Na real, estou muito feliz, não tenho nem palavras pra falar agora. Minha primeira vitória como profissional, primeira vez que eu venço um evento. Fui campeã brasileira, mas ainda não tinha conseguido ganhar um evento. Está sendo emocionante, porque pela primeira vez eu viajei sozinha. Eu queria que meus amigos estivessem aqui pra estarem comemorando comigo, mas estou muito feliz e só posso agradecer a Deus por ter sido como foi, e por tudo que tem acontecido na minha vida”, disse uma emocionada Julia logo após sair da água.

“Essa vitória é pra minha mãe. Ela deve estar amarradona, deve estar assistindo em casa. Também agradeço ao meu treinador. Ele está acompanhando outros atletas em São Paulo. Não posso esquecer também do meu amigo Marquinhos, o Kinho, o Ed… a gente sempre está viajando junto. Dessa vez eles não conseguiram vir, mas tenho certeza que ele estão felizes lá. É isso, quero agradecer a todo meu time, meu patrocinador principal, todo mundo que torce por mim. Estou muito feliz!”, comentou Julia, que também falou da final.

“A Silvana pegou uma onda muito boa de 8.50, mas eu fiquei tranquila pois eu tinha uma nota seis. Eu sabia que precisava de uma nota boa também pra equilibrar o jogo, e as outras meninas precisavam de notas altas. Quando restavam sete minutos eu pensei em marcá-la e foi o que eu fiz, eu joguei o jogo, fiquei ali com ela. Ela precisava de pouco, então eu não tinha muito o que fazer, a não ser marcá-la e deu tudo certo”, finalizou a campeã Julia Santos.

Silvana na semi – A vice-campeã Silvana Lima chegou na final após vencer a segunda semi feminina do Maricá Surf Pro AM 2022. A cearense entrou no ritmo da bateria perto dos dez minutos finais. Silvana marcou 6.93 pontos com duas manobras de backside, depois colocou 4.60 e no final aumentou a distância para as adversárias com mais 5.60.

A cearense radicada no Rio, Yanca Costa, começou melhor o duelo, com 5.17 pontos, porém depois sofreu a virada da pernambucana Monik Santos. Yanca foi em busca da classificação quando restavam três minutos para o fim. Ela, que precisava de 3.30, rasgou e bateu de backside numa onda pequena, conquistou 3.53 e pulou pro segundo lugar. Monik terminou em terceiro e a cearense Ariane Gomes terminou na quarta posição.

Estadual Junior – Após as disputas profissionais do Maricá Surf Pro AM 2022, e as vitórias de Julia Santos e Cauã Costa, chegou a vez dos atletas amadores na prova válida pelo Estadual do Rio. A primeira chamada para eles acontece neste sábado (30), às 7h30 (de Brasília), quando, de acordo com as condições do mar, o cronograma será definido. Nenhuma categoria está dispensada da chamada.

Os surfistas amadores serão distribuídos nas categorias Sub-18, Sub-16, Sub-14 e Sub-12 (masculino e feminino). Dez mil reais estão em jogo entre os juniores.

Premiação – A categoria Sub-18 (Masculino e Feminino) terá premiação em dinheiro, e as demais terão pranchas Oceanside, blocos e acessórios (deck, leash, capa etc).

Campeão: R$ 2.500,00 + Prancha Oceanside
Vice-campeão: R$ 1.250,00
3º: R$ 750,00
4º: R$ 500,00

Almoço gratuito – Todos os atletas inscritos no evento têm direito a almoço gratuito na tenda de alimentação, uma cortesia da Prefeitura de Maricá durante o Maricá Surf Pro AM 2022.

Festival – De 28 a 31 de julho será realizado em Ponta Negra, integrado ao Maricá Surf Pro AM 2022, o ART&BIER – Festival da Cerveja Artesanal. O evento reunirá gastronomia, shows (bandas de rock) e diversão no mesmo local, sendo um atrativo a mais para os participantes da etapa.

Maricá Surf Pro AM 2022

Final Feminina

Campeã Julia Santos (SP) 13.17 – 7.000 pontos e R$ 12.000,00

Vice-campeã Silvana Lima (CE) 11.80 – 5.600 e R$ 7.000,00

3ª Yanca Costa (RJ) 8.87 – 4.550 pontos e R$ 5.000,00

4ª Tais Almeida (RJ) 6.87 – 4.200 pontos e R$ 4.000

Semifinais
1ª e 2ª = Final / 3ª = 3.500 pontos e R$ 3.500,00 / 4ª = 3.115 pontos e R$ 3.000,00

1 Julia Santos (SP) 13.40, Tais Almeida (RJ) 12.83, Julia Duarte (RJ) 9.50, Larissa dos Santos (CE) 7.24

2 Silvana Lima (CE) 12.53, Yanca Costa (RJ) 8.70, Monik Santos (PE) 8.47, Ariane Gomes (CE) 6.54

Evento: Maricá Surf Pro AM 2022

Local: Praia de Ponta Negra – Maricá (RJ)

Data CBSurf Taça Brasil/Estadual Profissional: 26 a 29 de julho de 2022

Data Estadual Júnior: 29 a 31 de julho de 2022

Patrocínio: Prefeitura Municipal de Maricá

Apoio Taça Brasil: Surfland | Fuwax | Silverbay

Apoio FESERJ: Oceanside

Apoio de mídia: Waves

Realização: FESERJ – Federação de Surfe do Estado do Rio de Janeiro

Homologação: CBSurf – Confederação Brasileira de Surf

Suporte: ASBPN – Associação de Surf e Bodyboard de Ponta Negra

Apoio institucional: SUDERJ

Categorias Taça Brasil: Profissional Masculino | Profissional Feminino

Categorias Estadual Júnior: Sub-18 (m/f) | Sub-16 (m/f) | Sub-14 (m/f) | Sub-12 (m/f)

Categorias Locais: Clínica de Surf | Open Local (ASBPN)

Nível Profissional: 7A (CBSurf Taça Brasil) e 5A (FESERJ)

Premiação Profissional:

Premiação Masculina

Total – R$ 50.000,00

Premiação Feminina

Total – R$ 50.000,00

Nível Estadual Júnior (Nova Geração): 2A (máximo)

Transmissão (webcast): https://www.youtube.com/CBSurfPLAY

Informações adicionais: contato@feserj.org.br

======================================

Texto: Carlos Matias

Fotos: Gleyson Silva.

================================================

Siga o nosso Instagram: @cbsurfoficial

Confira o calendário CBSurf 2022 atualizado: CALENDÁRIO