Primeiro critério de desempate: Número de vitórias de cada atleta na 1ª, 2ª, 3ª, 4ª e 5ª etapas
Segundo critério de desempate: Soma da média da última bateria de cada etapa.
** Terceiro critério de desempate: Caso permaneça o empate na somatória, o desempate é a maior nota.

RANKING-MASCULINO-CBSURF-PRO-2022-Maceió-Saquarema-Matinhos-Praia-Mole-Xangri-Lá-auto-soma-edit

Primeiro critério de desempate: Número de vitórias de cada atleta na 1ª, 2ª, 3ª, 4ª e 5ª etapas
Segundo critério de desempate: Soma da média da última bateria de cada etapa.
** Terceiro critério de desempate: Caso permaneça o empate na somatória, o desempate é a maior nota.

RANKING-FEMININO-CBSURF-PRO-2022-Maceió-Saquarema-Matinhos-Praia-Mole-Xangri-Lá-auto-soma-edit

Cartaz Oficial

O CBSurf Geribá Master, apresentado pela Prefeitura da Armação dos Búzios, será a segunda etapa do Circuito Master 2022, da Confederação Brasileira de Surf. A charmosa praia de Geribá vai receber os nomes consagrados da história do surf brasileiro, a partir desta sexta-feira, 21 de outubro até domingo.

O CBSurf Geribá Master é uma parceria entre Prefeitura da Armação dos Búzios, através da Secretaria de Turismo, e Confederação Brasileira de Surf (CBSurf).

AS LENDAS – Grandes lendas do surf estarão presentes. Nomes como do paraibano Fábio Gouveia, 53 anos, primeiro campeão mundial no surf pelo Brasil, em 1988; o baiano Jojó de Olivença, 55 anos, bi-campeão brasileiro, que por muitos anos esteve na elite mundial; e o niteroiense, que também fez parte da elite por mais de 10 anos, Guilherme Herdy, 48 anos.

E ainda, entre os grandes nomes que fizeram a história do surfe brasileiro, estará o cabofriense Victor Ribas – que já figurou no circuito mundial de surf, em terceiro lugar, no ano de 1999. Na primeira etapa do CBSurf Master, na semana passada, Vitinho mostrou um surf lindo, de borda, em todo evento. E foi contemplado, na final Grand-Kahuna (50+), com a primeira colocação. Em Geribá, Ribas vai surfar uma onda muito parecida com a que surfa diariamente na Praia do Forte.

“Estou muito feliz com a vitória em Itacoatiara, na primeira etapa do CBSurf Master, na categoria Grand-Kahuna. E feliz também de participar da segunda etapa, em Búzios, perto de casa. Muito legal poder participar de tudo isso. Dessa volta do Circuito Brasileiro. Espero que continue acontecendo. É uma nova chance para todos os atletas que gostam de competir! Muito Bacana de ver isso acontecendo novamente”
disse Vitor.

O circuito CBSurf Master 2022, terá as categorias, Master (35+) , Grand-Master (40+), Kahuna (45+), Grand-Kahuna (50+) e Feminino Master (35+). A premiação será de R$50.000, distribuídos para os finalistas das categorias. Também foi contemplada a categoria Legends (55+) com premiação, de R$ 5.000, que será distribuída entre
os finalistas.

AO VIVO – A competição será transmitida ao vivo, direto da Praia de Geribá, pelo website oficial www.cbsurf.org.br e no canal oficial da Confederação Brasileira de Surf no youtube, o CBSurfPLAY. www.youtube.com/c/CBSurfPLAY

O CBSurf Geribá Master é apresentado pela Prefeitura da Armação dos Búzios, através da Secretaria de Turismo. Realizado pela Confederação Brasileira de Surf (CBSurf). A etapa tem parceria da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ), junto com a Associação de Surfe de Búzios (ASB). Os apoiadores são, Surfland Brasil, Silverbay, Açaí do Joca Jr, FU WAX, Shaper Ricardo Astral, Blocos Teccel, Cyclone e Geribá Surfe.


