Resultados do primeiro dia na 3ª etapa do CBS de Seleções no Rio de Janeiro

  • Imprimir

 

 O sábado, 23 de novembro, primeiro dia de disputas da última etapa do Circuito CBS Cyclone 2013 de Surfe Amador - Taça Roberto Valério começou devagar. 

O mar amanheceu praticamente flat, e parecia que seria um dia de ondas pequenas e sem força. Mas o Canto do Recreio reagiu e, à medida que o dia foi passando, o mar ganhou consistência. No final do dia as ondas já chegavam a cerca de 1 metro e meio nas séries – prometendo crescer mais para o domingo de encerramento do circuito. 

Veja resultados aqui

 

 Veja fotos aqui

Veja ao vivo aqui


A cerimônia de abertura do evento, ocorreu com o hasteamento das bandeiras e a execução do Hino Nacional e as equipes perfiladas e uniformizadas. Em seguida, os atletas foram para a água e mostraram muita raça e determinação para defender as bandeiras de seus respectivos estados.
 
Entre os que confirmaram o título do circuito CBS 2013, já no sábado, Jonas Marretinha, que garantiu o caneco na Iniciantes. Aos 14 anos, o Franzino surfista da Paraíba encarou com bravura as ondas que cresciam consideravelmente  com séries cada vez maiores. Tremendo bastante de frio após a bateria, ele disse que demorou para se adaptar às condições - bem diferentes das normalmente encontradas no Nordeste do País.

 

“As ondas aqui são bem diferentes do meu local de treinamento, a Paraíba. Não estou acostumado a esse tipo de condição e foi um grande desafio”, disse o agora campeão brasileiro, Marretinha, que venceu as duas primeiras etapas do circuito.
 
Outro que garantiu o título no sábado foi o Saulo Barros. Ele avançou para o segundo round e levou o título da Open para o Ceará.

 “Estou muito feliz em levar esse título para meu estado. Treinei bastante e esse foi o resultado”, disse o campeão. A maior somatória também foi conseguida na categoria Open, por outro nordestino. 

O paraibano, recém radicado no Rio, José Francisco, executou boas manobras, com variações, para marcar 16,73 de 20 pontos possíveis, com direito a um 9,73.
 
“Não deu para conseguir o título porque o Saulo ( Barros) trabalhou muito bem. Ele merece. Mas eu estou muito feliz por ter conseguido boas notas. Na onda do nove consegui dar um aéreo e depois emendei com um cut back e os juízes gostaram. Essa é a segunda vez que estou cometindo no Rio. A primeira vez foi na semana passada, no campeonato profissional, quando cheguei na segunda fase. Agora vou morar aqui e correr atras de patrocinadores”, disse o surfista de 19 anos.
 
Entre as meninas as disputas também foram bastante acirradas. E quem garantiu o título na Feminino Junior por antecipação foi a cearense Larissa Santos. A surfista venceu a primeira etapa, foi vice na segunda e como chegou à final da última etapa garantiu o título.
 
Na disputa por equipes, o Rio de Janeiro permanece com 100% de aproveitamento, por conta de todos os seus atletas que pontuam, ainda estarem na competição.

 Fora da água um show de cidadania e inclusão -  Se dentro da água o bicho pegou com as manobras dos atletas, nas cercanias do palanque o que se viu foram várias campanhas entre elas: prevenção ao câncer de mama, da tuberculose, campanhas contra o fumo, entre outros.

 Lixo Zero pela primeira vez no Recreio – A campanha Lixo Zero  - que pune com multas pessoas que jogam lixo no chão – compareceu pela primeira vez ao Recreio dos Bandeirantes, com o intuito de multar.

 Internet rápida e gratuita – A organização disponibilizou, em parceria com a Prefeitura do Rio de Janeiro, uma van com acesso à internet de alta velocidade, gratuitamente.

 

 Ranking depois de duas etapas
 
1 Ceará 1800 
2 Pernambuco 1656 
3 Paraíba 1539 
4 Bahia 1466 
5 Rio Grande do Norte 1319 
6 Alagoas 1068 
7 Rio de Janeiro 1000 
8 Espírito Santo 531