Assessoria de imprensa do CBSurf Geribá Master
Pedro Monteiro – 21 99600 4042 – [email protected]

Victor Ribas | CBSurf Itacoatiara Master | Fotos: Pedro Monteiro

O CBSurf Itacoatiara Master apresentado pela Prefeitura de Niterói terminou neste domingo (16). Com altas ondas, a primeira etapa abriu a série de três etapas, do Circuito Brasileiro Master, da Confederação Brasileira de Surf. O palco das finais, desta etapa, foram as ondas do Costão da praia de Itacoatiara. Em que “As Lendas” protagonizaram um show dentro d ‘água. 

No ano de 2022, o circuito está recebendo grandes nomes da história do surf brasileiro. Surfistas com longas trajetórias de conquistas e títulos. Campeões brasileiros, campeões mundiais e nomes já classificados entre os melhores do mundo, estão dando ao público a oportunidade de ver e entender que se o surfe brasileiro, hoje, ocupa o primeiro lugar do mundo, esse é o resultado de décadas de muito trabalho. 

O campeão, dessa etapa, na Master (35+) foi o surfista potiguar Júnior Rocha. Conterrâneo do campeão Olímpico, Ítalo Ferreira, Rocha venceu dois surfistas locais e levou para casa um lindo troféu, feito pelo artesão da cidade Marcilio Rodrigues. Ben Borges, surfista de Niterói, chegou a liderar a bateria, mas terminou na segunda colocação. O cearense Phelipe Maia ficou em terceiro. Phelipe demorou para pegar uma onda boa e somente no fim da bateria pegou uma onda regular. 

Herdy recordista – Na final Master, Guilherme Herdy,  já não conseguia mais surfar e terminou em quarto lugar. O herói local de Niterói, que já tinha surfado 8 baterias no domingo, começou a sentir cãibras no fim da semifinal Kahuna, antes das finais. Mesmo com muitos espasmos musculares, Herdy ainda fez mais duas finais, ficando com a vice colocação na Gran Master, e em quarto na Kahuna. Completando 11 baterias num só dia.

“Não foi fácil pra mim esses últimos dias. Fiquei de cama por quase duas semanas e há muito tempo não disputava tantas baterias. Acho que nunca fiz isso em toda minha carreira. Hoje, senti meu corpo todo puxando. Tive câimbra nas pernas. Depois meus braços ficaram dormentes e minha lombar travou. Muita coisa. Mas estou feliz de ver todo mundo aqui reunido, lembrando histórias do passado e de saber que todo mundo está bem.” Disse Herdy.

O alagoano Klinger Peixoto, foi o grande vencedor na Grand-Master (40+). Ele, que estava em terceiro lugar na bateria, pegou uma onda faltando 3 segundos para terminar e virou a bateria pra cima de Guilherme Herdy, ficando com o título. O maranhense radicado em Santa Catarina, Álvaro Bacana chegou a ter a oportunidade, também no minuto final. Mas caiu na primeira manobra da onda que podia valer o título e terminou em terceiro. Em quarto lugar, ficou o cearense Angelino Santos.

Local de São Vicente, o surfista, advogado e jornalista Daniks Fischer, venceu na categoria Kahuna (45+), virando nos 5 minutos finais. O surfista do Rio de Janeiro, Arthur Gamma, chegou a liderar quase toda a bateria, mas terminou em segundo. O surfista da zona sul carioca, Eduardo Chalita, terminou em terceiro, praticamente empatado com Herdy, que foi o quarto.

“O Rio de Janeiro continua lindo. Foi aqui que fui campeão brasileiro, no fim dos anos 90. Reviver isso tudo, ao lado da minha esposa, é a maior alegria. Daqui há 2 meses vou lançar meu livro, com um pouco dessa história da minha vida que é surf, surf, surf. Parabéns a CBSurf e a todos que fizeram o evento, que foi maravilhoso.” Disse Fisher.

Lenda viva – A lenda do surf brasileiro, o cabofriense Victor Ribas – que já figurou no circuito mundial de surf, em terceiro lugar, no ano de 1999 – mostrou um surf lindo de borda, em todo evento e foi contemplado, na final Grand-Kahuna (50+), com a Vitória. Entre os finalistas, Vitinho fez a maior nota e a maior média e mostrou que conhece bem as ondas do costão de Itacoatiara. O surfista da Prainha do Rio de Janeiro, Sérgio Noronha, ficou com a segunda colocação. O gigante baiano, Esdras Santos, que eliminou seu conterrâneo Jojó de Olivença na semifinal, chegou a abrir a bateria com uma onda boa, mas terminou na terceira colocação. O buziano, Duda Tedesco, não achou as ondas na final, e acabou na quarta colocação. 

“O campeonato foi alucinante. Esse dia foi demais! Estou super feliz de rever a galera! Todo mundo surfando bem, motivados com a competição. Galera dando o máximo. Foi o maior barato!” Disse Vitinho.

O carinhoso nome com o qual é batizada a categoria Legends, ou Lendas, (55+) conota o reconhecimento pela longa jornada de surfistas que abriram as portas do surfe brasileiro para o mundo. Entre eles, Edson Vieira, que foi surfista profissional representando São Paulo nos anos 80, levou, com folga, o troféu do CBSurf Itacoatiara Master. Em segundo, ficou o surfista local de Niterói, Alfredo Simon. Vlamir Reis, de São Paulo, ficou em Terceiro. O “mais experiente” da turma, na final, foi o catarinense Carlos Knoll, 59 anos. E surfando como garoto, mostrou que surf não tem idade. 

Próximo encontro – O novo encontro das “Lendas” do surfe do Brasil,  já está marcado, para a partir de sexta-feira, 21 de outubro, na praia de Geribá, Búzios, na região dos lagos do Rio de Janeiro. Será mais uma oportunidade de ver de perto, em ação, atletas que são uma parte da história e da construção que fez o surfe do país chegar ao topo do mundo, conquistado com o agora “Brazilian Storm”.

CBSurf Itacoatiara Master foi uma parceria entre Prefeitura de Niterói, Secretaria de Esporte e Lazer, Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) e Niterói Empresa de Lazer e Turismo (NELTUR). 

CBSurfPLAY – A competição que aconteceu na praia de Itacoatiara, foi transmitida ao vivo, e pode ser revista pelo canal oficial da Confederação Brasileira de Surf no youtube, o CBSurfPLAY. www.youtube.com/c/CBSurfPLAY 

O CBSurf Itacoatiara Master foi apresentado pela Prefeitura de Niterói, através da  Secretaria de Esporte e Lazer, em parceria com Niterói Empresa de Lazer e Turismo (NELTUR) e Niterói Experimente. A realização foi da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), que nesta etapa teve a parceria da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ), junto com a Associação de Surfe de Niterói (ASN). Os apoiadores foram, Surfland Brasil, Northshore, EBSCO, Gilo, Itacoatiara Old School, Silverbay, Açaí do Joca Jr, W Lataam, FU WAX, Shaper Crivella, Puro Suco, Dunas de Itaipu, Todaro, Kaway e Full Filmes. 

________________________________________________________________________

Assessoria de imprensa do CBSurf Itacoatiara Master

Pedro Monteiro – 21 99600 4042 – [email protected]

Atenções voltadas para as areias da praia de Itacoatiara no CBSurf Itacoatiara Master 2022. Com a ausência das ondas, nesta manhã de sábado (15), a competição foi adiada para domingo.

Ação de Plantio | CBSurf Itacoatiara Master | Foto: Pedro Monteiro

Ainda que a falta das ondas tenha tornado inviável a realização das baterias deste sábado, a Prefeitura de Niterói e a Confederação Brasileira de Surf, somaram suas forças pelo meio ambiente. E a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade de Niterói convidou os grandes nomes do surf brasileiro para uma ação de preservação ambiental.

Convidado pela secretaria, Jojó de Olivença, Coordenador de Responsabilidade Socioambiental da CBSurf, juntou a turma presente para plantar mudas nativas de vegetação costeira. Atração, a parte, no plantio, foi o uso de hidrogel na areia e nas plantas, para manter a umidade do solo, por mais tempo.

Os surfistas plantaram mais de 40 mudas, de cinco espécies diferentes. O ato, simbólico, pelo trabalho importante de resgate e manutenção da vegetação costeira é um legado para gerações.

“É uma responsabilidade nossa, contribuir e deixar um legado. Itacoatiara foi bem bacana! Fizemos a parceria com a secretaria de meio ambiente e a empresa Clim, que está fazendo a gestão do lixo. É uma honra, muito grande, poder contribuir, de alguma forma, por onde a gente passa, para que esse paraíso, esse presente que Deus nos deu, que é a natureza continue preservada.” Disse Jojo.

O CBSurf Itacoatiara Master 2022 é uma parceria entre Prefeitura de Niterói, Secretaria de Esporte e Lazer, Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) e Niterói Empresa de Lazer e Turismo (NELTUR).O campeonato, distribui mais de R$ 55.000 de prêmio. O domingo será um dia longo com chamada às 6:30h, com início às 6:40h. As finais devem acontecer já no fim da tarde de domingo.

AO VIVO – A competição está ao vivo, direto da Praia de Itacoatiara, pelo website www.cbsurf.org.br ou no canal oficial da Confederação Brasileira de Surf no youtube, o CBSurfPLAY. www.youtube.com/c/CBSurfPLAY.

O CBSurf Itacoatiara Master é apresentado pela Prefeitura de Niterói, através da Secretaria de Esporte e Lazer, em parceria com Niterói Empresa de Lazer e Turismo (NELTUR) e Niterói Experimente. Realizado pela Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), a etapa tem parceria da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ), junto com a Associação de Surfe de Niterói (ASN). Os apoiadores são, Surfland Brasil, Northshore, EBSCO, Gilo, Itacoatiara old School, Silverbay, Açaí do Joca Jr, W Lataam, Fu Wax, Shaper Crivella, Puro Suco, Dunas de Itaipu, Todaro, Kaway, PredialNet e Full Filmes.


Assessoria de imprensa do CBSurf Itacoatiara Master
Pedro Monteiro – 21 99600 4042 – [email protected]

O CBSurf Itacoatiara Master 2022, apresentado pela Prefeitura de Niterói, começou com grandes encontros e abriu a série de três etapas do Circuito Master, da Confederação Brasileira de Surf.

CBSurf Itacoatiara Master | Foto: Pedro Monteiro

Nesta sexta-feira (14), foram para dentro d’água três categorias. Master (35+), Grand-Master (40+) e Kahuna (45+). Esse encontro, das gerações do passado, mostrou que o surf do Brasil teve sempre muita garra e união.

O primeiro a entrar no mar, foi o niteroiense Guilherme Herdy. Tanto em sua bateria de estréia, na Master, como na Grand Master, Herdy passou em segundo lugar, com viradas espetaculares, em ambas. Herdy está escalado para a primeira bateria do dia, de sábado, que tem previsão de início às 8h.

O CBSurf Itacoatiara Master 2022 é uma parceria entre Prefeitura de Niterói, Secretaria de Esporte e Lazer, Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) e Niterói Empresa de Lazer e Turismo (NELTUR).

A descontração deu o tom do dia no evento. Com muitas risadas, Herdy brincou com Victor Ribas, na saída de sua estréia, na categoria Kahuna. Vitinho será outro surfista a disputar mais de uma categoria.

“E ai Vitinho? Vai correr a Mirim, Iniciante e Grom? Está parecendo aquela época, que corríamos várias categorias.” Disse Herdy.

No primeiro dia de competições, todos os surfistas precisaram de muita disposição, para vencer os desafios que o mar de Itacoatiara colocou. Rodrigo Dorneles, mostrou a garra de sempre. Teve que cravar as quilhas na areia para vencer os duelos estabelecidos.

O campeonato recebe nomes consagrados da história do surf brasileiro. Entre outros, que estreiam amanhã, está o paraibano Fábio Gouveia, 53 anos, escalado para a segunda bateria do dia. O Evento tem previsão de início às 8h deste sábado, na charmosa praia de Itacoatiara.

O circuito CBSurf Master 2022, terá as categorias, Master (35+) , Grand-Master (40+), Kahuna (45+), Grand-Kahuna (50+) e Feminino Master (35+). A premiação será de R$50.000, distribuídos para os finalistas das categorias. Também foi contemplada a categoria Legends (55+) , com premiação de R$ 5.000, distribuídos para os finalistas. E ainda, a categoria Master Local, para atletas do município de Niterói, com pranchas e acessórios de surf, como prêmios.

AO VIVO – A competição está ao vivo, direto da Praia de Itacoatiara, pelo canal oficial da Confederação Brasileira de Surf no youtube, o CBSurfPLAY. www.youtube.com/c/CBSurfPLAY

O CBSurf Itacoatiara Master é apresentado pela Prefeitura de Niterói, através da  Secretaria de Esporte e Lazer, em parceria com Niterói Empresa de Lazer e Turismo (NELTUR) e Niterói Experimente. Realizado pela Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), a etapa tem parceria da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ), junto com a Associação de Surfe de Niterói (ASN). Os apoiadores são, Surfland Brasil, Northshore, EBSCO, Gilo, Itacoatiara old School, Silverbay, Açaí do Joca Jr, W Lataam, Fu Wax, Shaper Crivella, Puro Suco, Dunas de Itaipu, Todaro, Kaway, PredialNet e Full Filmes.

________

Assessoria de imprensa do CBSurf Itacoatiara Master

Pedro Monteiro – 21 99600 4042 – [email protected]

Cartaz Oficial

O CBSurf Itacoatiara Master apresentado pela Prefeitura de Niterói vai abrir a série de três etapas do Circuito Master, da Confederação Brasileira de Surf. Sempre à frente, Niterói recebe, nesta sexta-feira (14), a primeira etapa, na praia de Itacoatiara.

O CBSurf Itacoatiara Master é uma parceria entre Prefeitura de Niterói, Secretaria de Esporte e Lazer, Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) e Niterói Empresa de Lazer e Turismo (NELTUR). E neste ano de 2022, o campeonato recebe nomes consagrados da história do surf brasileiro, na praia mais charmosa de Niterói.

“Itacoatiara é reconhecida como um dos melhores cenários para a prática de várias modalidades aquáticas. E atrai esportistas de várias partes do país e do mundo, além de visitantes e turistas, que curtem a beleza do local e a praia paradisíaca. “O Itacoatiara Master vem para contribuir para o desenvolvimento do turismo e da economia da cidade.” Disse Paulo Novaes, presidente da Neltur.

AS LENDAS – Grandes lendas do surf estarão presentes. Nomes como do paraibano Fábio Gouveia, 53 anos, primeiro campeão mundial no surf pelo Brasil, em 1988. O baiano Jojó de Olivença, 55 anos, bi-campeão brasileiro, que por muitos anos esteve na elite mundial. E o niteroiense, que também fez parte da elite por mais de 10 anos, Guilherme Herdy, 48 anos. Entre outros grandes nomes do surf brasileiro.

O circuito CBSurf Master 2022, terá as categorias, Master (35+) , Grand-Master (40+), Kahuna (45+), Grand-Kahuna (50+) e Feminino Master (35+). A premiação será de R$50.000, distribuídos para os finalistas das categorias. Também foram contempladas às categorias Legends (55+) com premiação de R$ 5.000, distribuídos para os finalistas e Master Local, para atletas do município de Niterói.

AO VIVO – A competição será transmitida ao vivo, da Praia de Itacoatiara, pelo canal oficial da Confederação Brasileira de Surf no youtube, o CBSurfPLAY. www.youtube.com/c/CBSurfPLAY

O CBSurf Itacoatiara Master é apresentado pela Prefeitura de Niterói, através da Secretaria de Esporte e Lazer, em parceria com Niterói Empresa de Lazer e Turismo (NELTUR) e Niterói Experimente. Realizado pela Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), a etapa tem parceria da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ), junto com a Associação de Surfe de Niterói (ASN). Os apoiadores são, Surfland Brasil, Northshore, EBSCO, Gilo, Itacoatiara old School, Silverbay, Açaí do Joca Jr, W LATAAM, FU WAX, Shaper Crivella, Puro Suco, Dunas de Itaipu, Todaro, Kaway, PredialLink e Full Filmes.


Assessoria de imprensa do CBSurf Itacoatiara Master
Pedro Monteiro – 21 99600 4042 – [email protected]